Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Ituano’

A Confederação Brasileira de Futebol, por meio de seu eterno presidente, Ricardo Teixeira, anunciou Muricy Ramalho como o novo treinador da Seleção Brasileira. Dessa forma, o técnico está reunido com a diretoria do Fluminense neste momento para acertar sua rescisão de contrato e, a partir de seguinda-feira, iniciar seu mais desafiador trabalho na carreira.

Enquanto todos acreditavam que Mano Menezes seria o eleito, Muricy Ramalho correu por fora e foi o escolhido. Aliás, escolhido com todos os méritos. Amante do futebol, Muricy tem fama de trabalhador e é o treinador mais vitorioso no cenário nacional nos últimos anos.

Com o bordão “Aqui é trabalho, meu filho”, Muricy iniciou sua carreira como treinador do Puebla, do México, em 1993. Depois, virou discípulo do mestre Telê Santana e trabalhou no São Paulo entre 1994 e 1996. Após rodar por Guarani, Shenhua (China), Ituano, Botafogo-SP e Santa Cruz, em 2002, Muricy chegou ao Náutico, foi bicampeão pernambucano e se tornou ídolo da torcida, sendo até sócio do clube.

A guinada na carreira de Muricy Ramalho aconteceu no Internacional. Em 2003, o técnico levou o troféu do campeonato gaúcho pelo Colorado. Saiu e foi para o São Caetano, conseguindo levar o Azulão ao único título de sua história, o Campeonato Paulista de 2004. Voltou para o Inter, conquistou novamente o título gaúcho e levou a equipe ao vice-campeonato nacional, em 2005.

Os bons resultados fizeram Muricy desembarcar novamente no São Paulo, clube pelo qual ele foi um talentoso meio-campista nos anos 70 e no qual havia trabalho no início dos anos 90. A história de Muricy Ramalho com o Tricolor não poderia ser melhor. O treinador levou o clube paulista ao tricampeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008) e colocou seu nome na história. Após tanto tempo, Muricy deixou o São Paulo e foi para o rival Palmeiras, único clube onde o técnico não conseguiu ter sucesso nos últimos tempos.

Neste ano, Muricy foi contratado pelo Fluminense e, mesmo em pouco tempo, o técnico obteve sucesso. Muricy deixa as Laranjeiras pela porta da frente, deixando o time na liderança do Brasileirão-10 e segue para o maior desafio de um treinador de futebol.

A escolha do técnico foi surpreendente, mas positiva. Muricy Ramalho tem contra ele a fama de ser rabugento e enfrentar mais do que o necessário a imprensa. Entretanto, o paulistano parece estar mudado e tem sido mais maleável desde a época em que estava no Palmeiras.

Após o insucesso da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, muito se criticou o Dunga pela inexperiência e, com Muricy no comando, o cenário é completamente oposto. O novo treinador tem um currículo invejável, já trabalho nos principais clubes do Brasil e ainda conseguiu inúmeros títulos. 

De fato, o nome de Muricy Ramalho parece ser o ideal para a renovação pretendida pelo torcedor brasileiro. Muricy é um alucinado por futebol, acompanha todos os tipos de campeonatos e sabe muito bem quem têm e quem não têm condições de vestir a camisa mais tradicional do mundo. Mesmo criticado pela força defensiva de seus elencos e pela insistência com o tal ‘chuveirinho’, Muricy Ramalho é um ótimo trabalhador, não foge da pressão, não faz média com ninguém e, o principal, é honesto.

Por fim, um bom nome e que, ao que tudo indica, terá sucesso à frente da Seleção Brasileira. “A torcida paga ingresso para ver o time vencer. Quem quiser ver espetáculo que vá ao Teatro Municipal”, afinal “a bola pune, meu filho”.

E você torcedor, o que achou da escolha da CBF? Muricy Ramalho é um bom nome? Acredita no sucesso do treinador à frente da Seleção Brasileira? Opine!

Anúncios

Read Full Post »

Oswaldo Giroldo Júnior.

37 anos. 17 anos de futebol profissional.

Depois de tantos anos de futebol, Juninho Paulista se despediu do esporte como atleta na noite desta quarta-feira. Revelado pelo Ituano, Telê Santana viu talento no garoto e o levou para o São Paulo no início dos anos 90. Pelo Tricolor, o jogador brilhou e começou a trilhar uma carreira vitoriosa. Nos tempos de São Paulo foram vários títulos como Libertadores da América, Supercopa, Mundial, Copa Conmebol, entre outros. Com o sucesso no Brasil, Juninho foi vendido para o inglês Middlesbrough, clube que defendeu por duas temporadas e conquistou a Copa da Liga Inglesa.

Pelo Atlético de Madrid, o jogador viveu seu período mais difícil, sofrendo uma grave lesão que o tirou da Copa do Mundo de 1998. Chegava a hora de Juninho voltar para o futebol brasileiro e brilhar no Rio de Janeiro. Primeiro com a camisa do Vasco, conquistando a Copa João Havelange de 2000 (Campeonato Brasileiro daquele ano) e a Copa Mercosul, após vitória épica contra o Palmeiras em pleno Palestra Itália. Juninho também jogou pelo Flamengo em duas oportunidades (entre elas o meio-campo atuou pelo irlandês Celtic e pelo Palmeiras), e na segunda passagem pela Gávea, Juninho sagrou-se campeão Carioca em 2007. Além disso, o jogador teve discreta passagem pelo Sydney FC, da Austrália, antes de retornar ao Ituano, em 2009. Pelo clube que o revelou, Juninho tornou-se também o presidente da equipe com o intuito de reestruturar o clube interiorano, saldar as dívidas e formar uma equipe vencedora.

