Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘São Caetano’

A Confederação Brasileira de Futebol, por meio de seu eterno presidente, Ricardo Teixeira, anunciou Muricy Ramalho como o novo treinador da Seleção Brasileira. Dessa forma, o técnico está reunido com a diretoria do Fluminense neste momento para acertar sua rescisão de contrato e, a partir de seguinda-feira, iniciar seu mais desafiador trabalho na carreira.

Enquanto todos acreditavam que Mano Menezes seria o eleito, Muricy Ramalho correu por fora e foi o escolhido. Aliás, escolhido com todos os méritos. Amante do futebol, Muricy tem fama de trabalhador e é o treinador mais vitorioso no cenário nacional nos últimos anos.

Com o bordão “Aqui é trabalho, meu filho”, Muricy iniciou sua carreira como treinador do Puebla, do México, em 1993. Depois, virou discípulo do mestre Telê Santana e trabalhou no São Paulo entre 1994 e 1996. Após rodar por Guarani, Shenhua (China), Ituano, Botafogo-SP e Santa Cruz, em 2002, Muricy chegou ao Náutico, foi bicampeão pernambucano e se tornou ídolo da torcida, sendo até sócio do clube.

A guinada na carreira de Muricy Ramalho aconteceu no Internacional. Em 2003, o técnico levou o troféu do campeonato gaúcho pelo Colorado. Saiu e foi para o São Caetano, conseguindo levar o Azulão ao único título de sua história, o Campeonato Paulista de 2004. Voltou para o Inter, conquistou novamente o título gaúcho e levou a equipe ao vice-campeonato nacional, em 2005.

Os bons resultados fizeram Muricy desembarcar novamente no São Paulo, clube pelo qual ele foi um talentoso meio-campista nos anos 70 e no qual havia trabalho no início dos anos 90. A história de Muricy Ramalho com o Tricolor não poderia ser melhor. O treinador levou o clube paulista ao tricampeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008) e colocou seu nome na história. Após tanto tempo, Muricy deixou o São Paulo e foi para o rival Palmeiras, único clube onde o técnico não conseguiu ter sucesso nos últimos tempos.

Neste ano, Muricy foi contratado pelo Fluminense e, mesmo em pouco tempo, o técnico obteve sucesso. Muricy deixa as Laranjeiras pela porta da frente, deixando o time na liderança do Brasileirão-10 e segue para o maior desafio de um treinador de futebol.

A escolha do técnico foi surpreendente, mas positiva. Muricy Ramalho tem contra ele a fama de ser rabugento e enfrentar mais do que o necessário a imprensa. Entretanto, o paulistano parece estar mudado e tem sido mais maleável desde a época em que estava no Palmeiras.

Após o insucesso da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, muito se criticou o Dunga pela inexperiência e, com Muricy no comando, o cenário é completamente oposto. O novo treinador tem um currículo invejável, já trabalho nos principais clubes do Brasil e ainda conseguiu inúmeros títulos. 

De fato, o nome de Muricy Ramalho parece ser o ideal para a renovação pretendida pelo torcedor brasileiro. Muricy é um alucinado por futebol, acompanha todos os tipos de campeonatos e sabe muito bem quem têm e quem não têm condições de vestir a camisa mais tradicional do mundo. Mesmo criticado pela força defensiva de seus elencos e pela insistência com o tal ‘chuveirinho’, Muricy Ramalho é um ótimo trabalhador, não foge da pressão, não faz média com ninguém e, o principal, é honesto.

Por fim, um bom nome e que, ao que tudo indica, terá sucesso à frente da Seleção Brasileira. “A torcida paga ingresso para ver o time vencer. Quem quiser ver espetáculo que vá ao Teatro Municipal”, afinal “a bola pune, meu filho”.

E você torcedor, o que achou da escolha da CBF? Muricy Ramalho é um bom nome? Acredita no sucesso do treinador à frente da Seleção Brasileira? Opine!

Anúncios

Read Full Post »

As duas principais divisões do Campeonato Brasileiro tiveram seus últimos jogos antes da Copa do Mundo neste final de semana. Séries A e B tiveram sete rodadas e agora só terão os próximos jogos depois da decisão do mundial, dia 11 de julho.

Na série A, o Corinthians fez o que dele se esperava. Depois de ser eliminado da Copa Libertadores, principal objetivo da temporada, o Campeonato Brasileiro se tornou obrigação para o time do Parque São Jorge. Com cinco vitórias e dois empates, o Timão somou 17 pontos e ficará, pelo menos nos próximos 38 dias, na liderança da competição.

