Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Verdão’

O Palmeiras continua vivendo dias de crise e os momentos turbulentos parecem não ter fim. Já perdi as contas de quantas vezes escrevi esse tipo de texto aqui no MFC nos últimos meses. Mas é impossível não relatar o novo capítulo ocorrido no começo desta semana pelos lados do Palestra Itália. A nova crise ocorreu depois do último jogo da equipe pelo Campeonato Brasileiro, em partida jogada no Rio de Janeiro contra o Vasco. Conforme veiculado, mesmo após apresentar um futebol melancólico, alguns jogadores do Palmeiras foram curtir noitadas na Cidade Maravilhosa e retornaram para a concentração muito depois da hora combinada e ainda acompanhado por mulheres. Os envolvidos até onde se sabe eram os atacantes Robert e Ewerthon, além do meia Marquinhos.

Com o atraso dos três, o treinador Antonio Carlos Zago cobrou uma postura decente dos atletas e chegou as vias de fato com Robert. Resultado? Ambos foram mandados embora do Verdão. Esse é apenas mais um exemplo da bagunça que se tornou a equipe paulista.

Quando o economista Luiz Gonzaga Belluzzo assumiu a presidência alviverde, tudo levava a crer que dias melhores viriam. Além de ser uma pessoa esclarecida e inteligente, Belluzzo tinha o perfil que o torcedores palmeirenses queriam ver no comando do clube. Depois de anos de marasmo, queda para a segunda divisão e nenhum título conquistado, era a hora da mudança e da reformulação. Muita gente pensou dessa forma também quando ele foi eleito para comandar o clube no dia 26 de janeiro de 2009.

Um ano e meio depois, as coisas aconteceram totalmente diferente do imaginado. Neste período, o Palmeiras já teve quatro treinadores (Vanderlei Luxemburgo, Jorginho, Muricy Ramalho e Antonio Carlos Zago) e nada deu certo. Vagner Love e Diego Souza, os dois principais jogadores do elenco, pegaram as coisas e abandonaram o time.

Os resultados dentro de campo demonstram o tamanho da bagunça. Em 2009, eliminação no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores da América, vexame no Campeonato Brasileiro, torneio esse que o Palmeiras liderou por muito tempo e por crises internas conseguiu perder um título ganho. Nesse ano a sina continua a mesma. Campanha pífia no Paulistão e eliminação da Copa do Brasil para o Atlético-GO. O Campeonato Brasileiro já começou e nada foi feito para salvar o Verdão.

Com tantos exemplos de bagunças, crises, brigas e resultados ruins, é fácil chegar a conclusão de que a culpa disso tudo não é da comissão técnica desse ou daquele treinador. O problema está na direção do Palmeiras. Belluzzo parece não ter pulso firme para comandar um clube do tamanho e das tradições alviverdes. Enquanto jogador briga com técnico, outros abandonam o elenco e o presidente da principal patrocinadora diz que tem dó do atual elenco, o presidente palestrino vê tudo de braços cruzados. É preciso tomar atitudes, urgentemente.

Dia após dia o Palmeiras se torna um time menor. O pensamento de Belluzzo é contratar o vencedor Luis Felipe Scolari. Pode ser uma boa chance para mudar as coisas e partir para um rumo melhor. Entretanto, Felipão é um técnico de prestígio e que deve ter propostas de todos os cantos do mundo. Será que ele, vendo o jeito que as coisas estão no Palmeiras, aceitará assumir essa bronca? É pouco provável.

Mas o Palmeiras não pode depender de Felipão, de Belluzzo, de Diego Souza ou de Traffic. O clube tem uma história brilhante no futebol e por si só é um gigante. Os torcedores não merecem uma situação preocupante como esta vivida atualmente. E nesse grande circo alviverde, existe apenas um ‘palhaço’ que sofre: o goleiro Marcos.

Pobre Marcos…

Read Full Post »

Foram 66 dias de ‘férias’. Pouco mais de dois meses depois de ser demitido pelo Palmeiras, Muricy Ramalho está de volta ao futebol. A diretoria do Fluminense confirmou a contratação do treinador neste domingo e, amanhã, será apresentado ao grupo e à imprensa.

Muricy Ramalho ganhou status de estrela depois de ter conseguido três títulos nacionais com o São Paulo, em 2006, 2007 e 2008. No Tricolor, o treinador foi muito contestado por nunca ter conseguido vencer competições de mata-mata, sofrendo três eliminações seguidas na Copa Libertadores da América. A derrota para o Cruzeiro nas quartas-de-final do torneio sul-americano de 2009 foi a gota d’água para sua demissão.

Depois foi a vez de partir para o Palmeiras com o objetivo de tirar o alviverde da fila de títulos e somar seu quarto troféu consecutivo. Não deu certo e o Verdão conseguiu perder um campeonato praticamente ganho para o Flamengo. Com um início pífio no Campeonato Paulista de 2010, a diretoria resolveu mudar a comissão técnica.

