Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Minas Gerais’

Os primeiros jogos decisivos dos campeonatos estaduais foram fundamentais para as equipes que se sagraram campeãs. Todos que saíram na frente no domingo passado, conquistaram a taça hoje e alegraram torcedores por todo o Brasil. Grêmio no Rio Grande do Sul, Atlético-MG nas Minas Gerais, Avaí em Santa Catarina, Atlético-GO em Góias, Fortaleza no Ceará e  o Vitória na Bahia.

A vantagem obtida no Beira-Rio foi crucial para o 36º título estadual do Grêmio. Hoje, jogando em casa, no estádio Olímpico, o Tricolor foi derrotado por 1 a 0 para o rival Internacional com gol marcado pelo meia Giuliano, mas a vitória por 2 a 0 no jogo de ida deu a conquista para o Grêmio.

Já a vida do Atlético-MG foi mais fácil. A vantagem conquistada na semana passada contra o Ipatinga foi confirmada hoje no Mineirão com mais de 60 mil torcedores e, através dos gols de Diego Tardelli e Marques, o Galo venceu o 40º campeonato mineiro na história.

Outro que venceu as duas decisões foi o Avaí. Depois dos 3 a 1 na semana passada, hoje o Leão bateu o Joinville por 2 a 0, na Ressacada, em Florianópolis, e chegou ao 15º título catarinense. Os gols da partida foram anotados por Roberto e Davi.

Uma das sensações do futebol brasileiro nesta temporada também obteve a conquista estadual. O Atlético-GO já havia goleado o Santa Helena na semana passada e hoje, jogando fora de casa, voltou a vencer o rival, desta vez por 3 a 1, com gols de Rodrigo Tiuí, Washington e Agenor para o Dragão e de Éder para o Santa Helena. É o 11º título da história do Atlético-GO.

O Fortaleza também sagrou-se campeão estadual de 2010. Depois de vencer o rival Ceará no primeiro jogo por 1 a 0, hoje o Tricolor foi derrotado por 2 a 1 e a decisão foi para os pênaltis. Nas penalidades, o Fortaleza venceu por 3 a 1 e conquistou o tetracampeonato cearense. Os gols do Ceará no tempo normal foram anotados por Misael e Geraldo, enquanto Tatu descontou para o campeão.

Na Bahia o campeão estadual de 2010 é o Vitória. Depois de vencer a partida de ida por 1 a 0, o Rubro Negro perdeu a partida de hoje para o Bahia por 2 a 1, mas mesmo assim conquistou o campeonato baiano de 2010 e o tetracampeonato seguido. Os gols do jogo foram anotados por Elkeson (Vitória) e Rodrigo Grahl e Lima para o Bahia.

Anúncios

Read Full Post »

Os campeonatos estaduais estão pegando fogo. As decisões em grande parte do país começaram neste final de semana e terminarão no próximo domingo. Santos (leia a análise do jogo no próximo post), Grêmio, Atlético-MG, Atlético-GO, Avaí, Vitória e Fortaleza saíram na frente nas disputas regionais. Porém, o único vencedor concreto foi o ABC de Natal, que conquistou o título potiguar.

No Campeonato Gaúcho, o Grêmio encarou o estádio Beira-Rio com 40 mil torcedores e não tomou conhecimento do rival Internacional. Com uma vitória por 2 a 0, o Tricolor deu um enorme passo para mais um título gaúcho e também para quebrar uma sequência de dois títulos do Colorado nos últimos anos. Os gols da partida foram anotados por ex-são paulinos. O zagueiro Rodrigo marcou de cabeça aos 22 minutos e, vinte minutos mais tarde, foi a vez de Borges testar para o fundo da rede. O jogo de volta da decisão do Gauchão-10 acontece no próximo domingo no estádio Olímpico. O Grêmio pode conquistar seu 36º título estadual.

Nas Minas Gerais o Atlético-MG está muito próximo do troféu do Campeonato Mineiro de 2010. Jogando fora de casa, em Ipatinga, contra o rival local, o Galo saiu perdendo e conseguiu virar o jogo para 3 a 2, vitória essa que aumentou a vantagem já existente. Na próxima semana, no Mineirão, a equipe pode perder por até um gol de diferença que ainda assim levantará o 40º título mineiro. O Ipatinga marcou com Joabe e Luizinho. O Atlético-MG virou através dos gols de Diego Tardelli e Muriqui (2 vezes).