A grande surpresa do torneio até o momento vem do Nordeste. Recém-promovido à primeira divisão, o Ceará surpreendeu e fez a mesma campanha que o Corinthians, ficando na segunda posição apenas por ter um gol a menos de saldo. Mesmo que não consiga se manter entre os primeiros até dezembro, o Vovô tem grandes chances de fazer campanha intermediária e conquistar a vaga na Copa Sul-Americana no ano que vem, o que já será uma vitória.

Na terceira posição, outra surpresa. Muricy Ramalho chegou ao Fluminense num período ruim, foi eliminado da Copa do Brasil e as coisas pareciam rumar para o mesmo fim que 2009, quando o clube lutou até a última rodada para se manter na primeira divisão. Ledo engano. Em pouco tempo, o tricampeão brasileiro mudou a forma do time jogar, os atletas melhoraram o rendimento e a confiança fez com que o Tricolor terminasse essa primeira etapa do Brasileirão com quatro vitórias consecutivas e a terceira colocação assegurada. Até aqui foram cinco vitórias e duas derrotas.

O Santos, apontado como o principal favorito para o título, também não fez feio. Com três vitórias, três empates e somente uma derrota, o Peixe passará a Copa do Mundo na quarta colocação. Depois do mundial, o alvinegro disputará a decisão da Copa do Brasil contra o Vitória e ainda tentará o terceiro título nacional.

Atrás do Santos aparece outra surpresa do campeonato, o Guarani. Também vindo da segunda divisão neste ano, o Bugre figura na quinta colocação, com 12 pontos e com o atacante Roger, artilheiro do certame com seis gols. Depois de tantos anos penando nas divisões inferiores, o Guarani tem grandes chances de se firmar na série A e manter o mesmo ritmo no segundo semestre.

Outros postulantes ao título também fazem campanha razoável como são os casos de São Paulo (), Flamengo () e Cruzeiro (11º). O Palmeiras (10º), em meio a tantas crises e polêmicas, até que não faz má campanha.

Os destaques negativos ficam por conta do Internacional (16º) que somou apenas sete pontos em sete jogos e depois do mundial, além de ter de se preocupar com a semifinal da Libertadores contra o São Paulo, terá que melhorar bastante seu rendimento para figurar nas primeiras posições da tabela. Além dos gáuchos, os três Atléticos passarão a Copa do Mundo na zona de rebaixamento do Brasileirão.

O Atlético-PR (17º), que nas últimas temporadas vêm colecionando fracassos e campanhas pífias, parece que fará o mesmo papel em 2010. Já o Atlético-MG (18º), que tem no banco de reservas um treinador todo confiante e que prometeu conquistar o título nacional para os mineiros, vai descendo ladeira abaixo. O Galo somou apenas seis pontos em sete rodadas, com duas vitórias e cinco derrotas.  Lá embaixo, na lanterna do torneio, figura o Atlético-GO (20º), que fez boa campanha na Copa do Brasil, perdeu a força e só venceu um jogo até aqui. No meio das três equipes atleticanas, aparece o Vasco (19º), que retornou à série A neste ano e, se não tomar jeito, voltará para a divisão inferior do Brasileirão.

SÉRIE B

O ‘Brasileirinho’ fechou a 7ª rodada sem nenhuma surpresa. O Paraná é líder com 15 pontos (5V e 2D), seguido por América-MG, Coritiba e Náutico, ambos com campanhas semelhantes (14 pts, 4V, 2E e 1D), separados apenas pelo saldo de gols.

Outras equipes que sonham em voltar à séria A precisam melhorar. Figueirense (), Portuguesa (), Bahia (), São Caetano (), Sport (14º), Santo André (15º) e Ponte Preta (16º) ainda fazem campanha irregular e têm a chance de melhorar durante a pausa para a Copa do Mundo.

Na zona do rebaixamento, figuram equipes medianas como América-RN (17º), Ipatinga (18º), Duque de Caxias (19º) e Vila Nova-GO (20º). No quesito artilharia, Eduardo, do São Caetano,  segue na frente, isolado, com seis gols anotados.

Agora, resta aos torcedores se prepararem para o início da Copa do Mundo e voltarem todas as energias positivas para a Seleção Brasileira. Aqueles não-patriotas, estarão ligados em sua seleção preferida. O Brasileirão e o Brasileirinho dão uma pausa, mas o futebol continuará acontecendo com altas doses de emoção nos gramados da África do Sul.