Esse período de dois meses fora do futebol pode ter sido positivo para o técnico. Convivendo com muita pressão em dois grandes clubes paulistas, Muricy Ramalho se estressou demais, brigou com repórteres constantemente e passou a ser visto com maus olhos pelos profissionais. Esse tempo de fora deve ter trazido mais calma e tranquilidade para o treinador. Outro fator importante foi sair do futebol paulista e procurar novos ares no Rio de Janeiro.

Muricy é, de fato, um grande comandante e com um grupo interessante nas mãos, possivelmente terá sucesso nas Laranjeiras. O Fluminense tem um bom elenco e a metodologia de trabalho exercida pelo técnico pode sanar os problemas existentes. Com Fred e Dário Conca (enfim, Muricy trabalhará com o meia argentino, algo que não conseguiu desde a época do São Paulo), o Fluminense tem boas chances de ir longe na Copa do Brasil e fazer uma campanha superior a do ano passado no Brasileiro, quando lutou contra o rebaixamento até a última rodada.

Por ser um dos principais treinadores do Brasil, Muricy Ramalho ganhará um gordo salário de aproximadamente R$500 mil mensais e o primeiro desafio do técnico será na próxima quinta-feira, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, no jogo de ida contra o Grêmio, no Maracanã.

Read Full Post »

Corinthians e Palmeiras não conseguiram se classificar para a fase decisiva do Campeonato Paulista de 2010. E isso deve soar como um alerta para ambos. Como todos sabem, quem não consegue chegar às semifinais do torneio, desdenha da competição. Mas quem vence, comemora e tira proveito da situação.

O alviverde fez uma campanha pífia. Em 19 rodadas, o Palmeiras conseguiu somar apenas seis vitórias. Tropeçou dentro e fora de casa contra adversários sem expressão. Trocou de treinador no meio da competição e de nada adiantou. A torcida cobrou, insultou, fez protestos. Tudo em vão. O problema palmeirense vem de cima, da cúpula. A crise se instaurou e o Verdão conseguiu a proeza de fazer a pior campanha no Paulistão desde 1980, quando terminou a competição na 16ª colocação.

Não bastasse isso, possivelmente três dos principais jogadores do elenco podem deixar o clube. Diego Souza, descontente e com problemas de relacionamento no grupo, será vendido até o meio do ano. Cleiton Xavier também tem propostas e deve sair. Além disso, Marcos, grande ídolo palmeirense, pode pendurar as luvas antes do esperado. Uma situação delicada e muito perigosa.

O Palmeiras está nas oitavas-de-final da Copa do Brasil, competição que não priorizou em detrimento ao campeonato estadual. Só chegou nesse patamar por enfrentar equipes fraquíssimas e desestruturadas. Agora jogará contra o Atlético-PR e as coisas podem se complicar. Se avançar às quartas-de-final, não o vejo com chances de chegar ao título. Outras tantas equipes estão em melhores condições no momento.

A eliminação no Paulistão pode custar caro para o Palmeiras. Era a chance do time se firmar, ganhar corpo e mostrar sua força. Não conseguiu. A Copa do Brasil não é um torneio típico para experimentos e testes. É tudo ou nada, mata-mata. A situação mais perigosa é o Campeonato Brasileiro, que começará no próximo mês de maio. Se continuar atuando dessa forma, o Verdão tem grandes chances de lutar contra o rebaixamento. Ainda há tempo para mudar. É necessário uma reformulação no elenco e até mesmo na diretoria. Algo está errado, muito errado. O torcedor palmeirense não merece sofrer humilhação semelhante à vivida em 2002.

Já pelos lados do Parque São Jorge, a situação não é preocupante. O Corinthians lutou até a última rodada no Paulistão, mas ficou de fora, principalmente, pela derrota contra o Paulista em ‘casa’, na Arena Barueri. Não fosse esse resultado, certamente o Timão disputaria as semifinais. Mas o discurso da diretoria e dos atletas é o mesmo. A competição importante é a Libertadores. Afirmam e reafirmam que todo o projeto foi focado na conquista do título continental. Isso pode ser perigoso. Pois, se não vencerem o título, alegarão o quê? É óbvio que o alvinegro tem grandes chances de ser campeão, mas a Libertadores é uma competição traiçoeira, onde qualquer erro pode ser fatal. De qualquer forma, o Corinthians deve ir longe no torneio, mas com um elenco recheado de bons atletas, milionário e com duas grandes estrelas como Ronaldo e Roberto Carlos, mesmo que não sendo a prioridade, o Timão deixou a desejar no Paulistão. Que não decepcione também na competição prioritária.

Assim, a situação dos dois grandes rivais é diferente. Uma eliminação nem sempre tem o mesmo peso para duas equipes distintas. A palavra de ordem no Palmeiras é mudança, enquanto no Corinthians é esperança. Com o desenrolar dos jogos e competições, saberemos qual foi realmente o preço de uma eliminação precoce no Paulistão.