Pela Seleção Brasileira, Juninho Paulista conquistou talvez seu maior título como atleta profissional, a Copa do Mundo de 2002. Na ocasião, o meio-campo era titular da equipe de Luis Felipe Scolari, mas ao longo da competição perdeu a posição para Kléberson. Nada que tire o mérito da conquista para este bom jogador.

Hoje, em partida decisiva contra a Portuguesa, no Canindé, Juninho Paulista se despediu do futebol. E diferentemente dos clubes em que atuou na carreira, dessa vez o meio-campo lutava contra o rebaixamento no Campeonato Paulista. Algo que o entristeceria como jogador e, principalmente, como dirigente. Porém, depois de estar perdendo por 2 a 0, Juninho marcou um bonito gol, o Ituano conseguiu empatar e, de forma heróica, virou o jogo com um gol de outro pentacampeão, Roque Júnior. A vitória salvou o Ituano do rebaixamento e fez Juninho terminar sua carreira em ‘grande’ estilo. Grande pela realidade atual do jogador. Grande pelas circunstâncias.

Grande por sua idade e por sua carreira no futebol. Ao final da partida, Juninho Paulista chorou copiosamente e foi abraçado por companheiros ainda no gramado. Uma cena marcante e que emocionou todos os amantes do futebol.

Juninho Paulista encerrou sua carreira em grande estilo, sim! E agora voltará todas as suas atenções para reerguer o clube do interior. Boa sorte para ele nessa nova empreitada e que tenha sucesso e dignidade como teve dentro de campo.

Read Full Post »

Foi mais um passeio. Na língua do futebol, um ‘vareio’. O Santos atropelou mais um adversário no Campeonato Paulista. Jogando no Pacaembu, os ‘Meninos da Vila’ golearam o Ituano por 9 a 1 e podiam ter feito mais gols. Com os nove anotados ontem, o alvinegro chega a incríveis 60 gols na temporada em apenas 18 jogos disputados. Uma média de 3,3 tentos por partida.

O futebol que o Santos tem apresentado realmente é encantador. Alguns lembrarão que na semana passada o time foi derrotado em plena Vila Belmiro para o Palmeiras. Na ocasião, apontei que a derrota no clássico poderia ser positiva para o grupo alvinegro. Com certeza Dorival Jr conversou com a molecada e colocou na cabeça deles que nem sempre vencerão ou, como virou rotina, golearão seus adversários. De lá para cá, o Santos já atuou mais duas vezes. Fez 13 gols e sofreu apenas um. Já está classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil e com a vaga assegurada nas finais do Paulistão.

Ainda não há como prever se esses garotos escreverão seus nomes na história do Santos e no futebol mundial. Também não pode-se dizer convictamente que vencerão o campeonato estadual. Tudo leva a crer que sim, mas sabemos como funcionam as coisas no futebol. Nem sempre o melhor ganha. Porque se ganhasse, com toda certeza esse Santos já seria o campeão paulista de 2010. De fato, o que se pode afirmar é que o alvinegro vai sobrando na temporada. É disparado o melhor time do país. Dá gosto vê-los jogar. Jogadas de efeito, criatividade, habilidade. E tudo isso sempre visando o gol. Como são bons esses espetáculos. O futebol estava precisando disso. Independente se serão campeões desse ou daquele campeonato, essa geração ficará marcada. E com razão.

Com o Santos jogando dessa forma, fica até difícil falar dos outros times do campeonato. Palmeiras e Corinthians foram derrotados. O alviverde praticamente deu adeus à competição, enquanto o alvinegro, mesmo sem vencer, continuou no G4. O São Paulo venceu e se manteve na 3ª posição na tabela, assim como o Santo André, que está muito perto da semifinais.

Read Full Post »

Ronaldo

A equipe alvinegra selou de vez a classificação para as semifinais do Paulistão-09. Na noite de ontem, com 21 mil torcedores no Pacaembu, o Corinthians não tomou conhecimento e venceu o Ituano por 3X0. No primeiro escanteio da partida, aos 2 minutos, Jorge Henrique subiu mais que a zaga adversária e de cabeça fez o primeiro gol do jogo. Aos 26, após um falta na intermediária sofrida por Dentinho, Elias foi esperto e cobrou rapidamente para Alessandro, que viu Ronaldo sozinho na grande área e aí o atacante só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. O Corinthians atuava bem, como há muito tempo não se via e o terceiro gol não demorou a sair. Cristian bateu forte na bola em cobrança de falta e fechou o placar. Com a vitória, a equipe de Mano Menezes chegou a 38 e assumiu provisoriamente a segunda colocação na tabela, já que o São Paulo jogará na próxima quinta-feira contra o Guaratinguetá e pode retomar a vice-liderança.

Read Full Post »