E aí torcedor, o que você achou dessas sete rodadas iniciais do Brasileirão e do Brasileirinho? Será que os que figuram na parte de cima da tabela se manterão lá até o final? E quem está embaixo, tem chances de melhorar? Opine!

Read Full Post »

A primeira fase do Campeonato Paulista terminou nesta quarta-feira. Mesmo com inúmeros erros da Federação Paulista de Futebol, com o desinteresse de times e torcedores, o torneio ainda é o melhor campeonato estadual do Brasil. Quem ganha comemora e quem perde é criticado. Por mais que ninguém dê importância no começo, na fase final todos lutam em busca do título. As equipes que lutarão pela conquista nesse ano já estão definidas: Santos, Santo André, Grêmio Prudente e São Paulo.

A última rodada do Paulistão tinha muito coisa para ser definida. Ainda haviam duas vagas para as semifinais. Quatro times buscavam a classificação. O Grêmio Prudente, que depois que migrou de cidade não perdeu mais, confirmou o favoritismo obtido nas últimas rodadas e venceu o São Caetano por 1 a 0, gol de Wesley. Com a vitória, a equipe de Toninho Cecílio somou oito jogos de invencibilidade, com sete vitórias e um empate. Na semifinal o adversário será o Santo André. A primeira partida será disputada em Presidente Prudente já no próximo final de semana. A vantagem é da equipe do ABC.

A última vaga ficou com o São Paulo. O Tricolor venceu o Santo André por 3 a 1 em Piracicaba e enfrentará o Santos na semifinal. Depois da goleada ante o Botafogo-SP no final de semana, o São Paulo jogou bem novamente e o treinador Ricardo Gomes parece ter achado a equipe ideal com Marlos e Rodrigo Souto no meio campo. O meia fez mais uma boa partida e, se não pecasse tanto nas finalizações, poderia ter se destacado ainda mais. Lúcido, Marlos abriu buracos na defesa rival e deixou os companheiros por várias vezes na cara do gol. O primeiro tento foi anotado por Washington. Um pouco depois foi a vez de Dagoberto e Hernanes tabelaram e o atacante marcou o segundo.

Com mais volume de jogo, o Tricolor poderia ter matado o jogo no primeiro tempo. Porém, o Santo André se mostrou um ótimo time durante toda a competição e, bem organizado, diminuiu a contagem com o oportunismo do atacante Rodrigão ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa, o time do ABC levou mais perigo e obrigou Rogério Ceni a fazer algumas boas defesas. O São Paulo foi perigoso nos contra-ataques e continuou perdendo gols. Mas num escanteio cobrado por Jorge Wagner, Miranda marcou de cabeça e deu números finais ao jogo. A vitória deu a classificação para o São Paulo e a esperança do torcedor Tricolor deve crescer, pois depois de muitos jogos sonolentos na temporada, a equipe mostrou melhoras e agora terá um duro teste contra a sensação do campeonato. O Santos é favorito se avaliarmos as 19 rodadas disputadas, além de ter vantagem nos jogos decisivos. Serão dois grandes confrontos, obviamente.

Na parte debaixo da tabela, três equipes já entraram na última rodada rebaixadas: Rio Branco, Sertãozinho e Monte Azul. O último a cair foi o Rio Claro, que perdeu do Corinthians por 5 a 1 e deu adeus à primeira divisão.

Com tudo definido na primeira fase, listarei abaixo os destaques e as decepções do Campeonato Paulista de 2010 até o momento:

SENSAÇÃO: Santos (15 vitórias e 61 gols marcados)
SURPRESA: Santo André (11 vitórias e 45 gols marcados)
DECEPÇÃO: Palmeiras (11º colocação e saldo negativo de 1 gol)

Read Full Post »