NOTA: Esse texto foi publicado no blog Jornalismo Esportivo: http://esportejornalismo.blogspot.com/2010/04/o-peso-da-eliminacao-no-paulistao.html

Read Full Post »

O clássico disputado ontem na Vila Belmiro tinha ingredientes de sobra para elevar ainda mais a moral dos ‘Meninos da Vila’. No meio de semana, a equipe comandada pelo técnico Dorival Junior não tomou conhecimento do fraco Naviraiense e ganhou por incríveis 10 a 0, em jogo válido pela primeira fase da Copa do Brasil. Foi um show dos garotos, com jogadas de efeito, gols bonitos e, como um rolo compressor, o Santos triturou mais um adversário na temporada. Enquanto isso, o Palmeiras vivia uma crise em 2010. Jogos ruins, troca de treinadores, dirigentes sem saber o que fazer e torcedores completamente indignados com as apáticas atuações do time.

Cenário ideal para o alvinegro praiano golear mais uma vez e deixar o rival em situação ainda pior. Certo? Não, errado. Completamente errado. Como diria o filósofo Jardel, ex-atacante do Grêmio: “Clássico é clássico e vice-versa”. Por mais que todos saibam disso, a superioridade do Santos o transformou em um completo favorito para o jogo. Mas quando o juiz apita e a bola rola, tudo muda. E ontem vimos isso mais uma vez.

Como esperado, o Santos começou melhor e abriu dois gols de vantagem (Pará e Neymar). Teve chances de fazer mais e comprovar o favoritismo. Podia ter goleado o adversário. Errou alguns lances e o Palmeiras, valente como nunca visto nesse ano, conseguiu empatar ainda no primeiro tempo, com dois gols do criticado atacante Robert. O jogo foi para o intervalo com sentimentos distintos entre as equipes. O Palmeiras renasceu no jogo e percebeu que uma vitória em plena Vila Belmiro era completamente possível. O Santos se abalou com o empate, tomou uma ducha de água fria e sabia que precisaria voltar para o segundo tempo jogando melhor.

A segunda etapa continuou muito movimentada e o jogo estava aberto. Diego Souza, que voltava de suspensão, virou o jogo para o alviverde. Mais tarde, Madson recebeu um lindo passe de Paulo Henrique Ganso e empatou o jogo novamente. Que jogão! Era lá e cá. Pressão para os dois lados, nervos a flor da pele. Mas ainda viria mais emoção. Arouca perdeu a bola no meio campo e Robert mandou uma bomba, que encobriu o goleiro Felipe e morreu dentro da rede. Foi o golpe de misericórdia. O gol que acabou com o jogo e redobrou a esperança do técnico Antônio Carlos em reerguer a equipe.

Que foi um maravilhoso jogo, todos sabem. Mas há outros fatores que devem ser citados. Essa vitória histórica, obtida na raça e na vontade dos antes cabisbaixos jogadores palmeirenses, pode ser a animação que estava faltando para as coisas voltarem ao normal. Além disso, o Palmeiras continua sonhando em terminar o Campeonato Paulista entre os quatro primeiro para buscar o título. Uma vitória que dá moral para a equipe e calma para a torcida.

Pelo lado do Santos, creio que o resultado negativo em casa também possa ser visto com bons olhos. Como venho dizendo aqui no MFC durante as últimas semanas, o futebol santista é envolvente e bonito de se assistir. Isso não mudou pela derrota de ontem. Mas como o Peixe vinha ganhando seus jogos com certa facilidade, os garotos se deslumbraram e começaram a acreditar que em toda partida conseguiriam vencer e encantar. Não é assim. O futebol não permite essas coisas. A derrota vem em boa hora. É um momento de reflexão para os ‘Meninos da Vila’, é a hora de saber que nem sempre ganharão e que não são imbatíveis. Até mesmo numa derrota, é possível absorver coisas positivas. E creio que o Dorival Junior saberá conversar com seus atletas e pedir mais tranquilidade e um pouco menos de euforia. Muitos ali serão craques num futuro próximo, mas não podem queimar etapas.

Ainda vejo o Santos como favorito para conquistar o Paulistão e acho que o Verdão poderá obter a redenção com sua classificação. Basta que entrem ligados e com a mesma vontade que apresentaram ontem nos próximos jogos. Ainda é difícil a classificação. Mas como eles mesmo provaram ontem, no futebol nada é impossível.

Read Full Post »

Obina

Dizem que em jogos de mata-mata a partida que realmente importa e faz diferença é o jogo de ida. E mais uma vez esse quesito foi decisivo. O Palmeiras teve tudo para vencer pelo menos por dois gols de diferença no dia 28 de maio, quando atuou no Palestra Itália não jogou bem e empatou por 1X1 com o Nacional, do Uruguai. Hoje, no estádio Centenário, em Montevidéu, o Palmeiras foi um pouco melhor que os uruguaios, mas não conseguiu tirar o zero do placar e por ter feito um gol fora de casa, o Nacional está nas semifinais da Taça Libertadores da América depois de 21 anos.

