Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Mundial de Clubes’

Estudiantes é finalista da Taça Libertadores da América

O Estudiantes de La Plata é um dos clubes mais tradicionais da Argentina. E já foi uma grande potência do futebol mundial. No final dos anos 60, o clube argentino dominou a América do Sul e venceu três vezes seguidas a Taça Libertadores da América, em 1968, 1969 e 1970. O Estudiantes também venceu o Mundial de Clubes, em 1968, quando bateu o Manchester United com gol do grande ídolo La Bruja Verón, pai de Juan Sebástian Verón, maior ídolo atual da equipe.

Foram anos e anos de espera e hoje o Estudiantes fez história novamente. Após ter batido o Nacional por 1X0 na partida de ida, em La Plata, os argentinos foram até o Estádio Centenário, em Montevidéu, ganharam por 2X1 e garantiram a vaga na final da competição mais importante do continente. Os gols da partida foram marcados por Boselli (2) para o Estudiantes e Medina para o Nacional.

Com a vaga garantida na final, o Estudiantes espera por um adversário brasileiro. Grêmio e Cruzeiro decidirão nesta quinta-feira, em Porto Alegre, quem enfrentará a equipe argentina. Será a 12ª decisão entre argentinos e brasileiros na Libertadores. 

Read Full Post »

Cuca

Cuca deve estar completamente arrependido de ter aceitado o convite da diretoria do Flamengo para treinar a equipe. É a sua segunda passagem pelo rubro-negro carioca. Na primeira vez, em 2005, não teve sucesso. Como agora continua não tendo o sucesso imaginado. Não por falta de capacidade ou por não ser um bom treinador. Cuca tenta de todas as formas contornar as coisas, mas seu fim está próximo.

Paranaense de Curitiba, Cuca apareceu no cenário dos treinadores com um belo trabalho no Goiás, no Campeonato Brasileiro de 2003. Isso rendeu um convite do São Paulo, onde mesmo não ganhando títulos, o treinador fez um bom trabalho e montou a equipe que mais tarde venceu a Libertadores e o Mundial de Clubes, em 2005. Depois passou por Flamengo, Grêmio, Coritiba e São Caetano. Em todas as ocasiões não obteve êxito. Então, começou sua trajetória de amor e ódio no Botafogo. Foram dois vice-campeonatos consecutivos do Campeonato Carioca para o rival Flamengo e uma eliminação trágica da Copa Sul-Americana contra o River Plate. Cuca saiu de cabeça erguida e afirmou que deixava uma parte de sua história no clube de General Severiano. Passou por Fluminense e Santos e também não deu certo. Voltou para o Flamengo no começo desse ano com um projeto audacioso. A primeira etapa foi concluída com sucesso, quando venceu o Campeonato Carioca. A segunda esbarrou no Internacional, quando foi eliminado da Copa do Brasil. E a conquista do Campeonato Brasileiro – o clube não é campeão desde 1992 – seria a terceira e principal meta do treinador frente ao elenco rubro-negro.

Não está nada perdido, afinal estamos no começo da competição. Mas pelo visto, Cuca perdeu, de fato, o comando da equipe, principalmente após a chegada de Adriano. O Flamengo é um dos maiores e mais tradicionais clubes do futebol brasileiro e isso é fato. Mas a maneira como seus dirigentes comandam o clube é desastrosa. Podem colocar qualquer técnico para dirigir a equipe, mas quem sempre manda e desmanda é a diretoria. Treinador não tem autonomia e nem voz na Gávea. Isso acontece há tempos, não é novidade. Isso também acontece com Cuca e ao que parece de uma forma até mais evidente, já que o treinador tem fama de ‘bonzinho’ e de sempre dar ouvidos para todos os lados, sejam os dirigentes ou os jogadores. Mas Adriano parece ter deixado Cuca com a cabeça quente. O Imperador continua o mesmo. Falta nos treinamentos, está fora de forma e nada faz para mudar esse panorama. Está em casa, do jeito que sempre sonhou. Sem responsabilidades e sendo o foco de tudo. Ainda assim, é titular da equipe por ordens da diretoria que visa lucro em cima de lucro com sua imagem e, por isso, passam a mão em sua cabeça em todas as ocasiões e deixam o treinador em uma enorme enrascada.

