Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Rafa Marquez’

África do Sul 1 X 1 México

A Copa do Mundo de 2010, enfim, começou. Nesta sexta-feira tivemos os dois primeiros jogos, ambos válidos pelo grupo A do torneio e ninguém conseguiu vencer. Pela manhã, a África do Sul inaugurou o bonito estádio Soccer City, em Joanesburgo, e apenas empatou em 1 a 1 com o México, frustrando a barulhenta torcida. Mais tarde foi a vez de dois campeões mundiais se enfrentarem e também empaterem a partida, dessa vez, sem gols.

O jogo entre sul-africanos e mexicanos foi bastante movimentado. Se não houve um primor de técnica, pelo menos a vontade e a velocidade prevaleceu. O primeiro tempo foi totalmente comandando pelo México. Javier Aguirre apostou em um ataque leve e com jogadores jovens. Giovanni dos Santos foi bastante perigoso e levou a equipe para o ataque. Podia ter arriscado mais chutes para o gol, já que o jovem atleta, filho de um brasileiro, mostrava bastante habilidade, mas pecava na hora da finalização. Carlos Vela, outro jovem do elenco, pouco fez, tanto que foi substituído na segunda etapa. Mesmo com muita posse de bola e superioridade, os mexicanos não conseguiram abrir o placar.

Os Bafana Bafana parecem nervosos em campo na primeira metade. Porém, Carlos Alberto Parreira os tranquilizou no intervalo e a postura mudou nos 45 minutos finais. Trabalhando melhor a bola e com mais tranquilidade, os sul-africanos equilibraram o jogo e conseguiram abrir o placar. Depois de jogada envolvente que começou ainda no meio de campo, Tshabalala arrancou em velocidade e chutou no ângulo do goleiro, marcando um belo gol aos 9 minutos.

Em desvantagem no placar, os mexicanos se sentiram obrigados a retomar o foco da partida. Giovanni dos Santos, sempre ele, era o único que levava perigo e obrigou o goleiro Khune a fazer grande defesa. Aos 33 minutos, a África do Sul levou o empate. Guardado levantou a bola na área, a defesa sul-africana errou feio no posicionamento e deixou o zagueiro Rafa Márquez livre para dominar e estufar a rede. Nos minutos finais, os Bafana Bafana por pouco não conseguiram a vitória, mas a bola explodiu na trave.

O resultado foi justo, visto que os mexicanos dominaram um tempo, enquanto a África do Sul foi melhor na segunda etapa.

Uruguai 0 X 0 França

Em um jogo muito fraco tecnicamente, uruguaios e franceses não conseguiram sair do zero e imitaram o placar do último confronto entre eles em Copas do Mundo, no mundial de 2002.

O jogo se arrastou no primeiro tempo. Enquanto o Uruguai optava por apenas se defender, a ofensividade da França não era contundente. Os franceses erravam muitos passes e o jogo ficou muito embolado no meio de campo. A Celeste, por sua vez, não tem um meio de campo qualificado. A defesa dava chutão para frente, Diego Forlán, o melhor jogador uruguaio, dominava e tentava criar os lances sozinho, sem ninguém encostar por perto. Dessa forma, isolado, Forlán foi presa fácil para a zaga da França.

A partida teve a mesma tônica no segundo tempo. Forlán perdeu um gol incrível aos 27 minutos e depois só deu França. O uruguaio Nicolas Lodeiro conseguiu a proeza de sair do banco de reservas, ficar apenas 18 minutos em campo e ser expulso. Com um a menos, o Uruguai passou a ser pressionado quando Henry entrou em campo. Mas nada de produtivo foi visto e a partida terminou 0 a 0.

Vale destacar um lance que chamou muita atenção: o atacante Henry, aquele mesmo que dominou a bola com a mão no gol que classificou a França para a Copa do Mundo, teve a cara de pau de reclamar muito com a arbitragem num lance em que a bola tocou no braço de um zagueiro uruguaio, de forma involuntária. Que hipocrisia, não? É brincadeira!

Com os empates na primeira rodada do grupo A, todos somam um ponto na classificação, com vantagem para os sul-africanos e mexicanos que marcaram gols em seu confronto. A segunda rodada acontece na semana que vem. África do Sul e Uruguai se enfrentam dia 16/06 (quarta-feira), enquanto França e México duelam no dia 17/06 (quinta-feira).

Anúncios

Read Full Post »

O clipe oficial da Copa do Mundo de 2010 foi veiculado ontem pelo canal Multishow (assista aqui: http://multishow.globo.com/TVZ/Materias/Shakira-lanca-video-de-musica-oficial-da-Copa-com-participacao-de-Messi.shtml). A cantora colombiana Shakira, jogadores como Lionel Messi (Argentina), Daniel Alves (Brasil), Gerard Piqué (Espanha), Rafa Marquez (México) e Carlos Kameni (Camarões), além de inúmeros figurantes representando que o preconceito racial não deve existir entre as pessoas, participaram do vídeo.

Read Full Post »

Henry e Alex

O Barcelona chegou às semifinais da Champions League com a difícil missão de se sobressair entre três das principais equipes inglesas (Chelsea, Arsenal e Manchester United). O primeiro passo para conquistar o torneio de clubes mais importante do Mundo aconteceu hoje no Camp Nou, em Barcelona. O time da casa encarou o Chelsea e o placar não saiu do zero.


A partida de ida das semifinais colocou frente a frente dois gigantes. O Barcelona, além de liderar o Campeonato Espanhol a cinco rodadas do final, coleciona goleadas e shows de bola em suas apresentações na temporada. O Chelsea, que tem poucas chances de conquistar o Campeonato Inglês, aposta todas as suas fichas na Champions League e tenta apagar a dor da derrota nos pênaltis para o rival Manchester United, na final do ano passado.


Com esses ótimos ingredientes, era óbvio que seria um grande jogo. E foi. O Chelsea foi à Espanha cauteloso e preparado para se defender dos rápidos contra-ataques do assustador trio formado por Messi, Henry e Eto’o. E essa tática deu certo. Desde o começo da partida o Barcelona partiu para cima em busca do gol, mas os Blues estavam com seu quarteto defensivo (Ivanovic, Terry, Alex e Bosingwa) bem postado, o que aconteceu até o apito final. Mas quem quase abriu o placar foi o Chelsea. Drogba roubou a bola de Rafa Marquez na intermediária, avançou e bateu na saída de Vitor Valdés, que fez ótima defesa. O rebote sobrou para o marfinense que chutou novamente e o goleiro repetiu a defesa.


No segundo tempo as duas equipes continuaram mostrando um bom futebol e o Barça tentava fazer o gol de qualquer maneira. Mas do outro lado o sistema defensivo do Chelsea, implantado pelo treinador Guus Hiddink, funcionava perfeitamente e nos poucos vacilos, Cech fazia belas defesas. O jovem Bojan teve a melhor chance da etapa complementar no final do jogo e cabeceou a bola para fora. Dessa forma, a partida terminou 0X0 mesmo.


O resultado confirma que não há favoritos nesse duelo. Na próxima quarta-feira o Chelsea recebe o Barcelona no Stamford Bridge, na Inglaterra. Um novo empate por 0X0 leva a decisão para os pênaltis. Qualquer outro resultado igual, o Barcelona garantirá a vaga na final. Para os ingleses só a vitória interessa. A única certeza é que será novamente um grande jogo. É esperar para ver!

Read Full Post »