Em um jogo feio e truncado, o Palmeiras levou mais perigo à meta uruguaia. Logo aos oito minutos do primeiro tempo, Cleiton Xavier cobrou escanteio fechado e o goleiro Muñoz espalmou a bola que caprichosamente bateu no travessão. O lance animou a equipe brasileira, que mesmo nervosa em campo, continuava apertando o Nacional em busca do gol. A segunda chance do Verdão na partida saiu dos pés de Keirrison. Após cruzamento rasteiro de Diego Souza, o atacante desviou a bola por cima do goleiro e da trave.

O Palmeiras levava perigo nas investidas de Armero pela esquerda. Em um desses lances, o lateral esquerdo cruzou e a bola bateu no braço do zagueiro Coates. Mesmo com a reclamação alviverde, o juiz Carlos Vera mandou o lance prosseguir e não anotou o pênalti. Sem dúvidas foi um lance difícil, mas creio que houve intenção do uruguaio em tocar na bola, portanto, a penalidade deveria ter sido marcada.

O segundo tempo não foi muito diferente dos 45 minutos iniciais. O Palmeiras caiu um pouco de rendimento e a equipe uruguaia intensificou a catimba. O técnico Vanderley Luxemburgo percebeu que a vaga estava ameaçada e fez três alterações. Entraram Ortigoza, Obina e Souza nos lugares de Willians, Marcão e Wendel, respectivamente. Era a chance do Palmeiras colocar pressão nos uruguaios para furar o bloqueio. Aos 25 minutos Obina teve sua primeira chance. Dominou a bola, girou em cima do adversário e chutou muito mal para fora. O Nacional entendeu o recado que o Verdão partiria para o tudo ou nada e se viu ameaçado. Dessa forma, os uruguaios passaram a tocar mais a bola para deixar o tempo correr.

Mas aos 39 minutos Obina fez a torcida alviverde enlouquecer. Não, ele não fez o gol. Deixou os torcedores enlouquecidos de raiva. Após bom cruzamento de Ortigoza, o atacante sozinho conseguiu cabecear a bola para fora, desperdiçando a melhor chance do jogo e praticamente garantindo a classificação do Nacional. Um minuto depois, em rápido contra-ataque o atacante García entrou na área e tocou no canto de Marcos, mas a bola saiu rente à trave. No desespero, Marcos tentou ser mais santo do que o normal e foi em duas oportunidades até a área do Nacional para tentar fazer o gol. Mas nem ‘São Marcos’ conseguiu salvar o Palmeiras dessa vez e a equipe paulista está eliminada da competição sul-americana.

Ainda não vi as declarações de Luxemburgo após a partida, mas já imagino qual serão as ‘desculpas’. Torcida, gramado ruim e arbitragem com certeza serão usados como explicação. Nada precisa ser explicado. O Palmeiras não atuou bem nos dois jogos. Não conseguiu furar a retranca do time de Gerardo Pelusso, mesmo tendo um time melhor que o Nacional. De qualquer forma, não faltou luta aos palmeirenses, faltou um pouco mais de qualidade e tranquilidade para definir os lances no ataque. Mais uma vez Luxemburgo não conseguirá conquistar o título que mais deseja. Ao Palmeiras resta o Campeonato Brasileiro.

Read Full Post »

– O São Paulo está com sérios problemas no setor defensivo. Não que os jogadores estejam em má fase, mas o problema principal são as contusões. Rodrigo está fora por um bom tempo. Aislan se machucou e ainda segue em tratamento. Renato Silva e André Dias também estiveram no departamento médico nos últimos dias e acabaram de retornar. O único que não sofreu lesão foi Miranda. Porém, o zagueiro foi convocado para a Seleção Brasileira e desfalcará o Tricolor nos próximos 20 dias. A saída da diretoria são paulina foi contratar um novo zagueiro. O São Paulo confirmou na noite desta segunda-feira o acordo com Jean, que estava na Ponte Preta. Com 28 anos, o jogador se destacou no último Campeonato Paulista por ser acusado pela diretoria da Portuguesa de ter contribuído para a classificação do Santos na última rodada. A negociação rendeu R$70 mil aos cofres da Macaca.

– Mais uma vez o Corinthians esteve em pauta no STJD. Depois de Cristian, Dentinho e Ronaldo, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgou e absolveu o clube nesta segunda-feira. O foco do julgamento foi a invasão de campo de um torcedor corintiano no jogo das quartas-de-final contra o Fluminense, no Maracanã. Caso fosse punido, o Timão poderia perder o mando de campo de um a dez jogos e teria que arcar com uma multa estipulada em até R$200 mil.

– Depois de perder Ramires para a seleção e possivelmente Wagner e Thiago Ribeiro, ambos contundidos, para o confronto do próximo dia 17 pela Taça Libertadores da América, o Cruzeiro conheceu mais um desfalque para a decisão. O experiente lateral esquerdo Athirson sofreu uma lesão no ligamento colateral medial do joelho esquerdo e desfalcará a equipe Celeste por pelo menos 30 dias. Mais problemas para o técnico Adilson Batista.