Pelo Campeonato Goiano, o Atlético-GO praticamente encerrou a competição no primeiro jogo da série decisiva. A equipe comandada por Geninho não tomou conhecimento do Santa Helena e aplicou uma goleada de 4 a 0, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Os gols marcados por Juninho, Evandro (gol contra), Elias e Marcão colocam o time a um passo de seu 11º título goiano. A partida de volta está marcada para o próximo domingo no estádio Pedro Romualdo Cabral, casa do Santa Helena.

O Avaí está com uma mão e meia no troféu do Campeonato Catarinense. Jogando fora de casa contra o Joinville, o Leão venceu por 3 a 1 e poderá perder por até dois gols de diferença o jogo de volta, na Ressacada, que ainda assim conquistará o 15º título estadual de sua história. Os gols da partida foram marcados por Davi, Rudnei e Roberto (para o Avaí) e Ricardinho descontou para o Joinville.

Na Bahia de todos os santos, o Vitória saiu na frente do rival Bahia em busca do título do Campeonato Baiano de 2010. Jogando fora de casa, no Estádio Pituaçu, o Rubro-Negro venceu por 1 a 0 (gol de Júnior) e se aproximou do tetracampeonato baiano. No jogo da volta, no Barradão, o Vitória pode perder por até um gol de diferença para comemorar o título.

Ainda no Nordeste brasileiro,  o Fortalelza venceu o Ceará por 1 a 0 no jogo de ida da decisão do Campeonato Cearense de 2010 e jogará a segunda partida com a vantagem de poder empatar para conquistar o título. Com um regulamento um pouco diferente do que o usual, a competição estadual não dá vantagem para gols marcados, portanto, se o Ceará vencer o jogo por qualquer placar na volta, a decisão irá para os pênaltis. O gol do Fortaleza foi marcado por Paulo Isidoro.

A única torcida do Brasil que comemorou uma conquista neste domingo foi a do ABC de Natal. Mesmo perdendo o jogo por 2 a 1 para o Corinthians-RN, o ABC sagrou-se campeão potiguar por ter vencido o primeiro confronto por 5 a 1. O time do Rio Grande do Norte é o maior vencedor de competições estaduais do Brasil, agora com 51 conquistas.

Read Full Post »

Os campeonatos estaduais por todo o Brasil vão chegando ao final. Como cada competição tem um regulamento diferente, fruto da desorganização das entidades estaduais e, claro, da entidade-mor, a CBF, enquanto alguns torneios já conheceram os campeões hoje, outros se desenrolarão por mais duas semanas.

No Nordeste, dois dos principais campeonatos já têm os finalistas definidos. No Ceará, o Fortaleza já havia sido campeão do primeiro turno quando derrotou o Guarany, de Sobral. Hoje, a equipe do Ceará também ganhou do mesmo Guarany, faturou o segundo turno e adquiriu a vaga na decisão. A decisão do título cearense entre Ceará e Fortaleza acontecerá nos próximos dois finais de semana (25/04 e 02/05).

Na Bahia a final terá o tradicional clássico Ba-Vi. O rubro negro baiano chegou à decisão após eliminar o Camaçari, enquanto o tricolor, comandando por Renato Gaúcho, empatou com o Bahia de Feira de Santana e se garantiu na decisão. O Vitória jogará por dois empates na decisão, pois teve a melhor campanha na primeira fase.

No Centro-Oeste do país, o destaque foi o Atlético-GO, equipe que disputará a primeira divisão do Campeonato Brasileiro neste ano e que hoje eliminou o rival Goiás na semifinal, garantindo assim um lugar na decisão do Campeonato Goiano contra o Santa Helena. A equipe do interior jogará por dois resultados iguais.

Nas Minas Gerais, ontem o Atlético-MG empatou com o Democrata e avançou às finais por ter vencido o primeiro confronto. Hoje era a vez de o Cruzeiro confirmar o favoritismo e disputar mais uma decisão contra o maior rival. Porém, a equipe celeste decepcionou e, em pleno Mineirão, perdeu de 3 a 1 para o Ipatinga, resultado que levou a equipe interiorana à decisão. Atlético-MG e Ipatinga disputam o primeiro confronto já no próximo final de semana.