Não bastasse isso, alguns jogadores demonstram claramente o desinteresse e a falta de vontade de jogar no Flamengo. Juan pensa que manda e faz as coisas como quer. Bruno bate de frente com todos e depois pede desculpas para acalmar os ânimos. Leonardo Moura caiu muito de rendimento e acha que joga mais do que realmente demonstra em campo. Josiel não sabe se sairá no meio do ano e está com a cabeça longe. Ibson quer ficar, mas ainda não está definida sua permanência. Realmente problemas não faltam para o Flamengo e, principalmente, para  o Cuca. E para piorar, a equipe levou nove gols em dois jogos na competição e parece ir ladeira abaixo.

Como mudar esse panorama? Acho que o maior prejudicado em toda essa confusão é o Cuca. Ninguém o respeita, ninguém faz o que ele pede, ninguém está nem aí para o que ele pensa. Está perdendo seu precioso tempo em meio a essa bagunça chamada Flamengo. Está com os dias contados, mas fosse eu o Cuca, colocaria minha CUCA para pensar e sairia o mais rápido possível do clube. Ele não merece e aparentemente também não aguenta mais ser tão cobrado e não poder desenvolver seu trabalho do jeito que planejou.

E você torcedor, o que pensa? Cuca deveria sair do Flamengo? Ele é culpado pela má fase da equipe e dos problemas no grupo? Opine!

Read Full Post »

Kaká

Kaká surgiu no São Paulo, chegou à Seleção Brasileira, fez história e apareceu para o mundo atuando pelo Milan e a partir de hoje é oficialmente jogador do Real Madrid, procurando consolidar ainda mais sua brilhante carreira e também fazer história pelo clube merengue. Essa é a história que qualquer garoto sonha para sua carreira dentro do futebol. De inicio promissor a reserva de luxo na campanha no pentacampeonato em 2002 pelo Brasil. De seis anos e muitos títulos pela equipe Rossonera a um quase certo futuro brilhante na Espanha. Esse é Kaká, ídolo dos brasileiros e, principalmente, ídolo dos amantes do futebol.

A novela já se prolongava há alguns dias, mas hoje todas as partes envolvidas resolveram se pronunciar e confirmaram a segunda maior transação de um jogador de futebol na história do esporte, perdendo apenas para Zidane, que em 2001, foi vendido pela Juventus para o clube merengue pela bagatela de € 70 milhões (quase R$200 milhões). Mesmo não confirmado pelos clubes, especula-se que o Real Madrid pagou € 65 milhões (aproximadamente R$180 milhões) para contar com Kaká na próxima temporada. Alguns se chocam com esses valores astronômicos, outros pensam que vale a pena pelo futebol e principalmente pelo caráter de Kaká. Eu fico com a segunda opção, já que num mundo tão poderoso como é o futebol, se você pensar pelo lado da imagem que o atleta tem mundialmente, patrocínios, direitos de TV e outros tipos de renda não faltam para bancar uma estrela como Kaká num galáctico clube como o Real Madrid.

Pelo clube milanista, Kaká conquistou tudo que disputou. Em pouco mais de meia década foram 95 gols, duas Champions League, um Campeonato Italiano, duas Supercopas da Europa, uma Supercopa Italiana e um Mundial de Clubes. Foi um casamento perfeito e que deixará marcas eternas no torcedor do Milan, que vê Kaká como um dos maiores ídolos da história do clube e que gostaria de tê-lo até o fim de sua carreira. Mas com a crise econômica, a diretoria Rossonera viu que se desfazer de sua principal estrela era um modo de conseguir contornar os problemas financeiros e assim o fez. Venhamos e convenhamos, uma proposta como essa é irrecusável a qualquer clube de futebol do mundo, não?

O todo poderoso que bancou essa histórica contratação é Florentino Pérez, eleito pela terceira vez presidente do Real Madrid e dono de uma fortuna avaliada em nada mais nada menos que € 1.360 milhões. Está explicado como é possível contratar Kaká? Assim fica fácil. E o novo presidente quer transformar o clube merengue, que foi eleito em 2009 pela Deloitte Football Money League – pelo quarto ano seguido -, o clube mais rico do mundo com uma receita de € 365,8 milhões, novamente num time galáctico. Para isso, Kaká é a primeira de muitas possíveis contratações.