– A Portuguesa também sofre com as lesões de seus atletas. O atacante Christian, um dos mais importantes jogadores do elenco, sofreu uma lesão no menisco medial do joelho direito no jogo contra o Bahia, válido pela série B do Campeonato Brasileiro e será operado amanhã em São Paulo. Mesmo não sendo uma lesão tão grave, o experiente jogador ficará fora por pelo menos um mês. A boa notícia é que o meia Edno, que passou por uma cirurgia no joelho esquerdo, já começou a fisioterapia e possivelmente voltará ao time no final de junho.

– O Flamengo parece estar nadando em dinheiro. Depois de repatriar Adriano, contratar o velho Petkovic e demonstrar que pretende renovar o empréstimo de Ibson, a diretoria rubro-negra quer mais reforços. Hoje, o vice-presidente de futebol do clube, Kleber Leite, confirmou interesse nos meias Valdívia, do Al Ain, dos Emirados Árabes e Morais, atualmente jogador do Corinthians. Por enquanto não passa de especulação, mas de qualquer forma, caso esses negócios se confirmem, o Flamengo precisará desembolsar altos valores para contar com os atletas.

– Nelsinho Baptista deixou o Sport no último final de semana e abriu espaço para treinadores ‘desempregados’. Os nomes mais cotados para assumir o comando do Leão da Ilha são os polêmicos Renato Gaúcho e Emerson Leão. Possivelmente a definição aconteça já nesta terça-feira, já que representantes do Sport se reunirão com os dois técnicos na capital pernambucana.

– A onda de repatriar medalhões das equipes brasileiras pode ter mais um capítulo. O nome da vez é do veterano Denílson. Depois de ter uma passagem discreta pelo Palmeiras e jogar pelo Itumbiara-GO no primeiro semestre, o Botafogo pode ser o próximo destino do pentacampeão mundial. A informação foi confirmada pelo vice-presidente de futebol, André Silva, que corre atrás de reforços para o Glorioso.

– O Palmeiras continua atrás do lateral direito Figueroa, do Colo Colo. O jogador se destacou nos confrontos contra o Verdão na primeira fase da Libertadores e o técnico Vanderlei Luxemburgo sugeriu a contratação, já que a equipe está carente nesta posição. Fabinho Capixaba não agrada o treinador e muito menos a torcida e está próximo de deixar o Palmeiras. O diretor de futebol do clube, Genaro Marino, confirmou que a vinda do chileno será definida até o final do mês.

Read Full Post »

– Santos e Corinthians entraram em campo neste domingo com pretensões distintas. O alvinegro praiano buscava consolidar o bom começo no Campeonato Brasileiro, enquanto o alvinegro da capital está totalmente focado na Copa do Brasil. Por esse motivo, o técnico Mano Menezes mandou a campo uma equipe apenas com reservas para poupar todos os titulares para o confronto contra o Vasco, na próxima quarta-feira, pelas semifinais da Copa do Brasil 2009. O Santos que nada tinha a ver com isso, começou o jogo com força máxima e aos 30 minutos do primeiro tempo já vencia por 2X0, com dois gols do talentoso Paulo Henrique ‘Ganso’. Parecia que seria uma goleada santista, mas o Timão conseguiu pôr ordem no jogo e equilibrou o confronto. Na segunda etapa o Corinthians diminuiu o placar com gol do zagueiro Renato, após mais uma falha do goleiro Fábio Costa. No final da partida, Madson fez bonita jogada pela direita, Germano invadiu a área e chutou cruzado para Madson completar para as redes e fechar o placar. Com o resultado, o Peixe chegou aos oito pontos na competição e subiu três posições (agora está em 3° lugar). Já o Corinthians estacionou com quatro pontos e perdeu cinco posições na rodada, despencando para o 14° lugar.

– Enfim, o São Paulo estreou na temporada 2009. Após quatro meses apresentando um futebol apático e sem estilo nenhum, com muitas improvisações, contusões e reclamações de alguns jogadores, o técnico Muricy Ramalho percebeu que era a hora de mudar as coisas. E ele mudou, agradou a torcida e o Tricolor venceu e principalmente, convenceu. Com a vitória por 3X0 (Washington, Borges e Dagoberto), o São Paulo voltou a mostrar sua força quando atua no Morumbi, anulou os principais jogadores cruzeirenses e apresentou grande poder defensivo. O jovem Marlos estreou e teve uma ótima atuação. Deu ótimos passes, finalizou, carregou a bola no meio campo, cobrou escanteios, faltas e mostrou que pode ser muito útil na posição mais carente no elenco. O Tricolor venceu sua primeira partida no Campeonato Brasileiro 2009, chegou aos cinco pontos, subiu sete posições na tabela e ocupa o 8° lugar. O Cruzeiro, com seis pontos, está na 7ª posição.

