Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Juan’

A semana do futebol começou muito movimentada. Não se fala de outra coisa que não seja a convocação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2010, já que amanhã Dunga convocará os 23 jogadores que irão à África do Sul em busca do sexto título mundial para o Brasil.

Enquanto isso, todo mundo vai tentando adivinhar quem serão os selecionáveis. Uns crêem no tradicional esquadrão já apelidado de ‘amigos do Dunga’, que são aqueles que estiveram com o treinador em toda a caminhada. Alguns acreditam que o técnico surpreenderá e atendará os pedidos do povo brasileiro pelos jogadores do Santos e até por Ronaldinho Gaúcho.

De fato, o que se sabe é que as dúvidas só serão descobertas amanhã mesmo. Portanto, o MFC apresenta a lista ideal deste blogueiro:

Goleiros: Júlio César (Internazionale), Victor (Grêmio) e Fábio (Cruzeiro)
Laterais: Maicon (Internazionale), Daniel Alves (Barcelona), Kléber (Internacional) e Michel Bastos (Lyon)
Zagueiros: Lúcio (Internazionale), Juan (Roma), Luisão (Benfica) e Thiago Silva (Milan)
Volantes: Gilberto Silva (Panathinaikos), Elano (Galatasaray), Ramires (Benfica) e Hernanes (São Paulo)
Meias: Kaká (Real Madrid), Júlio Baptista (Roma), Ronaldinho (Milan) e Paulo Henrique Ganso (Santos)
Atacantes: Luís Fabiano (Sevilla), Robinho (Santos), Adriano (Flamengo) e Nilmar (Villareal)

Pelo teimosia tradicional de Dunga, é fácil deduzir que essa não será a lista e teremos que nos contentar com jogadores como o goleiro Doni (terceiro reserva em seu clube), Gilberto na lateral esquerda (no Cruzeiro ele joga na meia), além de Felipe Melo e Josué.

De qualquer forma, deixe um comentário com a sua seleção ideal para esquentar o clima da convocação. Quais jogadores você levaria para a Copa do Mundo?

NOTA: A convocação da Seleção Brasileira será amanhã (11/05), às 13h, no Rio de Janeiro. Globo, Bandeirantes, SporTV e ESPN Brasil transmitem ao vivo.

Read Full Post »

A super quarta-feira no mundo do futebol não foi das melhores. De qualquer forma, confira abaixo uma pequena opinião sobre as principais partidas de ontem:

BARCELONA X INTERNAZIONALE (Champions League)
A vantagem obtida no primeiro confronto pela equipe italiana realmente foi importante no duelo. Na partida disputada ontem no Camp Nou, em Barcelona, o que se viu foi um jogo de ataque contra defesa. Uma defesa sólida comandada pelo gigante Lúcio e um ataque sem muitas alternativas liderado pelo argentino Messi. O jogo não foi tudo o que se esperava. A Inter, com razão, entrou em campo apenas para se defender, não se preocupou em tentar um contra-ataque uma mísera vez. Se tivesse tentado, com certeza teria vencido o jogo, pois até o goleiro Victor Valdés tentava atacar, jogando grande parte da partida no meio de campo. Um ataque teria sido fatal. O Barcelona tentou de todas as formas fazer os gols e, quando conseguiu, já era tarde. O gol de Pique, em impedimento, não foi o suficiente e a Inter mesmo jogando com um a menos em grande parte do jogo (Thiago Motta foi expulso), foi mais eficiente e mereceu a vaga. Agora disputará a final da Champions League contra o Bayern de Munique, no dia 22 de maio, no estádio Santiago Bernabéu, na Espanha.