O Campeonato Paranaense, por sua vez, já tem campeão. O Coritiba venceu o rival Atlético-PR por 2 a 0 e, com uma rodada de antecedência conquistou o título pela 34ª vez na história. Com gols de Marcos Aurélio e do angolano Geraldo, o Coxa chegou aos 20 pontos no octogonal final do torneio e não pode mais ser alcançado pelos rivais.

Em Santa Catarina a decisão será entre Avaí e Joinville. O Avaí empatou com o Figueirense nesta tarde e conquistou o segundo turno do Campeonato Catarinense. Por ter feito melhor campanha, a equipe da capital decidirá o título jogando a segunda partida em casa, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. O primeiro jogo da final acontece no próximo final de semana, em Joinville.

Por fim, a decisão do Campeonato Gaúcho será entre o Internacional e o Grêmio. O Tricolor já havia conquistado o primeiro turno e agora foi a vez do Colorado garantir vaga na decisão, através da vitória por 3 a 2 contra o Pelotas, conquistando o título do segundo turno. O primeiro jogo será disputado no Beira-Rio, no próximo domingo. Um dos clássicos mais tradicionais do Brasil, o Gre-Nal, volta a ser a decisão do Campeonato Gaúcho, algo que não acontecia desde 2006.

Read Full Post »

Fabinho, Wellington Paulista e Gerson Magrão comemoram gol cruzeirense

Porto Alegre viveu um clima de decisão a semana inteira. Inter e Grêmio, os dois principais times do Rio Grande do Sul, não conquistaram seus objetivos em situações idênticas. O Tricolor Gaúcho precisava vencer por dois gols de diferença para chegar à final da Taça Libertadores da América. E o Grêmio conseguiu fazer dois gols, mas também tomou dois do Cruzeiro e está eliminado da competição. A equipe mineira continua sua brilhante campanha em busca do tricampeonato sul-americano e fará a final contra o Estudiantes de La Plata.

Assim como seu rival, o maior temor do Grêmio era tomar gols dentro de casa. Para evitar esse risco, o técnico Paulo Autuori alertou seus atletas, que entenderam o recado. O Tricolor Gaúcho pressionou o Cruzeiro desde o primeiro minuto do jogo e teve pelo menos cinco chances de abrir o placar. Não conseguiu e o pior aconteceu. A equipe Celeste não levava nenhum perigo à meta de Victor, mas em dois lances, em dois minutos, selou a classificação para a final da Libertadores.

Aos 34 minutos, Kléber fez jus ao seu apelido de Gladiador e numa grande jogada deixou Wellington Paulista livre para abrir o marcador. O próprio Wellington Paulista, aos 36, fez seu segundo gol no jogo e acabou com as esperanças gremistas. Ao Grêmio restava lutar em busca de um milagre. E o copeiro time gaúcho não deixou de lutar e ainda conseguiu empatar o jogo no segundo tempo. Réver, aos 12 e Souza, aos 29, honraram a tradicional camisa gremista e assim como o rival Inter, perderam de cabeça erguida. Vale ressaltar o apoio maciço da torcida gremista. Mesmo com a desclassificação, os tricolores cantaram durante todo o jogo e fizeram uma linda festa. Emocionante para os amantes do futebol. 

Ontem rasguei elogios à equipe do Corinthians. Hoje é o Cruzeiro quem merece a exaltação. Adilson Batista já foi muito criticado pela torcida cruzeirense e mostra jogo a jogo que conseguiu encaixar seu time. Fábio demonstra muita segurança, Marquinhos Paraná é incansável e se doa pela equipe, Ramires é o maestro e Kléber se consolida como maior destaque dessa campanha. Inclusive, gostaria de vê-lo na Seleção Brasileira. Sua habilidade, sua raça e seu poder de decidir jogos seriam muito importantes ao Brasil. Espero que Dunga dê uma chance para o atacante mostrar suas qualidades com a camisa amarela.

O adversário na final será o tradicional Estudiantes de La Plata. O primeiro jogo será na Argentina na próxima quarta-feira e a partida final acontecerá no Mineirão, dia 15. O Cruzeiro disputará sua quarta decisão de Libertadores e, caso conquiste o título, igualará o número de conquistas do São Paulo. O tricampeonato é completamente possível e aponto a equipe Celeste como favorita na decisão. Depois de 12 anos, a parte azul das Minas Gerais está em festa e completamente confiante para mais uma conquista continental. 