– Os atacantes foram os grandes destaques do jogo entre Barueri X Palmeiras, na Arena Barueri. Pelo lado palmeirense, Obina e Keirrison marcaram e saíram de um longo jejum sem balançar as redes. Pelo lado do Barueri nada de novo. O sempre artilheiro e decisivo Pedrão fez os dois gols para a equipe da casa. Com o empate, o Barueri continua sem vencer na competição nacional. Agora soma três empates e uma derrota, ocupando a 16ª colocação na tabela. O Verdão está com cinco pontos na 11ª posição.

– E o Imperador voltou. Depois de mais uma fase conturbada na carreira, Adriano voltou ao seu time de coração e logo na estreia marcou o gol que deu a vitória ao Flamengo sobre o Atlético-PR: 2X1. O exército rubro-negro lotou o Maracanã para ver o retorno do ídolo e os mais de 70 mil torcedores saíram empolgados com o que viram. Com a vitória, o Mengão chegou aos sete pontos e se manteve na 6ª posição. O Furacão tem apenas um ponto no campeonato e está na 19ª posição.

– O Internacional continua sobrando no Campeonato Brasileiro. Com 100% de aproveitamento, o Colorado ganhou a 4ª partida e novamente atuou com o time reserva. Os gols foram marcados por Talles Cunha e Alecsandro. Mesmo sem os badalados titulares, o Inter vai somando pontos importantes no começo da competição e já tem 11 pontos a mais que os paranaenses Atlético-PR e Coritiba, os dois últimos colocados.

Outros resultados e classificação após a 4ª rodada:

Coritiba (20°) 1X1 (9°) Goiás
Atlético-MG (5°) 0X0 (10°) Santo André
Botafogo (17°) 2X2 (18°) Sport
Flamengo (6°) 2X1 (19°) Atlético-PR
São Paulo (8°) 3X0 (7°) Cruzeiro
Santos (3°) 3X1 (14°) Corinthians
Náutico (4°) 1X1 (12°) Fluminense
Vitória (2°) 1X0 (13°) Grêmio
Barueri (16°) 2X2 (11°) Palmeiras
Internacional (1°) 2X1 (15°) Avaí

E você torcedor, o que achou da 4ª rodada do Brasileirão-09? Quais foram os pontos positivos? E os negativos? Opine!

Read Full Post »

Caros leitores, primeiramente peço desculpas por não ter escrito no MFC ontem. O motivo por essa ‘ausência’ virtual foi meramente universitário. De qualquer forma, também não consegui acompanhar totalmente os grandes jogos de quarta e quinta-feira pelo mundo. Vi apenas os gols e poucos lances e, por este motivo, não conseguiria fazer uma análise mais detalhada. Sendo assim, farei alguns breves comentários:

– Barcelona campeão da Champions League. Alguma novidade? Para mim não! Mesmo que o Manchester United seja um grande time e esteja entre os três principais clubes do mundo, o futebol apresentado pela equipe de Pep Guardiola durante toda a temporada já previa que o título ficaria na Espanha. Mesmo não assistindo a partida, pelo pouco que vi e li, minha previsão se confirmou. O Barcelona conquistou o tricampeonato da Champions League sem dificuldades.

– O Cruzeiro venceu o São Paulo na primeira partida da Taça Libertadores da América. Resultado normal pelo bom time cruzeirense, pela importante pressão da torcida e pelo apático time do São Paulo. Muricy Ramalho continua insistindo com Richarlyson, Hernanes e Jorge Wagner. Muricy continua vetando Borges e colocando-o no banco. São ações que podem prejudicar uma temporada inteira e neste caso, poderá até custar o cargo do treinador em caso de eliminação. De qualquer maneira, com todos estes aspectos negativos, o Tricolor continua vivo na Libertadores e além de perder ‘apenas’ por um gol, ter feito gol fora de casa pode ajudar o São Paulo no jogo da volta.

– Como o MFC já havia destacado o Grêmio não teria vida fácil contra o Caracas, na Venezuela. E não teve. Saiu perdendo, empatou e deixou os venezuelanos acreditando que é possível vencer o Tricolor Gaúcho no Brasil na partida de volta. Continuo apostando na classificação gremista, até com certa facilidade. Mas o experiente Paulo Autuori precisará deixar seus jogadores ligados, pois uma surpresa em uma competição como a Libertadores, não seria nada espantoso.

– O Coritiba saiu ganhando do Internacional em pleno Beira-Rio. Um susto para os jogadores, para o técnico Tite e principalmente para a torcida colorada. Mas a fase é tão boa e o conjunto com diversos jogadores decisivos é tão importante, que sem dificuldades o Inter virou o jogo e fez seu dever de casa. O time Coxa Branca ainda acredita que possa reverter o resultado, mas creio que será muito complicado. Se o técnico Renê Simões colocar o time para frente para buscar os dois gols que precisa, será um risco enorme contra um time rápido e habilidoso como o Inter. Vejo o Colorado na final da Copa do Brasil.