UNIVERSITÁRIO X SÃO PAULO (Copa Libertadores)
O São Paulo encarou, possivelmente, o pior time dos 16 que estão nas oitavas-de-final da Libertadores de 2010. Nem a pressão da torcida que lotou o estádio Monumental de Lima, no Peru, ajudou os anfitriões. Era um jogo para o São Paulo obter uma boa vantagem para a partida de volta e conseguir melhorar seu futebol. Mas novamente o que se viu foi um time mal em campo, sem jogadas definidas e errando demais.  O resultado de 0 a 0 não foi ruim, mas graças a insistência do treinador Ricardo Gomes em escalar o volante Richarlyson na lateral esquerda, sendo que no elenco há três laterais de origem: Júnior César, Carleto e Diogo, o São Paulo quase se complicou e perdeu o jogo depois de Richarlyson ser expulso corretamente por ter dado um carrinho violento no adversário. Além disso o jogador se descontrolou e precisou ser contido pelos companheiros. Uma cena bizarra. O bom para o torcedor são paulino é que no jogo de volta, na próxima terça-feira, no Morumbi, Richarlyson estará suspenso e não poderá jogar. Um reforço para o time, é óbvio. O São Paulo deve passar com certa tranquilidade pelo Universitário e avançar às quartas-de-final, mas com o time não demonstrando melhoras, será difícil chegar longe nesta Libertadores.

FLAMENGO X CORINTHIANS (Copa Libertadores)
O jogo tinha todos os ingredientes para ser um dos melhores do primeiro semestre. Porém, a chuva torrencial que caiu no Rio de Janeiro, afetou o gramado do Maracanã e dificultou as coisas para os dois times. O primeiro tempo foi horroroso, a bola não rolava e nada de bom era feito. Na segunda etapa, São Pedro deu uma trégua e o gramado teve suas condições um pouco melhores. O Corinthians não se apresentou bem, novamente. A semana de treinamento de Ronaldo parece não ter surtido efeito algum, mesmo com um leve emagrecimento, o fenômeno está muito longe do ideal. Mesmo assim, o Corinthians perdeu algumas chances preciosas de abrir o placar e foi beneficiado quando o jogador Michael, do Flamengo, foi expulso de maneira correta. Eram 11 contra 10. Era a chance do Timão conseguir um bom resultado. Entretanto, quem se deu bem com a expulsão parece ter sido o Flamengo, que melhorou em campo e conseguiu marcar o gol, em pênalti sofrido por Juan e convertido por Adriano. A vantagem de 1 a 0 foi mínima, mas o importante foi o Mengão não ter tomado gols dentro de casa. Na partida da semana que vem, no Pacaembu, o Corinthians precisará vencer por dois gols de diferença para garantir a vaga nas quartas-de-final. É possível, mas o grupo de Mano Menezes precisa melhorar.

BANFIELD X INTERNACIONAL (Copa Libertadores)
Jogando em um estádio acanhado, o Internacional se complicou na Libertadores ao perder por 3 a 1 para o Banfield, atual campeão argentino. Na partida de volta, no Beira-Rio, quinta-feira que vem, o time brasileiro terá que vencer por dois gols de diferença. Mesmo mal organizado taticamente pelo treinador Jorge Fossati, o Inter merecia sorte maior, ao menos no quesito arbitragem. O árbitro do jogo deixou de marcar um pênalti para os gaúchos, validou um gol irregular para o Banfield e ainda expulsou o lateral esquerdo Kléber injustamente. O Colorado deve conseguir o resultado em casa, mas não será nada fácil.

ATLÉTICO-MG X SANTOS (Copa do Brasil)
O duelo dos ‘Meninos da Vila’ contra o técnico Vanderlei Luxemburgo era muito esperado. Quem se sairia melhor? O técnico ou os garotos? Na partida de ida, disputada ontem no Mineirão, o Galo levou a melhor e venceu por 3 a 2, com três gols do atacante Diego Tardelli. Robinho e Edu Dracena descontaram para o Peixe. Mesmo com a vitória, o resultado não foi maravilhoso para o Atlético-MG, principalmente por ter tomado dois gols em casa. Na Vila Belmiro, na semana que vem, uma vitória simples por 1 a 0 coloca o time do Dorival Júnior na semifinal da Copa do Brasil. É bem provável que o Santos siga adiante na competição.

Read Full Post »

Seleção Brasileira é tricampeã da Copa das Confederações

Realmente o trabalho de Dunga a frente da seleção brasileira é inquestionável. Grande parte da imprensa e milhões de torcedores não acreditaram na capacidade do treinador. Me incluo nesse grupo, mas contra fatos não há argumentos. Em quase três anos no comando da seleção, Dunga tem um incrível aproveitamento. Em 45 jogos foram 31 vitórias, 10 empates e apenas quatro derrotas.