Com tantos números, cifras e valores altos, Kaká e Real Madrid têm tudo para formarem uma história de sucesso, sem dúvidas. Grande parte dessa aposta deve-se ao brasileiro, que além de ser um jogador completo, experiente, maduro e de um caráter exemplar, pode liderar a equipe em campo, ser decisivo quando for necessário e chamar as responsabilidades. Tudo indica que será mais um casamento de sucesso na trajetória de Kaká no futebol. Quem mais quer que isso aconteça são os dirigentes madrilenos e, principalmente, a torcida merengue. Enquanto o clube espanhol está festejando a chegada do craque (veja a nota oficial publicada no site do Real Madrid), os italianos do Milan já sentem saudades, reverenciam Kaká e deixam as portas abertas para seu grande ídolo que partiu (veja o comunicado no site do Milan).

Para quem não assistiu a entrevista coletiva concedida por Kaká na noite desta segunda-feira, no Recife, veja na íntegra as palavras do jogador no Globoesporte.com.

E você torcedor, o que achou dessa histórica contratação do Real Madrid? Kaká também será ídolo no clube espanhol? Esse casamento renderá bons frutos para as duas partes? Faça suas apostas e deixe sua opinião! 

Read Full Post »

– Adriano Gabiru é um caso a parte na história do Internacional. Mesmo tendo feito o gol mais importante nos 100 anos colorados na final do Mundial de Clubes contra o Barcelona, em dezembro de 2006, o meia não era unanimidade entre a torcida e a diretoria do Inter. Após rodar em alguns clubes, Gabiru está de volta. E pasmem. O jogador é o principal reforço do Guarani para a disputa do Campeonato Brasileiro da série B, onde o Bugre já é líder com três vitórias em três jogos.

– O lateral esquerdo Leandro foi bem no Palmeiras no ano passado e mesmo assim, foi negociado com o Fluminense. Sem boas atuações nas Laranjeiras, o jogador está de clube novo. Depois de atuar entre 1999 e 2002 no Vitória, Leandro acertou seu retorno ao Barradão até o final do ano. O atleta foi apresentado nesta terça-feira e informou que ainda precisa de pelo menos quinze dias para ficar a disposição do técnico Paulo César Carpegiani.

– Depois da precoce eliminação na Taça Libertadores da América, o treinador Carlos Ischia foi demitido pela diretoria do Boca Juniors na tarde desta terça-feira. Em situação delicada, na 17ª posição no Campeonato Argentino, o provável substituto de Ischia no comando da equipe é o velho conhecido e vitorioso Carlos Bianchi.

– Por muito pouco o zagueiro Fabiano Eller não foi parar no São Paulo na semana passada. O atleta até deixou o treinamento a pedido do técnico Vagner Mancini para negociar com o Tricolor. Mas a negociação não evoluiu e Eller foi reintegrado ao elenco santista. A diretoria do Santos informou que está perto de renovar o contrato do jogador em mais um ano e meio. O zagueiro estará à disposição para o clássico contra o Corinthians, no próximo domingo, na Vila Belmiro.

– O Brasiliense anunciou a contratação do atacante Abuda para a sequência da do Campeonato Brasileiro da série B. Com 23 anos, Abuda foi revelado pelo Corinthians e mesmo jovem, já atuou por diversas equipes como Wolfsburg-ALE, Vasco, Paraná, Avaí e por último no Marília.

– Aos 34 anos e com uma maravilhosa história no Lyon, da França, o meia Juninho Pernambucano anunciou hoje o fim de um romance que rendeu sete títulos nacionais, três Supercopas da França e uma Copa da França ao clube. Eternizado pela torcida, Juninho deixa o Lyon como maior ídolo do clube e agora será disputado por diversas equipes. Com a notícia, clubes brasileiros como Vasco e São Paulo já demonstraram publicamente a intenção de repatriar o atleta. Nas próximas semanas o futuro de Juninho deverá ser conhecido por todos.

– O atacante Ronaldo foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva na tarde desta terça-feira, por ter puxado o cabelo do botafoguense Fahel, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no último dia 17. Mesmo sem ter sido expulso pelo árbitro, o STJD usou o recurso da televisão e suspendeu o Fenômeno por um jogo, enquadrando-o no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por ato desleal. Ronaldo deverá cumprir a punição na próxima partida contra o Santos, no domingo. Como está lesionado, o atacante não jogaria mesmo e, portanto, não acarretará maiores danos ao técnico Mano Menezes.

– A torcida palmeirense está confiante em sua equipe. O Palestra Itália deve estar lotado na importante partida da próxima quinta-feira contra o Nacional-URU, pelas quartas-de-final da Taça Libertadores da América. A diretoria do Verdão anunciou que 20 mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada e dessa forma, o torcedor que ainda não garantiu sua entrada deve correr.

Read Full Post »