– O Corinthians é outro que mesmo jogando fora de casa conquistou um ótimo resultado. Poderia ser melhor, se Elias não tivesse perdido um gol feito na cara do goleiro vascaíno, mas também poderia ser pior, se Felipe não operasse pelo menos três milagres nas investidas do Vasco. O empate fora de casa com gols é bom negócio em competições com regulamentos como a Copa do Brasil. No jogo da volta as equipes estarão reforçadas de seus principais jogadores (Carlos Alberto no Vasco e Ronaldo no Corinthians) e, portanto, creio que o jogo seja melhor tecnicamente. Continuo acreditando que o Timão consiga a vaga na final.

– Vanderlei Luxemburgo é um caso a parte no futebol. Inegavelmente é um ótimo técnico, muito vitorioso e importante para diversas equipes no passado. Mas também é inegável que ele nunca assuma seus erros. Ontem isso aconteceu mais uma vez. Atuando dentro de casa, contra um adversário forte e tradicional, mas nada assustador e que certamente viria mais para se defender do que para atacar, Luxemburgo ‘inovou’ e começou o jogo com três zagueiros e com o fraquíssimo Fabinho Capixaba na lateral direita. Logo viu que os uruguaios começaram a gostar do jogo e promoveu a entrada de Obina e Marquinhos. Mas porque ele não começou com essa formação? Coisas de Luxemburgo, o treinador que quando ganha ele é o diferencial e quando perde a culpa é a da imprensa, da arbitragem, etc. O empate foi ruim para o Palmeiras e o jogo de volta na casa do Nacional será bastante complicado. Apostei que o Verdão passaria de fase, mas depois do resultado de ontem, vejo o Nacional com mais chances. De qualquer forma, ainda acredito que Vanderlei Luxemburgo e sua equipe possam surpreender fora de casa novamente, assim como foi contra o Colo Colo e Sport.

Read Full Post »

– Adriano Gabiru é um caso a parte na história do Internacional. Mesmo tendo feito o gol mais importante nos 100 anos colorados na final do Mundial de Clubes contra o Barcelona, em dezembro de 2006, o meia não era unanimidade entre a torcida e a diretoria do Inter. Após rodar em alguns clubes, Gabiru está de volta. E pasmem. O jogador é o principal reforço do Guarani para a disputa do Campeonato Brasileiro da série B, onde o Bugre já é líder com três vitórias em três jogos.

– O lateral esquerdo Leandro foi bem no Palmeiras no ano passado e mesmo assim, foi negociado com o Fluminense. Sem boas atuações nas Laranjeiras, o jogador está de clube novo. Depois de atuar entre 1999 e 2002 no Vitória, Leandro acertou seu retorno ao Barradão até o final do ano. O atleta foi apresentado nesta terça-feira e informou que ainda precisa de pelo menos quinze dias para ficar a disposição do técnico Paulo César Carpegiani.

– Depois da precoce eliminação na Taça Libertadores da América, o treinador Carlos Ischia foi demitido pela diretoria do Boca Juniors na tarde desta terça-feira. Em situação delicada, na 17ª posição no Campeonato Argentino, o provável substituto de Ischia no comando da equipe é o velho conhecido e vitorioso Carlos Bianchi.

– Por muito pouco o zagueiro Fabiano Eller não foi parar no São Paulo na semana passada. O atleta até deixou o treinamento a pedido do técnico Vagner Mancini para negociar com o Tricolor. Mas a negociação não evoluiu e Eller foi reintegrado ao elenco santista. A diretoria do Santos informou que está perto de renovar o contrato do jogador em mais um ano e meio. O zagueiro estará à disposição para o clássico contra o Corinthians, no próximo domingo, na Vila Belmiro.

– O Brasiliense anunciou a contratação do atacante Abuda para a sequência da do Campeonato Brasileiro da série B. Com 23 anos, Abuda foi revelado pelo Corinthians e mesmo jovem, já atuou por diversas equipes como Wolfsburg-ALE, Vasco, Paraná, Avaí e por último no Marília.

– Aos 34 anos e com uma maravilhosa história no Lyon, da França, o meia Juninho Pernambucano anunciou hoje o fim de um romance que rendeu sete títulos nacionais, três Supercopas da França e uma Copa da França ao clube. Eternizado pela torcida, Juninho deixa o Lyon como maior ídolo do clube e agora será disputado por diversas equipes. Com a notícia, clubes brasileiros como Vasco e São Paulo já demonstraram publicamente a intenção de repatriar o atleta. Nas próximas semanas o futuro de Juninho deverá ser conhecido por todos.

– O atacante Ronaldo foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva na tarde desta terça-feira, por ter puxado o cabelo do botafoguense Fahel, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no último dia 17. Mesmo sem ter sido expulso pelo árbitro, o STJD usou o recurso da televisão e suspendeu o Fenômeno por um jogo, enquadrando-o no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por ato desleal. Ronaldo deverá cumprir a punição na próxima partida contra o Santos, no domingo. Como está lesionado, o atacante não jogaria mesmo e, portanto, não acarretará maiores danos ao técnico Mano Menezes.