O Campeonato Paulista chegou a sua 13ª rodada neste final de semana. A curiosidade é que o fato mais interessante diz respeito ao único jogo que não foi disputado: Palmeiras X Sertãozinho. A partida estava marcada para as 17h no Palestra Itália e estranhamente foi adiada para a próxima segunda-feira, às 21h, na Arena Barueri. O motivo alegado pela diretoria palmeirense e confirmado pela Federação Paulista de Futebol foi a forte chuva que caiu na manhã de sábado na cidade de São Paulo. Porém, a chuva parou pelo menos quatro horas antes do confronto e, no momento que a partida seria disputada, fazia sol e o gramado apresentava totais condições de jogo. Realmente esse fato pegou todo mundo de surpresa, já que com chuvas muito piores nesse início de temporada, inclusive no próprio Palestra Itália, partidas foram disputadas. Foi veiculado que a torcida palmeirense preparou um grande protesto para a partida de ontem e isso nos faz crer que a chuva não foi fator preponderante para o adiamento do jogo. Se a transferência da partida para Barueri houve por esse motivo mesmo, a diretoria do Palmeiras deu mais uma bola fora. De qualquer forma, nada muda a respeito do jogo. O Palmeiras continua precisando da vitória para continuar sonhando com o G4.

No domingo, o Corinthians como visitante enfrentou o São Caetano na Arena Barueri e, com um futebol pouco objetivo, venceu por 1X0 com gol de Dentinho, no final da partida. Sem vários titulares, Mano Menezes promoveu a entrada do meia Danilo, recuperado de lesão, e também do atacante Iarley. Porém, no primeiro tempo o jogo foi bastante truncado e as equipes se respeitaram demais. Na segunda etapa, o treinador alvinegro colocou os titulares Jorge Henrique e Elias, além do atacante Dentinho, que acabou resolvendo o jogo aproveitando um cruzamento de Jorge Henrique. O Timão chegou a 23 pontos, subiu duas posições e voltou para o G4, agora na quarta colocação.

O líder Santos teve mais trabalho do que o imaginado e conseguiu apenas um empate com a Portuguesa, no Canindé. A Lusa saiu na frente com Héverton no primeiro tempo e Zé Eduardo empatou para o Peixe nos minutos finais. Com a igualdade, o alvinegro chegou a 32 pontos e continua liderando com sobras. Porém, sem a vitória, os ‘Meninos da Vila’ perderam a chance de chegar a 12 vitórias consecutivas e quebrar o recorde atingido por Pelé e companhia no final dos anos 60. O Santos foi mais incisivo no jogo, mas a Portuguesa soube se segurar. Prova disso foi a declaração de Robinho no final do jogo: “O futebol não podia ser tão injusto com a gente. Ficamos em cima deles no segundo tempo todo e graças a Deus conseguimos o gol. Sinceramente, foi um massacre. Só nós jogamos e merecíamos fazer mais gols. Acho que valeu a garra”. Na atualidade, um empate fora de casa num clássico para o Santos é resultado negativo. E é mesmo. Mas o Peixe continua sobrando no campeonato.

Um pouco mais tarde foi a vez do São Paulo entrar em campo, fora de casa, contra a Ponte Preta. Após desempenho fraco nos últimos jogos, os jogadores do Tricolor começaram a mudar a postura e entraram em campo mais ligados. A vitória foi construída ainda no primeiro tempo, com dois gols de Washington e com uma defesa de pênalti do goleiro Rogério Ceni, em cobrança de Fabiano Gadelha. O goleiro são paulino também esteve bem na segunda etapa e foi muito seguro nas investidas do time de Campinas. Mesmo longe do ideal, o torcedor ficou mais tranquilo com o que viu, já que as mudanças começaram a dar certo. Com a vitória, o São Paulo atingiu 24 pontos na tabela e subiu uma posição, agora no terceiro lugar do Paulistão.

Outro destaque positivo continua sendo o Santo André. Jogando em casa contra um forte oponente, o Botafogo-SP, a equipe do técnico Sérgio Soares venceu por 4X1, se manteve no segundo lugar, agora com 30 pontos e encostou no líder Santos. Essa foi a sétima vitória seguida do Ramalhão no campeonato e a equipe vai mostrando que tem força para chegar às semifinais. Já o Botafogo, saiu do G4 com a derrota e estacionou nos 22 pontos. Os gols do jogo foram marcados por Leandro Amaro (Botafogo), Bruno César, Branquinho, Ricardo Conceição e Nunes para o Santo André.

Read Full Post »

Cuca

Cuca deve estar completamente arrependido de ter aceitado o convite da diretoria do Flamengo para treinar a equipe. É a sua segunda passagem pelo rubro-negro carioca. Na primeira vez, em 2005, não teve sucesso. Como agora continua não tendo o sucesso imaginado. Não por falta de capacidade ou por não ser um bom treinador. Cuca tenta de todas as formas contornar as coisas, mas seu fim está próximo.