Os objetivos estão sendo alcançados pouco a pouco. Até o momento o Brasil jogou duas competições com Dunga no banco de reservas e venceu as duas. A Copa América contra a Argentina, em 2007 e a Copa das Confederações ante aos EUA, no último domingo. Além disso, Dunga levou a seleção brasileira à liderança das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

Outro fator que merece destaque na ‘Era Dunga’ são suas convocações. Antes muito contestado, quando convocou atletas que jamais mereciam ter vestido a camisa mais tradicional do futebol mundial como Jônatas, Fernando, Jô, Bobô e Afonso Alves, o treinador ultimamente vem mantendo uma base e definindo o critério das listas com base nas atuações dos jogadores. Uma aposta foi Felipe Melo. Pouco conhecido pelo torcedor brasileiro, Dunga o convocou e o atleta vem demonstrando em campo que tem futebol para jogar com a camisa amarelinha.

Sem dúvidas a Copa das Confederações não é parâmetro para a Copa do Mundo. Mas alguns fatores podem ajudar Dunga para a competição que acontecerá daqui um ano na África do Sul. A base formada por Júlio César, Lúcio, Kaká e Luís Fabiano deverá ser a espinha dorsal da equipe no mundial. Júlio César é o melhor goleiro do mundo e não há contestações. Creio que pelas apresentações de Maicon e Daniel Alves, os dois atletas já garantiram suas vagas para a Copa do Mundo. E com razão. No momento são os dois melhores jogadores na posição e podem ser muito úteis para o time. Juan é o companheiro mais indicado para Lúcio na zaga, mas as constantes lesões vêm atrapalhando o atleta. De qualquer forma, gostaria de vê-lo em campo na África do Sul. A lateral esquerda ainda não é um problema resolvido. A insistência de Dunga com Kléber não tem explicações. André Santos entrou em seu lugar e se tornou titular nos últimos jogos, mas não creio que seja a melhor opção. Fábio Aurélio deveria ganhar uma chance e Marcelo já demonstrou que tem condições de atuar pelo lado esquerdo.

No meio, Felipe Melo está praticamente garantido na Copa do Mundo. Mas não confio e não gosto de ver Gilberto Silva ainda com a camisa amarela. Ele já foi importante, mas não soma nada na atual equipe. Muito lento na saída de bola, por vezes atrapalha o time. Kaká é insubstituível, mas a grande surpresa foi Ramires, que colocou Elano no banco e com toda certeza terá um futuro brilhante jogando pelo Brasil.

Luís Fabiano é o salvador da pátria e nos momentos que Dunga esteve mais ameaçado, o atacante salvou a pele do treinador com seus gols decisivos. Robinho é seu companheiro na frente. Por vezes fico muito irritado com a postura de Robinho. Que ele parece ser pouco profissional, isso não é novidade. Mas quando o jogo está difícil ele some em campo. Quando a seleção está vencendo, ele faz seus malabarismos que nada contribuem. Gostaria de ter visto mais o Nilmar em campo. Mas ainda há tempo de Dunga testá-lo.

Pato, Josué, Luisão, Miranda e Júlio Baptista não podem se acomodarem e acharem que já estão garantidos na Copa do Mundo. Muita água vai rolar nesse um ano que antecede o possível hexacampeonato da seleção brasileira. A esperança é que a preparação para essa Copa do Mundo seja a mais profissional possível, diferente de 2006.

E você torcedor, o que acha? Quem se destacou na Copa das Confederações? Quem não deveria ser convocado? Quem você gostaria de ver na seleção brasileiro? Opine!

Read Full Post »

Cuca

Cuca deve estar completamente arrependido de ter aceitado o convite da diretoria do Flamengo para treinar a equipe. É a sua segunda passagem pelo rubro-negro carioca. Na primeira vez, em 2005, não teve sucesso. Como agora continua não tendo o sucesso imaginado. Não por falta de capacidade ou por não ser um bom treinador. Cuca tenta de todas as formas contornar as coisas, mas seu fim está próximo.