O Cruzeiro é favorito na decisão da Libertadores? Kléber realmente é o grande destaque do time? O atacante merece uma chance na Seleção Brasileira? Opine!

Read Full Post »

 Wellington Paulista

O Grêmio poderia ter matado o jogo e não foi eficiente. O Cruzeiro foi competente, aproveitou suas chances, mas tomou um gol no final que deu sobrevida aos gaúchos. Em um jogo muito disputado, o Cruzeiro venceu o Grêmio por 3X1, no Mineirão, e abriu boa vantagem na primeira partida da semifinal da Taça Libertadores da América 2009.

Já diria um velho bordão do futebol: ‘quem não faz, toma’. E essa frase poderia resumir o que aconteceu nesta noite em Belo Horizonte. O Tricolor Gaúcho teve tudo para sair praticamente classificado do Mineirão, mas Alex Mineiro e Maxi López desperdiçaram suas chances. Primeiro o atacante argentino lutou e foi à linha de fundo, cruzou a bola para a área e Alex Mineiro furou cara a cara com Fábio. Depois, aos 14 minutos, o mesmo Alex Mineiro, sozinho na área, cabeceou fraco e perdeu mais uma chance. O Cruzeiro não levava perigo no ataque e o Grêmio, ousado, mostrava que nos contra-ataques poderia surpreender. Maxi López teve mais uma grande chance. Aos 22 minutos, o argentino roubou a bola do zagueiro Thiago Heleno, driblou um cruzeirense, escolheu o canto e na frente de Fábio conseguiu fazer o improvável: chutou a bola para fora. Três chances claras e nenhum gol. Jogos de futebol em alto nível como esses não permitem erros em demasia. A bola, realmente, pune. E o Grêmio levou essa punição.

Aos 37 minutos, o Cruzeiro teve sua primeira chance real de gol. A torcida já se irritava com os inúmeros erros de Wellington Paulista, quando ele apareceu. Kléber cruzou a bola da direita e o atacante subiu mais que a zaga gremista para de cabeça abrir o placar e explodir a torcida Celeste. O jogo foi para o intervalo e Souza parecia prever o pior. Disse que desde a época de Pelé e Garrincha, todos no mundo do futebol sabem que gols desperdiçados não são bom sinal. E ele tinha razão.

Logo no primeiro minuto da segunda etapa o Cruzeiro aumentou a vantagem. O meia Wagner chutou forte, a bola desviou em Tcheco e traiu o goleiro Marcelo Grohe. 2X0. Festa na parte azul das Minas Gerais. O Cruzeiro sentia que era o momento de partir para cima e ampliar o placar. O Grêmio sentiu o segundo gol e ficou perdido em campo. O jovem volante Adílson parecia nem estar em campo. Fábio Santos sofria demais com Jonathan. Marquinhos Paraná, talvez a principal peça dessa boa equipe cruzeirense, além de ser polivalente marcando e saindo para o jogo com a mesma eficiência, foi decisivo para o terceiro gol do Cruzeiro. Ele cruzou a bola para a área e o ex-corintiano Fabinho subiu sozinho para marcar mais um.

Estava mais fácil sair o quarto gol do Cruzeiro do que o primeiro do Grêmio, totalmente abatido em campo. Os mais de 50 mil cruzeirenses já gritavam ‘Tricampeão, tricampeão, tricampeão’, enquanto o time Celeste tocava a bola e deixava o tempo passar. Mas o Tricolor Gaúcho, conhecido por sua imortalidade, nunca pode ser dado como morto antes do apito final. Em um toque de mão do atacante Kléber, o juiz anotou falta para os gremistas na entrada da área. O iluminado Souza cobrou com perfeição por cima da barreira e diminuiu, aos 42 minutos.

O jogo acabou e o resultado foi justo. A equipe que mais soube aproveitar as chances venceu. A classificação cruzeirense não está garantida, graças ao gol de Souza, que dá ao Grêmio a possibilidade de vencer por 2X0 para chegar à final da Libertadores. O Cruzeiro pode perder por um gol de diferença e empatar para ir à decisão. Confronto aberto e sem favoritos no próximo dia 2 de julho, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre.

