Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Internazionale de Milão’

Se Holanda e Espanha estão na final da Copa do Mundo, as duas seleções europeias devem muito desse feito, especialmente, a dois jogadores: Wesley Sneijder e David Villa.

Os dois são os principais destaques de suas equipes até aqui. Enquanto o meia holandês da Internazionale de Milão fez gols em todos os jogos de mata-mata (um contra a Eslováquia, dois contra o Brasil e um contra o Uruguai), o atacante espanhol do Barcelona fez simplesmente cinco dos sete gols que a ‘Fúria‘ fez na campanha deste Mundial.

É óbvio que em 90 minutos, outros jogadores podem ser decisivos, mas as grandes esperanças de Holanda e Espanha para a grande decisão do próximo domingo são os dois craques. Quem se dará melhor e ficará com o título?

WESLEY SNEIJDER (HOLANDA)

Data de nascimento: 9 de junho de 1984
Local de nascimento: Utrecht, Holanda
Altura: 1,70 m
Número da camisa: 10
Posição: Meio-campista
Clube atual: Internazionale de Milão (Itália)
Jogos pela seleção holandesa: 67
Gols pela seleção holandesa: 19
Primeira partida internacional: Holanda X Portugal (30/04/2003)
Partidas em Copas do Mundo: 10 (2006 e 2010)

DAVID VILLA (ESPANHA)

Data de nascimento: 3 de dezembro de 1981
Local de nascimento: Langreo, Espanha
Altura: 1,75 m
Número da camisa: 7
Posição: Atacante
Clube atual: Barcelona (Espanha)
Jogos pela seleção espanhola: 64
Gols pela seleção espanhola: 43
Primeira partida internacional: Espanha X San Marino (09/02/2005)
Partidas em Copas do Mundo: 10 (2006 e 2010)

COMPARATIVO DOS CRAQUES NA COPA DO MUNDO

SNEIJDER X VILLA
6 (jogos) 6
532 (minutos jogados) 529
5 (gols feitos) 5
22 (finalizações) 26
10 (chutes ao gol) 16
13 (faltas cometidas) 2
10 (faltas sofridas) 13
1 (cartões amarelos) 0
230 (passes completos) 148
24 (lançamentos) 19
13 (escanteios cobrados) 0
4 (cruzamentos completos) 4
1 (assistências) 1
2 (impedimentos) 2

Fonte: dados FIFA

Anúncios

Read Full Post »

A espera por um título europeu foi longa. O fanático torcedor da Internazionale de Milão precisou esperar por 45 anos para comemorar novamente a conquista do tão cobiçado troféu da Champions League. Depois de muitas eliminações decepcionantes, o título veio de forma incontestável. Jogando no estádio Santiago Bernabéu, em Madrid, a equipe italiana venceu o Bayern de Munique por 2 a 0 com dois gols do argentino Diego Milito.

A equipe italiana, atual pentacampeã italiana e campeã da Copa da Itália, conquistou a tríplice coroa com uma campanha perfeita, deixando pelo caminho dois dos principais candidatos ao título: Chelsea e Barcelona. Na decisão, o brilho do futebol argentino e brasileiro foi evidenciado mais uma vez. Júlio César fez boas defesas no jogo, Maicon, Lúcio e Samuel pararam as investidas de Robben, Müller e Olic. E na frente, o atacante Diego Milito brilhou novamente. A grande equipe foi comandada pelo técnico José Mourinho, que conquistou seu bicampeonato na competição europeia, já que havia vencido o torneio em 2004 quando treinava o Porto. O treinador português deixará o comando da Internazionale e partirá para o desafio de treinar o galático Real Madrid na próxima temporada.

O título conquistado em gramado espanhol foi o terceiro da Internazionale na história da Champions League. Os outros aconteceram em 1964 e 1965, contra Real Madrid e Benfica, respectivamente. Mesmo causando uma grande comoção em boa parte da Itália, o elenco campeão pode ser considerado um time do mundo, já que o único italiano que participou da partida foi o zagueiro Marco Materazzi, entrando somente no final da segunda etapa no lugar do ovacionado Milito. Os ‘italianos’ da Internazionale mereceram a conquista e merecem os parabéns pela grande temporada realizada.

Abaixo, veja os gols que deram o título aos italianos:

Read Full Post »

O atacante Adriano, que forçou sua saída da Internazionale de Milão alegando estar deprimido e não ter mais felicidade no futebol está muito próximo de ser o principal reforço do Flamengo para o Campeonato Brasileiro e a continuação da Copa do Brasil. Na última sexta-feira, a Inter rescindiu o contrato com o atleta, que atuou por oito anos no clube italiano e marcou 74 gols, e essa decisão se tornou um sinal verde para a diretoria do Flamengo repatriar sua cria.

 

Adriano não nega seu amor pelo rubro-negro e seu empresário, Gilmar Rinaldi, ainda não confirma o acordo, mas dá mostras de que até a semana que vem tudo estará acertado entre as duas partes. O Flamengo já sonha com a alta visibilidade e a exposição que o Imperador trará ao clube. Seria mais uma contratação de impacto e essa rivalizaria com o outro time de maior torcida do país, o Corinthians, que acertou em cheio em apostar na recuperação de Ronaldo. O time da Gávea pretende seguir os mesmos passos da diretoria corintiana.

 

Quanto ao salário que o Imperador receberá no Flamengo, suspeita-se que seja de R$300 mil mensais, que seriam pagos com o dinheiro que atualmente o time da Gávea desembolsa com o zagueiro Fábio Luciano, que irá se aposentar após a decisão do Campeonato Carioca.

 

Tudo perfeito e praticamente definido. Porém, essa história de o atacante ter abandonado a Inter de Milão e depois informar que daria um tempo na carreira de jogador, ainda parece estranha. A coletiva de imprensa convocada por Adriano não fez nem um mês e agora, ele pode retornar aos gramados antes do que todos imaginavam. Fica claro que Adriano forçou a barra e usou sua ‘depressão’ e ‘tristeza’ como meras desculpas para se desligar do futebol italiano, voltar ao Rio de Janeiro e jogar pelo seu time de coração.

 

Se for para o bem dele, que isso aconteça o mais rápido possível. O futebol brasileiro precisa de jogadores talentosos como Adriano.

Read Full Post »