Paranaense de Curitiba, Cuca apareceu no cenário dos treinadores com um belo trabalho no Goiás, no Campeonato Brasileiro de 2003. Isso rendeu um convite do São Paulo, onde mesmo não ganhando títulos, o treinador fez um bom trabalho e montou a equipe que mais tarde venceu a Libertadores e o Mundial de Clubes, em 2005. Depois passou por Flamengo, Grêmio, Coritiba e São Caetano. Em todas as ocasiões não obteve êxito. Então, começou sua trajetória de amor e ódio no Botafogo. Foram dois vice-campeonatos consecutivos do Campeonato Carioca para o rival Flamengo e uma eliminação trágica da Copa Sul-Americana contra o River Plate. Cuca saiu de cabeça erguida e afirmou que deixava uma parte de sua história no clube de General Severiano. Passou por Fluminense e Santos e também não deu certo. Voltou para o Flamengo no começo desse ano com um projeto audacioso. A primeira etapa foi concluída com sucesso, quando venceu o Campeonato Carioca. A segunda esbarrou no Internacional, quando foi eliminado da Copa do Brasil. E a conquista do Campeonato Brasileiro – o clube não é campeão desde 1992 – seria a terceira e principal meta do treinador frente ao elenco rubro-negro.

Não está nada perdido, afinal estamos no começo da competição. Mas pelo visto, Cuca perdeu, de fato, o comando da equipe, principalmente após a chegada de Adriano. O Flamengo é um dos maiores e mais tradicionais clubes do futebol brasileiro e isso é fato. Mas a maneira como seus dirigentes comandam o clube é desastrosa. Podem colocar qualquer técnico para dirigir a equipe, mas quem sempre manda e desmanda é a diretoria. Treinador não tem autonomia e nem voz na Gávea. Isso acontece há tempos, não é novidade. Isso também acontece com Cuca e ao que parece de uma forma até mais evidente, já que o treinador tem fama de ‘bonzinho’ e de sempre dar ouvidos para todos os lados, sejam os dirigentes ou os jogadores. Mas Adriano parece ter deixado Cuca com a cabeça quente. O Imperador continua o mesmo. Falta nos treinamentos, está fora de forma e nada faz para mudar esse panorama. Está em casa, do jeito que sempre sonhou. Sem responsabilidades e sendo o foco de tudo. Ainda assim, é titular da equipe por ordens da diretoria que visa lucro em cima de lucro com sua imagem e, por isso, passam a mão em sua cabeça em todas as ocasiões e deixam o treinador em uma enorme enrascada.

Não bastasse isso, alguns jogadores demonstram claramente o desinteresse e a falta de vontade de jogar no Flamengo. Juan pensa que manda e faz as coisas como quer. Bruno bate de frente com todos e depois pede desculpas para acalmar os ânimos. Leonardo Moura caiu muito de rendimento e acha que joga mais do que realmente demonstra em campo. Josiel não sabe se sairá no meio do ano e está com a cabeça longe. Ibson quer ficar, mas ainda não está definida sua permanência. Realmente problemas não faltam para o Flamengo e, principalmente, para  o Cuca. E para piorar, a equipe levou nove gols em dois jogos na competição e parece ir ladeira abaixo.

Como mudar esse panorama? Acho que o maior prejudicado em toda essa confusão é o Cuca. Ninguém o respeita, ninguém faz o que ele pede, ninguém está nem aí para o que ele pensa. Está perdendo seu precioso tempo em meio a essa bagunça chamada Flamengo. Está com os dias contados, mas fosse eu o Cuca, colocaria minha CUCA para pensar e sairia o mais rápido possível do clube. Ele não merece e aparentemente também não aguenta mais ser tão cobrado e não poder desenvolver seu trabalho do jeito que planejou.

E você torcedor, o que pensa? Cuca deveria sair do Flamengo? Ele é culpado pela má fase da equipe e dos problemas no grupo? Opine!

Read Full Post »

Dunga (Jorge William/O Globo)

Na tarde desta quinta-feira o técnico Dunga apresentou a lista dos 23 jogadores que defenderão a seleção brasileira nas duas próximas rodadas das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 e na Copa das Confederações. O Brasil enfrentará o Uruguai no próximo dia 6 de junho no Estádio Centenário, em Montevidéu e o Paraguai no dia 10, no Estádio Arruda, no Recife. Após essas partidas das eliminatórias, a seleção viajará para a África do Sul para disputar a Copa das Confederações de 14 a 28 de junho. O grande destaque da lista foi a convocação de cinco jogadores que atuam no futebol brasileiro (Victor, André Santos, Kléber, Ramires e Nilmar).