– A torcida palmeirense está confiante em sua equipe. O Palestra Itália deve estar lotado na importante partida da próxima quinta-feira contra o Nacional-URU, pelas quartas-de-final da Taça Libertadores da América. A diretoria do Verdão anunciou que 20 mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada e dessa forma, o torcedor que ainda não garantiu sua entrada deve correr.

Read Full Post »

– Depois da Champions League, a Copa da UEFA é o torneio mais importante de clubes da Europa e hoje conheceremos o campeão na final entre Werder Bremen e Shakhtar Donetsk. A partida única da decisão acontecerá em Istambul, na Turquia, às 15h45 (horário de Brasília). Seis brasileiros estarão em campo, cinco pela equipe ucraniana (Ilsinho, Willian, Jadson, Fernandinho e Luiz Adriano) e um no time alemão (Naldo). Vale lembrar que o Werder Bremen não terá seu principal jogador, o também brasileiro Diego, que está suspenso e já foi negociado com a Juventus, de Turim.

– O Palmeiras trabalhava nos bastidores para a contratação de dois atacantes para o restante da temporada. Perea e Reinaldo, ambos atletas do Grêmio, eram a grande aposta dos dirigentes do Verdão para reforçar a equipe de Vanderlei Luxemburgo, mas por dívidas antigas relacionadas ao ex-atacante Paulo Nunes, o gerente de futebol do Palmeiras, Toninho Cecílio, informou que a negociação não evoluirá e Perea continuará no Tricolor Gaúcho. Já sobre Reinaldo, o dirigente confirmou o interesse e disse que a negociação ainda pode se concretizar.

– Hoje surgiu a informação de que São Paulo e Santos poderiam fazer um troca-troca de jogadores envolvendo o lateral direito são-paulino Wagner Diniz e o zagueiro santista Fabiano Eller. Prontamente a diretoria alvinegra informou que não aceitaria o negócio e que a opção mais interessante para o setor direito da equipe é o jogador Marcos Pimentel, atualmente no Barueri. O negócio deve ser fechado, já que o próprio atleta confirmou que deve defender a camisa do Santos nos próximos dias.

– O Guarani parece estar voltando ao caminho das vitórias. Com recentes rebaixamentos e completamente afundado em dívidas, o Bugre subiu da série C para a série B do Campeonato Brasileiro nesse ano e até agora vem fazendo bonito. A equipe do técnico Vadão venceu ontem o Campinense por 2X1, em Campina Grande, na Paraíba, chegou a terceira vitória em três jogos na competição e além de estar 100%, é o líder da segundona. Caíque e Ricardo Xavier fizeram os gols do Guarani e Tiago Saleti diminuiu para os paraíbanos.

– O Flamengo confirmou a contratação do meia Petkovic na noite desta terça-feira. Ídolo na Gávea, o sérvio está com  36 anos e selou contrato com o Mengão até maio de 2010. A contratação foi uma forma que os dirigentes rubro-negros encontraram para quitar as dívidas com o jogador. Pet será apresentado na próxima segunda-feira.

– O jovem Ramires, grande destaque do Cruzeiro, está de malas prontas para deixar a Toca da Raposa. Com boas propostas do Benfica, de Portugal, e do CSKA, da Rússia, o volante informou que a grande motivação de jogar na Europa é a questão financeira. É bem provável que mais uma jóia do futebol brasileiro seja vendida para o exterior nos próximos dias.

– O Botafogo está à procura de um atacante para reforçar o elenco e o nome que surgiu nesta terça-feira é o de Otacílio Neto, jogador do Corinthians. Pouco utilizado no Timão, o atleta já demonstrou interesse em sair do clube e atuar em uma equipe que o dê mais oportunidades. Dirigentes e comissão técnica do Botafogo ainda discutem sobre a possibilidade de contar com o jogador.

– O atacante Adebayor pode deixar o Arsenal na próxima janela de transferências. Insatisfeito com o comportamento da torcida, o togolês já demonstrou publicamente que não deve seguir no clube londrino. Seus possíveis destinos são o Milan ou o Porto.

– A diretoria do Corinthians agiu rápido e conseguiu que o STJD aceitasse o pedido de efeito suspensivo do atacante Dentinho. Dessa forma, o técnico Mano Menezes ganhou um reforço para a decisiva partida desta quarta-feira contra o Fluminense, no Maracanã. Na última sexta-feira, Dentinho foi julgado e condenado em três partidas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, enquadrado no artigo 253 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva por uma agressão física no atacante Rafael Moura, do Atlético-PR, no jogo de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil. Com o efeito suspensivo aceito, o atacante está livre para jogar enquanto aguarda um novo julgamento.

– Ingressos: Os jogos de volta da Copa do Brasil nesta quarta-feira terão estádios cheios. A torcida Colorada esgotou todos os 45 mil ingressos para a partida contra o Flamengo no Beira-Rio, em Porto Alegre. O Maracanã também receberá um ótimo público. Dos 67 mil ingressos colocados à venda, 45 mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada para o confronto que definirá um semifinalista da Copa do Brasil 2009.

Read Full Post »

Older Posts »