NOTA TRISTE: O fato a se lamentar na partida foi a acusação feita pelo volante Elicarlos, do Cruzeiro, que disse que durante o jogo foi chamado de ‘macaco’ pelo argentino Maxi López. O atacante gremista negou, mas o caso ainda está sendo investigado pela polícia mineira. Se for confirmado, só podemos lamentar mais uma vez um ato racista no esporte. Isso é inadmissível, triste e chateia quem gosta de esporte e de paz e odeia ‘burrices’ com essas.

Read Full Post »

ACRE: O Atlético Clube Juventus, de Rio Branco, conquistou o 14º título acreano na tarde desse domingo. Jogando contra o Náuas, o Juventus empatou o jogo no tempo normal por 1X1 e venceu nos pênaltis a decisão estadual, garantindo vaga no Campeonato Brasileiro da série D. Os gols foram marcados por Jéferson para o Náuas e Luís Rômulo para o Juventus.

BAHIA: Na semana passada, jogando no Estádio Pituaçu, casa do Bahia, o Vitória venceu por 2X1 e se aproximou do tricampeonato baiano. Hoje, atuando diante de sua torcida no Barradão, os rubro-negros saíram perdendo por dois a zero e depois empataram o jogo, confirmando o título. Os gols da partida foram marcados por Reinaldo Alagoano e Ávine (Bahia) e Neto Baiano e Ramon (Vitória). A equipe do técnico Paulo César Carpegiani chegou ao 25º título do Campeonato Baiano na história, sendo a oitava conquista da década (00, 02, 03, 04, 05, 07, 08 e 09). A única coisa a se lamentar foi a briga campal que aconteceu depois do término da partida e envolveu muitos atletas.

CEARÁ: O Fortaleza empatou com o Ceará por 1X1, no Castelão, e é tricampeão cearense. O gol do Ceará foi marcado por Arlindo Maracanã e Marcelo Nicácio empatou para o Fortaleza. Agora, o Tricolor tem 38 títulos estaduais, um atrás do rival Ceará.

DISTRITO FEDERAL: O Brasiliense conquistou o campeonato estadual após vencer o Brasília por 2X0. Esse é o sexto título da história do clube e também o hexacampeonato consecutivo. Os gols da partida foram marcados por Ailson e Edinho.

GOIÁS: Nos dois últimos campeonatos goianos, o Goiás perdeu o título na final. Hoje, atuando no Serra Dourada, em Goiânia, o time esmeraldino venceu o Atlético Goianiense por 2X0 e conquistou o 22º título estadual. Iarley e Felipe fizeram os gols da partida.

MINAS GERAIS: O título do Campeonato Mineiro de 2009 foi praticamente consolidado na primeira partida, quando o Cruzeiro goleou o Atlético por 5X0. Hoje, no Mineirão, as equipes empataram por 1X1 e o resultado garantiu o 35º título da equipe Celeste. Além disso, a equipe de Adilson Batista conquistou o Mineirão-09 de forma invicta pela décima vez, assim como em 1926, 1929, 1930, 1944, 1968, 1969, 1992, 1994 e 2003. Os gols da partida foram marcados por Fabiano para o Galo e por Kléber para o Cruzeiro.

PARAÍBA: O Sousa Esporte Clube é o campeão paraibano de 2009. Pela 2ª vez na história, o time do interior conquistou o título estadual, após vencer o Treze por 2X1, em Campina Grande. Os dois gols do Sousa foram marcados por Edmundo. Nonato fez o gol do Treze.

PARANÁ: O Atlético-PR dependia apenas de suas forças para conquistar o título estadual. Fez a lição de casa, venceu o Cianorte por 2X0, na Arena da Baixada, em Curitiba, e garantiu seu 22º título paranaense. Os gols da partida foram marcados por Wesley e Rafael Moura.

SANTA CATARINA: Na partida de ida, a Chapecoense venceu o Avaí por 3X1 e se aproximou do título catarinense. Mas hoje, atuando na Ressacada, em Florianópolis, a equipe do técnico Silas se superou e conquistou o 14º título estadual de sua história. O Leão da Ilha venceu o jogo por 3X1 no tempo normal e levou a partida para a prorrogação, fazendo mais três gols e garantindo o título depois de 12 anos. Os gols do jogo foram marcados por Rômulo para a Chapecoense e Evando, Leo Gago, Marquinhos (2), Lima e Fernandinho fizeram para o Avaí.

Read Full Post »