Apesar de Dunga ter convocado os quatro atletas que já mereciam há algum tempo uma chance na seleção brasileira, o treinador continua insistindo com o já ultrapassado volante Gilberto Silva. Não consigo entender o que Dunga vê no jogador que atua no Panathinakos, da Grécia. Realmente Gilberto  já foi útil à seleção, mas há muito tempo se demonstra perdido em campo. Outra surpresa foi a ausência de Ronaldinho Gaúcho, que mesmo em má fase e na reserva do Milan, vinha sendo convocado nas últimas partidas do Brasil.

Pelo menos é um bom sinal. Que Dunga abra os olhos e perceba mais os talentos que jogam no Brasil e deixem jogadores descomprometidos de fora do selecionado. Aos 26 anos, Victor já merecia ser convocado por suas atuações com a camisa do Grêmio e com a contusão do reserva Doni, o goleiro terá sua chance. André Santos foi um dos destaques do Corinthians na campanha do Campeonato Brasileiro da série B no ano passado. Esse ano o lateral esquerdo continua sendo decisivo e é uma ótima aposta para suprir a falta de um jogador técnico e habilidoso na esquerda. Ramires e Nilmar não precisam de apresentações e atualmente são os dois melhores jogadores do futebol brasileiro.

Gostei da convocação de Dunga e acho que esse período de um mês que a seleção brasileira passará junta, será muito importante para que o treinador conheça melhor as características de cada atleta e resolva os ‘problemas’ das laterais. Mesmo faltando apenas um ano para a Copa do Mundo da África do Sul, muita coisa deve mudar até lá. É a grande oportunidade de se preparar para o hexacampeonato mundial.

Veja a lista com todos os convocados:

Goleiros
Júlio César (Internazionale-ITA)
Gomes (Tottenham-ING)
Victor (Grêmio)

Laterais
Daniel Alves (Barcelona-ESP)
Maicon (Internazionale-ITA)
Kléber (Internacional)
André Santos (Corinthians)

Zagueiros
Alex (Chelsea-ING)
Juan (Roma-ITA)
Luisão (Benfica-POR)
Lúcio (Bayern de Munique-ALE)

Volantes
Anderson (Manchester United-ING)
Gilberto Silva (Panathinakos-GRE)
Josué (Wolfsburg-ALE)
Felipe Melo (Fiorentina-ITA)

Meias
Elano (Manchester City-ING)
Kaká (Milan-ITA)
Júlio Baptista (Roma-ITA)
Ramires (Cruzeiro)

Atacantes
Nilmar (Internacional)
Robinho (Manchester City-ING)
Luís Fabiano (Sevilla-ESP)
Alexandre Pato (Milan-ITA)

Read Full Post »

Andrezinho

Apontado como o grande time do Brasil nesta temporada, o Internacional vai confirmando o favoritismo e hoje deu mais um grande passo para conquistar o segundo título no ano de seu centenário. Em um jogo emocionante, o Colorado venceu o Flamengo por 2X1 no Beira-Rio com um gol de Andrezinho aos 43 minutos do segundo tempo.

O Flamengo foi valente e não deu moleza para o Inter. O jogo começou com um time estudando o outro e os gaúchos apostando nos contra-ataques com os rápidos Nilmar e Taison. Já o Mengão mostrava uma forte marcação e ainda se arriscava ao ataque quando conseguia. Em dois lances, o Flamengo quase abriu o placar. Aos 36 minutos do primeiro tempo, Ibson chutou colocado, a bola desviou na zaga colorada e traiu o goleiro Lauro, passando muito perto do gol. Dois minutos depois Kléberson também chegou perto de abrir o placar.