Paranaense de Curitiba, Cuca apareceu no cenário dos treinadores com um belo trabalho no Goiás, no Campeonato Brasileiro de 2003. Isso rendeu um convite do São Paulo, onde mesmo não ganhando títulos, o treinador fez um bom trabalho e montou a equipe que mais tarde venceu a Libertadores e o Mundial de Clubes, em 2005. Depois passou por Flamengo, Grêmio, Coritiba e São Caetano. Em todas as ocasiões não obteve êxito. Então, começou sua trajetória de amor e ódio no Botafogo. Foram dois vice-campeonatos consecutivos do Campeonato Carioca para o rival Flamengo e uma eliminação trágica da Copa Sul-Americana contra o River Plate. Cuca saiu de cabeça erguida e afirmou que deixava uma parte de sua história no clube de General Severiano. Passou por Fluminense e Santos e também não deu certo. Voltou para o Flamengo no começo desse ano com um projeto audacioso. A primeira etapa foi concluída com sucesso, quando venceu o Campeonato Carioca. A segunda esbarrou no Internacional, quando foi eliminado da Copa do Brasil. E a conquista do Campeonato Brasileiro – o clube não é campeão desde 1992 – seria a terceira e principal meta do treinador frente ao elenco rubro-negro.

Não está nada perdido, afinal estamos no começo da competição. Mas pelo visto, Cuca perdeu, de fato, o comando da equipe, principalmente após a chegada de Adriano. O Flamengo é um dos maiores e mais tradicionais clubes do futebol brasileiro e isso é fato. Mas a maneira como seus dirigentes comandam o clube é desastrosa. Podem colocar qualquer técnico para dirigir a equipe, mas quem sempre manda e desmanda é a diretoria. Treinador não tem autonomia e nem voz na Gávea. Isso acontece há tempos, não é novidade. Isso também acontece com Cuca e ao que parece de uma forma até mais evidente, já que o treinador tem fama de ‘bonzinho’ e de sempre dar ouvidos para todos os lados, sejam os dirigentes ou os jogadores. Mas Adriano parece ter deixado Cuca com a cabeça quente. O Imperador continua o mesmo. Falta nos treinamentos, está fora de forma e nada faz para mudar esse panorama. Está em casa, do jeito que sempre sonhou. Sem responsabilidades e sendo o foco de tudo. Ainda assim, é titular da equipe por ordens da diretoria que visa lucro em cima de lucro com sua imagem e, por isso, passam a mão em sua cabeça em todas as ocasiões e deixam o treinador em uma enorme enrascada.

Não bastasse isso, alguns jogadores demonstram claramente o desinteresse e a falta de vontade de jogar no Flamengo. Juan pensa que manda e faz as coisas como quer. Bruno bate de frente com todos e depois pede desculpas para acalmar os ânimos. Leonardo Moura caiu muito de rendimento e acha que joga mais do que realmente demonstra em campo. Josiel não sabe se sairá no meio do ano e está com a cabeça longe. Ibson quer ficar, mas ainda não está definida sua permanência. Realmente problemas não faltam para o Flamengo e, principalmente, para  o Cuca. E para piorar, a equipe levou nove gols em dois jogos na competição e parece ir ladeira abaixo.

Como mudar esse panorama? Acho que o maior prejudicado em toda essa confusão é o Cuca. Ninguém o respeita, ninguém faz o que ele pede, ninguém está nem aí para o que ele pensa. Está perdendo seu precioso tempo em meio a essa bagunça chamada Flamengo. Está com os dias contados, mas fosse eu o Cuca, colocaria minha CUCA para pensar e sairia o mais rápido possível do clube. Ele não merece e aparentemente também não aguenta mais ser tão cobrado e não poder desenvolver seu trabalho do jeito que planejou.

E você torcedor, o que pensa? Cuca deveria sair do Flamengo? Ele é culpado pela má fase da equipe e dos problemas no grupo? Opine!

Read Full Post »

– Com a venda do volante Ramires para o Benfica, de Portugal, a diretoria do Cruzeiro agiu rápido e contratou o também volante Fabinho, que estava no Corinthians, mas que tinha seus direitos federativos ligados ao Toulouse, da França. O jogador foi apresentado nesta terça-feira na Toca da Raposa II e em sua entrevista coletiva, fez questão de deixar bem claro que não é substituo de Ramires, mas sim um atleta experiente que se junta ao grupo.

– Como o MFC havia informado ontem, o lateral direito Fabinho Capixaba está bem próximo de deixar o Palmeiras, mas ainda não foi dessa vez. O Santos tentou contratar o jogador hoje e a diretoria alviverde pediu R$400 mil pelo empréstimo do atleta. Por achar caro demais, o negócio não foi fechado, já que a diretoria santista se propôs a pagar apenas a metade desse valor.

– A Portuguesa contratou a revelação do Campeonato Paulista da Série A2. O atacante Fabrício se destacou na vitoriosa campanha do Monte Azul e foi muito importante no acesso da equipe, anotando 15 gols na competição. Aos 22 anos, Fabrício chega para suprir a carência de jogadores ofensivos, já que Edno e Christian estão lesionados.

– O selecionável volante Felipe Mello, da Fiorentina, está perto de acertar sua transferência para a Inter de Milão. O próprio jogador confirmou a possível transação e a imprensa italiana noticiou que a Inter ofereceu € 18 milhões e mais o zagueiro Burdisso em troca do brasileiro. O único empecilho é que Felipe ainda tem mais quatro anos de contrato com a Fiorentina.

– Duas notícias agitaram o futebol mexicano nesta terça-feira. A primeira foi  a confirmação da Conmebol de que a edição de 2010 da Taça Libertadores da América terá cinco times do país. As três vagas oficiais e mais o Chivas Guadalajara e o San Luís, que entrarão já na fase de oitavas-de-final, em recompensa a eliminação das equipes nesta Libertadores, devido à gripe suína. Dessa forma, Conmebol e Federação Mexicana de Futebol fizeram as pazes. A outra novidade também foi divulgada pela Conmebol, que confirmou o México como principal candidato para receber a Copa América de 2015.

– Antônio Carlos Zago, ex-jogador de futebol e diretor do Corinthians, foi apresentado nesta terça-feira como novo técnico do São Caetano para o restante da temporada. Em sua primeira oportunidade no comando de uma equipe, Antônio Carlos disse que se espelhará em Telê Santana, Vanderlei Luxemburgo e Fábio Capello para ter sucesso na nova função.

– O Vitória, vice-líder do Campeonato Brasileiro, perdeu um de seus principais atletas para os próximos jogos. O atacante Neto Baiano foi denunciado pelo STJD nos artigos 251 (reclamar, por gestos ou palavras, contra as decisões da arbitragem ou desrespeitar o árbitro e seus auxiliares) e 253 (praticar agressão física contra o árbitro ou seus auxiliares, ou contra qualquer outro participante do evento desportivo). O atleta, que deu uma cusparada em Ramon, do Vasco, foi punido em oito jogos e desfalcará o time baiano até o final de julho.

– Com o clima triste e de luto, após a queda do avião da Air France no oceano Atlântico, a Seleção Francesa jogou um amistoso hoje contra a Nigéria, em Saint Etienne, na França, e perdeu por 1X0. Os visitantes africanos fizeram o gol aos 32 minutos do primeiro tempo com Joseph Akpala.

– O Corinthians continua atrás de um volante para se precaver com as possíveis saídas de Cristian e Elias no meio do ano. O nome da vez no Parque São Jorge é o de Tinga, jogador do Borussia Dortmund, da Alemanha. Agindo nos bastidores, a diretoria corintiana não confirma a negociação, mas o site alemão “Revier Sport” confirmou o interesse do Timão pelo atleta.

– O atacante Kléber vem se destacando com a camisa do Cruzeiro. Em 21 partidas, o jogador já marcou 19 gols e sua vontade dentro de campo tem chamado atenção de clubes europeus. A bola da vez é o Liverpool, que teria oferecido € 7 milhões para contar com o jogador já no meio do ano. Porém, a diretoria cruzeirense parece nem pensar na hipótese de negociá-lo por menos de € 15 milhões e se mostra irredutível. Muita coisa deve rolar nos próximos dias, mas o fato consumado é que Kléber está voltando a ter mercado na Europa.

– A notícia bombástica do dia é a confirmação da transferência de Kaká para o Real Madrid. O jogador que estava no Milan desde 2003 e conquistou diversos títulos pelo clube italiano, foi negociado com o time merengue por exorbitantes € 65 milhões (cerca de R$188 milhões). Com a negociação confirmada, Kaká, que está concentrado com a Seleção Brasileira para as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, deverá render R$7 milhões aos cofres do São Paulo, que, como clube formador, tem direito a 4% na negociação do atleta.

Read Full Post »