Mas jogar contra um time rápido e habilidoso como o Inter, não é permitido errar. E o lateral-esquerdo Juan errou. Parecendo ser um castigo por sua falta de profissionalismo na última segunda-feira, quando abandonou o treino e meteu a boca no técnico Cuca, Juan tentou passar a bola para seu companheiro no meio do campo e Nilmar roubou a bola. O atacante avançou até a entrada da área e cruzou rasteiro para Taison abrir o placar. 

O gol afetou os cariocas, que voltaram mais nervosos no segundo tempo e não conseguiam acertar passes e finalizações. Mas em qualquer tipo de adversidade o Flamengo sempre é Flamengo. O empate que parecia pouco provável aconteceu aos 29 minutos da etapa complementar. Ibson começou a jogada e passou para Kléberson. O volante cruzou para o meio da área e Emerson antecipou o goleiro Lauro para igualar o placar. Esse resultado dava a classificação para os rubro-negros.

A fanática torcida do Inter que lotou as dependências do Beira-Rio não diminuiu o ritmo e continuou acreditando na equipe. Valeu a pena. Aos 43 minutos Ibson derrubou Alecsandro na entrada da área. O juiz Paulo César de Oliveira anotou a infração. O nervosismo e a ansiedade tomou conta das duas equipes, mas Andrezinho, revelado no Flamengo, cobrou com perfeição no canto esquerdo de Bruno e fez o gol da classificação.  Os dois gigantes do futebol brasileiro fizeram um emocionante jogo e o gol de Andrezinho coroou a ótima partida. O Inter enfrentará o Coritiba nas semifinais, se mantém como grande favorito ao título e pode conquistar o seu segundo título da Copa do Brasil.

Read Full Post »

CORITIBA: O Coxa já tinha praticamente garantido a vaga nas quartas-de-final da Copa do Brasil na semana passada, quando venceu o ASA-AL, em Maceió, por 4X0. Hoje, atuando no Couto Pereira, a equipe do técnico Rene Simões bateu os alagoanos por 3X0 e agora enfrentará a Ponte Preta na próxima fase. Os gols da partida foram marcados por Marcelinho Paraíba, Ramon e Ariel.

FLAMENGO: O tricampeão carioca não teve total facilidade para chegar às quartas-de-final da Copa do Brasil. Na semana passada, jogando em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, o Mengão empatou em 0X0 com o Fortaleza. Hoje, atuando no estádio Castelão, na capital cearense, o Flamengo terminou o primeiro tempo com o placar zerado e não conseguia dominar a partida. Mas na segunda etapa, as coisas mudaram e a equipe dirigida por Cuca fez 3X0 (Kléberson, Juan e Emerson), garantiu vaga na próxima fase e enfrentará o Inter.  

INTER: O Colorado é outro que já estava nas quartas. Com a fácil vitória no jogo de ida por 3X0, nos Aflitos, no Recife, o centenário Internacional recebeu o Náutico hoje no Beira-Rio, em Porto Alegre e ganhou por 2X0. Os gols da partida foram marcados por Taison e D’Alessandro. A equipe de Tite duelará na próxima fase com o Flamengo.

VASCO: A dificuldade da partida de ida em São Januário, na semana passada, quando o Vasco empatou por 1X1 com o Icasa-CE, foi totalmente um fato isolado mesmo. Hoje, jogando a partida de volta em Juazeiro do Norte, os vascaínos venceram facilmente os cearenses por 4X1 e estão classificados para as quartas-de-final da competição nacional. O próximo adversário é o Vitória. Os gols do Time da Colina foram marcados por Léo Lima (2), Vilson e Elton. O Icasa descontou com Leozinho.  

VITÓRIA: Os tricampeões baianos tiveram a classificação mais suada entre todos os jogos das oitavas-de-final. Com a boa vitória por 3X0 ante ao Atlético-MG, na semana passada, em Salvador, hoje os rubro-negros perderam pelo mesmo placar (gols de Renan, Welton Felipe e Alessandro) atuando no Mineirão e a decisão da vaga foi decidida nos pênaltis. Na última cobrança, o capitão Luciano Almeida perdeu o pênalti e os baianos venceram a disputa por 5X4. O próximo adversário do Vitória são os cariocas do Vasco.

NOTA: As datas e locais das partidas das quartas-de-final da Copa do Brasil serão definidas na sexta-feira pela CBF.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »