Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Grêmio’

O novo treinador da Seleção Brasileira, Mano Menezes, foi apresentado oficialmente hoje no Rio de Janeiro e logo de cara já fez sua primeira convocação, visando o jogo contra os Estados Unidos, no próximo dia 10 de agosto, em Nova Jersey. Como era esperado, o técnico reciclou completamente a equipe, abriu espaços para os jovens e deixou de lado a maioria dos jogadores que disputaram a última Copa do Mundo.

Acatando ordens da CBF e, principalmente, do torcedor brasileiro que clamava por mudança, Mano Menezes fez o que dele se esperava. A média de idade da atual Seleção Brasileira é de 23,1 anos, bastante inferior a da equipe que disputou o último Mundial, que era de 29,3 anos. O MFC considerou a lista positiva (veja abaixo uma análise dos selecionados) e agora é a hora dos jovens mostrarem serviço com a camisa brasileira. Os únicos remanescentes do fracasso brasileiro na África do Sul são os também jovens Ramires, Thiago Silva, Daniel Alves e Robinho.

Para o gol, o treinador convocou Victor, do Grêmio, Jefferson, do Botafogo, e Renan, do Avaí. Três boas escolhas. O goleiro gremista vem se destacando há um bom tempo e deveria ter ido à Copa do Mundo. Mesmo aos 27 anos, essa é uma idade madura para um goleiro. Jefferson e Renan foram as surpresas. Através do goleiro, o Botafogo conseguiu colocar um jogador no selecionado brasileiro após 12 anos, já que os últimos que jogaram pela Seleção e atuavam com a camisa do alvinegro foram o atacante Bebeto e o zagueiro Gonçalves, em 1998. Renan, o mais jovem dos três, vem apresentando muita qualidade no Campeonato Brasileiro e, mesmo ainda tendo muito a aprender, já demonstra ser um goleiro seguro e com um bom futuro pela frente.

Nas laterais, os escolhidos foram Daniel Alves, do Barcelona, Rafael, do Manchester United, André Santos, do Fenerbahçe, e Marcelo, do Real Madrid. Na direita, boas escolhas. Maicon é sem dúvidas o melhor lateral-direito do mundo, mas é importante testar outras peças. Daniel Alves é titular do Barcelona, já demonstrou potencial e deve ser o titular no amistoso. Rafael, por sua vez, tem apenas 20 anos, saiu do Fluminense muito cedo e, aos poucos, vem ganhando confiança na Inglaterra.

Marcelo fez o mesmo caminho. Saiu das Laranjeiras, tem 22 anos, e é titular do Real Madrid. Além disso, poderia ter ido à Copa como titular, não fosse a teimosia de Dunga. O caso de André Santos é um pouco mais complicado. Antes homem de confiança de Dunga, o lateral se envolveu em um escândalo sexual na Turquia e perdeu seu espaço. Entretanto, Mano Menezes o conhece bem dos tempos de Corinthians e lhe deu uma nova chance.

No setor defensivo, os selecionados foram os zagueiros Henrique, do Racing Santander, Thiago Silva, do Milan, Réver, do Atlético-MG, e David Luís, do Benfica. Henrique foi muito bem pelo Coritiba, chegou ao Palmeiras e também fez bons jogos, até que foi vendido ao Barcelona, que o emprestou ao Racing Santander. Zagueiro clássico e seguro que pode ajudar o Brasil. Thiago Silva dispensa apresentações, esteve na Copa do Mundo como reserva, mas já é titular do Milan e parece ser nosso melhor defensor da lista.

O zagueiro Réver é uma incógnita. Após fazer boas temporadas pelo Grêmio, o jogador foi vendido ao Wolfsburg, da Alemanha, mas não disputou um jogo sequer com a camisa do clube alemão, até ser cedido ao Atlético-MG, clube pelo qual o defensor se apresentará esta semana. Mano confia nele e o conhece desde a época do Grêmio, mas existem outros atletas no mercado mais qualificados que ele.  Desconhecido da grande maioria dos brasileiros, o zagueiro David Luís também foi lembrado. Jovem jogador do Benfica, o atleta começou a carreira no Vitória, da Bahia, e também passou pelas divisões de base da Seleção Brasileira. Uma boa aposta.

No meio de campo, os nomes agradaram. O volante Lucas, do Liverpool, tem bom desempenho na Europa e também pela Seleção, já que participou dos Jogos Olímpicos, em 2008. Ramires continuou na equipe brasileira, já que foi um dos poucos que se destacou no Mundial e vem jogando bem pelo Benfica. Carlos Eduardo, do Hoffenheim, da Alemanha, também foi lembrado. O jogador atuou sob o comando de Mano Menezes no Grêmio e já fez três boas temporadas pelo clube alemão. Paulo Henrique Ganso, do Santos, dispensa comentários e, novamente, não fosse a teimosia do antigo treinador, era nome certo no time que foi à África do Sul. Sandro, do Internacional, e Hernanes, do São Paulo, já demonstram há um bom tempo serem jogadores maduros e que, ao que tudo indica, terão lugar cativo na Seleção Brasileira daqui pra frente.

Outro ‘desconhecido’ do povo brasileiro é o meia Ederson, do Lyon. O paulista começou sua carreira no Rio Grande do Sul, com passagens pelo RS Futebol, Internacional e Juventude, indo depois para o time francês. Titular absoluto e camisa 10 do Lyon, o jogador mereceu a chance muito pela boa campanha na Liga dos Campeões. Talvez o único nome pouco entendido foi o de Jucilei, do Corinthians. Mesmo sendo um bom jogador e versátil nos mais variados esquemas, o corintiano é reserva na equipe que Mano Menezes comandou até ontem, portanto, o mais sensato seria convocar o volante Elias, que se destaca há um bom tempo e que é o titular da posição no ex-clube do atual treinador do Brasil.

No ataque, ótimas apostas. O trio do Santos (Neymar, André e Robinho) fez um primeiro semestre incrível e virou manchete em todo o mundo. Robinho, mesmo jovem, já é bastante experiente. Já se demonstrou mais maduro durante a Copa do Mundo e, daqui para frente, será um dos líderes desta equipe. Neymar é outro que dispensa comentários e também deveria ter ido ao Mundial. André, companheiro dos dois no alvinegro praiano, pode ser considerado uma surpresa, mas o seu faro de gol e oportunismo já fez com que o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, apostasse em seu talento e levasse mais uma joia do futebol brasileiro para o Velho Continente.

Aos 20 anos, Alexandre Pato, do Milan, é outro que despontou muito cedo no futebol, foi vendido ao Milan e atualmente é titular do time italiano. O mais velho dos atacantes é Diego Tardelli, do Atlético-MG, que há muitas temporadas demonstra ser um artilheiro nato e que chegou a ficar na lista de espera de Dunga para a Copa do Mundo.

Num modo geral, a convocação de Mano Menezes foi satisfatória. Dos 24 jogadores convocados, apenas cinco têm idade superior a 25 anos, o que é algo importante. Além disso, outros sete atletas possuem idade olímpica, outro adendo importante, já que daqui a dois anos acontecerá as Olimpíadas de Londres. O trabalho será árduo, mas com tantos talentos, basta Mano Menezes ser sensato, chamar quem realmente merece ir e que não convoque este ou aquele por afinidade ou lealdade, como vimos recentemente.

E você torcedor, o que achou da lista? Quem você colocaria? Quem tiraria? A convocação foi justa? Opine!

Anúncios

Read Full Post »

A CBF irá anunciar o novo técnico da Seleção Brasileira ainda nesta semana, possivelmente entre sexta-feira e domingo, já que na segunda-feira, o escolhido será apresentado pela entidade e já terá que divulgar a lista dos jogadores convocados para o amistoso entre Brasil e Estados Unidos, jogo este que acontecerá no dia 10 de agosto, na cidade de New Jersey.

A contratação do novo técnico para o selecionado brasileiro vem gerando muita especulação da imprensa e curiosidade das pessoas. O nome mais cotado após o fracasso da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da África do Sul era o de Luiz Felipe Scolari. Porém, o treinador pentacampeão já havia firmado acordo verbal com o Palmeiras antes do Mundial e, dessa forma, cumpriu sua palavra e já está comandando a equipe do Palestra Itália.

Com o insucesso na recontratação de Felipão, os nomes surgiram aos montes. Mano Menezes, do Corinthians; Muricy Ramalho, do Fluminense; Ricardo Gomes, do São Paulo; Vanderlei Luxemburgo, do Atlético-MG; Leonardo, que atualmente está sem clube, entre outros. Mas até o momento, nenhum deles foi citado pelo presidente da CBF em seus depoimentos à imprensa. A única coisa que Ricardo Teixeira deixou claro foi que haverá uma renovação no grupo de jogadores e que, diferentemente da época de Dunga, os jovens talentos ganharão oportunidades de vestir a amarelinha.

Com a proximidade do anúncio, nesta semana o nome de Mano Menezes ganhou força e, ao que tudo inidica, o técnico deixará o Parque São Jorge e seguirá para um novo desafio na carreira. Aliás, que desafio. Se, de fato, ele for o escolhido para dirigir a Seleção Brasileira, o treinador, que já é bastante calejado no quesito pressão (visto que trabalhou em dois grandes clubes: Grêmio e Corinthians), terá que aumentar ainda mais o seu estoque de ‘paciência’ para suportar as cobranças.

Segundo o presidente da CBF, o treinador que assumir o cargo agora terá um projeto de seis anos para cumprir à frente da equipe, já que inúmeros torneios acontecerão neste prazo. A começar pelo amistoso contra os Estados Unidos e, possivelmente, outros dois jogos ainda em 2010. No ano que vem, a Seleção Brasileira disputará a Copa América, na Argentina. Em 2012, o Brasil terá os Jogos Olímpicos para buscar o inédito título. No ano seguinte, começam os torneios em território nacional com a Copa das Confederações. Em 2014 a Copa do Mundo e, em 2015, a Copa América. Por fim, em 2016, as Olimpíadas no Rio de Janeiro.

O processo é longo e, independente de quem seja o treinador, o trabalho não será fácil. A cobrança por resultados no Brasil é algo comum e agora não será diferente. Aliás, deverá haver mais cobrança ainda, já que muitos dos torneios dos próximos anos acontecerão por aqui.

O MFC acredita que Mano Menezes seja um bom nome para o comando, visto pelo ótimo trabalho desenvolvido no Grêmio e também no Corinthians. Além de tudo, Mano parece ter a cabeça aberta para trabalhar em cima da tal reformulação. É esperar para ver e fazer novas análises.

Mas você, leitor deste blog, o que pensa? Quem você gostaria de ver no comando da Seleção Brasileira? Qual seu nome preferido e por qual motivo? Deixe sua opinião!  

Read Full Post »

A final da Copa do Brasil 2010 está definida e será uma decisão inedita na história do torneio: Santos X Vitória.

Paulistas e baianos buscarão o título e a tão cobiçada vaga na Copa Libertadores da América de 2011 somente depois da Copa do Mundo, nos dias 28 de julho e 4 de agosto, com os mandos de campo definidos pela CBF nos próximos dias.

Depois de perder o primeiro jogo no estádio Olímpico por 4 a 3 para o Grêmio, o Santos voltou a jogar bem e comprovou o favoritismo, vencendo os gaúchos por 3 a 1 na Vila Belmiro. O Tricolor bem que tentou segurar o ímpeto santista na primeira etapa e poderia até ter aberto o placar. Mas na segunda etapa as coisas se inverteram e logo aos seis minutos, Paulo Henrique Ganso, que não vai à Copa do Mundo, mostrou toda sua habilidade e fez um golaço de fora da área, sem chances de defesa para o bom goleiro Victor. A situação alvinegra melhorou ainda mais quando Robinho fez um gol de craque, com um leve toque na bola que encobriu o arqueiro gremista. O Grêmio ainda descontou nos minutos seguintes com o zagueiro Rafael Marques, em falha do goleiro Felipe. Mas os Meninos da Vila não se apavaroram e Wesley, em grande jogada, selou a classificação santista na decisão. É a primeira vez que o Santos chega a uma decisão de Copa do Brasil.

O outro finalista é o Vitória. A derrota sofrida em Goiânia no primeiro jogo por 1 a 0 não abalou as pretensões do Rubro-Negro baiano, que jogando no Barradão lotado e com a torcida eufórica, não teve trabalho para golear o Atlético-GO por 4 a 0 e carimbar o passaporte para a final da Copa do Brasil. Os gols foram anotados por Júnior (2), Uéliton e Viáfara. Assim como o Santos, o Vitória disputará pela primeira vez uma decisão do torneio nacional.

Caso o Santos vença a competição, o Estado de São Paulo será o maior vencedor da Copa do Brasil, atingindo sete títulos. Até o momento, os paulistas que conquistaram o título foram o Corinthians (três vezes), Palmeiras, Santo André e Paulista. Porém, se o Vitória sagrar-se campeão, será apenas o segundo título da região Nordeste (o único aconteceu em 2008 com o Sport) e o primeiro de um time do estado da Bahia.

Pelo futebol apresentado, o Santos pode ser apontado como campeão antes mesmo de a bola rolar? Ou você acha que o Vitória pode surpreender assim como o Santo André fez na final do Campeonato Paulista? Opine, torcedor!

EM TEMPO: A CBF já divulgou os locais dos jogos da decisão da Copa do Brasil. A primeira partida será na Vila Belmiro, no dia 28 de julho, às 21h50. O jogo de volta acontece no Barradão, em 04 de agosto, às 21h50.

Read Full Post »

O atacante Washington tem 35 anos e está no São Paulo desde o início de 2009. Em pouco menos de um ano e meio no clube, o jogador fez 44 gols em 80 partidas disputadas, uma média de 0,55 tentos por jogo. É uma média considerável se levarmos em conta os atuais centroavantes que jogam no país. Porém, Washington vive um dilema. A falta de mobilidade, a idade avançada, as constantes irritações e declarações inoportunas somadas ao lugar cativo no banco de reservas, vêm abalando o jogador nos últimos tempos.

O Tricolor contratou Washington depois que o atleta fez uma boa temporada pelo Fluminense, inclusive sendo decisivo na eliminação do time paulista da Copa Libertadores da América de 2008. O atacante chegou ao Morumbi com status de estrela e com a condição no time titular assegurada. Os gols continuaram saindo, mas os erros aumentaram muito também. Washington é aquele jogador que precisa que o time jogue para ele, atacante de área, bom no cabeceio e oportunista na cara do gol. No começo, Muricy Ramalho bem que tentou fazer a equipe jogar para Washington, mas os jogadores mudaram e até o treinador for alterado. O centroavante deixou de ser uma referência no elenco e outros jogadores foram contratados.

Mesmo sendo muito criticado, Washington conseguiu fazer um bom Campeonato Brasileiro no ano passado e foi artilheiro do São Paulo na competição. Devido a melhora no final da temporada, os dirigentes são paulinos renovaram seu contrato e o mantiveram no elenco.  O ano de 2010 prometia ser melhor para o atacante, já que Borges foi negociado com o Grêmio e o ânimo do jogador foi renovado. Entretanto, o pensamento do jogador e da diretoria não se concretizou ainda e está próximo de não acontecer definitivamente.

Ainda no Paulistão-10, Washington perdeu a vaga de titular em alguns jogos para Fernandinho e isso causou indignação no atleta. Nesta temporada, o atacante teve inúmeras oportunidades de se firmar novamente, mas seus incessantes erros foram determinantes para ficar no banco de reservas constantemente. A gota d’água aconteceu duas semanas atrás, quando o São Paulo, enfim, conseguiu contratar o atacante Fernandão, jogador campeão do mundo pelo Internacional, com espírito de liderança nas veias e mais completo que Washington. O novo jogador chegou ao Morumbi com prestígio e logo na primeira partida com a camisa do clube, fez o que Ricardo Gomes e a torcida esperavam de Washington.

Depois de várias reclamações públicas para jornalistas na beira do campo, Washington se tornou oficialmente reserva nesta semana e ontem só jogou desde o começo no Campeonato Brasileiro, pois o treinador mandou a campo um time quase todo reserva. Para variar, Washington nada conseguiu fazer, errou três gols fáceis de se marcar e foi substituído na segunda etapa. Vaiado pela torcida e já avisado por Ricardo Gomes que no São Paulo atual não se aceitarão mais críticas e reclamações de jogadores preteridos, o atacante não temeu sua condição no clube e ao término da partida fez o mesmo de sempre. Procurou os microfones e as câmeras e se disse desmotivado no Tricolor, afirmou ter inúmeras propostas de outros clubes e deixou no ar que seus dias no São Paulo estão contados. Fez tudo que Ricardo Gomes não queria que ninguém fizesse, muito menos ele.

Washington é experiente, já foi artilheiro do Campeonato Brasileiro duas vezes, goleador máximo da Copa do Brasil e até do Paulistão quando defendia a Ponte Preta. Mesmo parecendo um bom sujeito, o atacante tem sérios problemas atualmente.  Ele parece um jogador juvenil numa pelada de bairro, reclama constantemente dos companheiros, gesticula a todo instante e isso prejudica seu próprio desempenho.

Ricardo Gomes disse que conversará com o jogador para tentar motivá-lo novamente, coisa que dificilmente acontecerá. É nítido que Washington não gosta de ser reserva, não é um jogador de grupo. Por onde ele atuou, sempre foi titular absoluto e incontestável. No São Paulo não é assim e isso o irrita profundamente.

O destino de Washington pode ser as Laranjeiras ou até mesmo o Parque Antarctica, pois no Morumbi os seus dias estão contados.

Read Full Post »

O Campeonato Brasileiro de 2010 começou na semana passada e pouca gente deu valor ao início da competição de futebol mais importante do país. Isso já vem acontecendo há algum tempo, muito por culpa do calendário mal organizado, pela falta de grandes jogadores e, principalmente, por muitos times e torcidas valorizarem outros campeonatos.

A falta de motivação dos torcedores nesse começo é evidente. Também pudera, já que alguns clubes estão jogando com equipes mistas recheadas de reservas no Brasileirão. Ontem e hoje foram disputados os dez jogos da segunda rodada e as coisas continuam devagar quase parando. Cruzeiro, São Paulo, Internacional e Flamengo só pensam na Copa Libertadores, enquanto gremistas, santistas, atleticanos de Goiás e rubro-negros da Bahia não tiram os olhos da Copa do Brasil e da vaga que a competição concede ao campeão no torneio sul-americano de 2011.

E não são só os envolvidos em outras competições que andam desdenhando do Brasileirão. Quem não está mais na disputa da Copa do Brasil e Libertadores, já vivencia o clima da Copa do Mundo que começará daqui a 25 dias. Até lá, ainda teremos mais cinco rodadas da competição nacional, completando sete antes do mundial. Durante a Copa, possivelmente muitas coisas mudarão nos clubes, jogadores sairão e outros chegarão para reforçar os elencos. Até a mídia anda dando pouca importância para o torneio nacional, afinal o que importa no momento são as notícias das seleções e estrelas que desfilarão pela África do Sul a partir de junho.

E todos esses envolvidos (torcedores, jogadores e imprensa) estão corretos em deixar o Brasileirão de lado neste momento. Quem sabe se o calendário fosse bem pensado, a principal competição do nosso futebol começaria apenas depois da Copa do Mundo e aí sim teria a atenção condizente com o seu valor.

EM TEMPO: Apenas para registrar, com o término da segunda rodada do Brasileirão, o Corinthians é o líder com seis pontos e é o único que venceu as duas partidas disputadas. Enquanto o Goiás é o último e só ele ainda não somou pontos.

Read Full Post »

A semana do futebol começou muito movimentada. Não se fala de outra coisa que não seja a convocação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2010, já que amanhã Dunga convocará os 23 jogadores que irão à África do Sul em busca do sexto título mundial para o Brasil.

Enquanto isso, todo mundo vai tentando adivinhar quem serão os selecionáveis. Uns crêem no tradicional esquadrão já apelidado de ‘amigos do Dunga’, que são aqueles que estiveram com o treinador em toda a caminhada. Alguns acreditam que o técnico surpreenderá e atendará os pedidos do povo brasileiro pelos jogadores do Santos e até por Ronaldinho Gaúcho.

De fato, o que se sabe é que as dúvidas só serão descobertas amanhã mesmo. Portanto, o MFC apresenta a lista ideal deste blogueiro:

Goleiros: Júlio César (Internazionale), Victor (Grêmio) e Fábio (Cruzeiro)
Laterais: Maicon (Internazionale), Daniel Alves (Barcelona), Kléber (Internacional) e Michel Bastos (Lyon)
Zagueiros: Lúcio (Internazionale), Juan (Roma), Luisão (Benfica) e Thiago Silva (Milan)
Volantes: Gilberto Silva (Panathinaikos), Elano (Galatasaray), Ramires (Benfica) e Hernanes (São Paulo)
Meias: Kaká (Real Madrid), Júlio Baptista (Roma), Ronaldinho (Milan) e Paulo Henrique Ganso (Santos)
Atacantes: Luís Fabiano (Sevilla), Robinho (Santos), Adriano (Flamengo) e Nilmar (Villareal)

Pelo teimosia tradicional de Dunga, é fácil deduzir que essa não será a lista e teremos que nos contentar com jogadores como o goleiro Doni (terceiro reserva em seu clube), Gilberto na lateral esquerda (no Cruzeiro ele joga na meia), além de Felipe Melo e Josué.

De qualquer forma, deixe um comentário com a sua seleção ideal para esquentar o clima da convocação. Quais jogadores você levaria para a Copa do Mundo?

NOTA: A convocação da Seleção Brasileira será amanhã (11/05), às 13h, no Rio de Janeiro. Globo, Bandeirantes, SporTV e ESPN Brasil transmitem ao vivo.

Read Full Post »

Por: Igor Souza *

Caros, palestrinos! Mais um jogo termina e de novo nosso Palmeiras foi eliminado de um campeonato que poderia vencer, afinal, Grêmio e Santos se matarão na semifinal e como a final da Copa do Brasil é só depois da Copa do Mundo, muita coisa poderia mudar.

Não sei, a impressão que me passou ao ver nossos jogadores batendo os pênaltis é que eles não se importam em perder, tamanha a displicência nas cobranças. Para azar deles, esqueceram de avisar o Marcos e mais uma vez presenciamos um legítimo palmeirense que torce, se esforça e tenta salvar o time defendendo três cobranças, infelizmente não o bastante diante de tanta incompetência.

Mas chega! Depois de hoje sou uma das vozes a levantar das arquibancadas, para propor um plebiscito e uma proposta que eu coletei depois de conversar com alguns ilustres amigos palmeirenses. Assim segue!

Vamos deixar como está e ninguém cobra nada de ninguém. Estilo o Vampeta quando jogou no Flamengo: a gente finge que torce e eles fingem que jogam. Só que essa possui algumas regras para não haver mais desavenças. Ninguém xinga, ninguém vaia, quando sair um gol a gente até comemora, mas não muito, afinal, não temos esperança que aquilo trará um titulo. Ao levarmos um gol fazemos cara de triste, mas depois vamos embora como se nada estivesse acontecido. Quando um jogador for substituído, batemos palma, independentemente da sua atuação e da sua vontade. Ele educadamente retribui, beija o símbolo e finge que liga para os torcedores. A comissão técnica e os dirigentes não cobram os torcedores para empurrar o time e também não cobram ingresso, quem quiser ir recebe na entrada um script do que pode e o que não pode fazer durante o jogo, como se estivemos num grande teatro da vida real: se você não atuar direito, não pode mais voltar.

Bem, ficam as irônicas propostas no ar, porque cada vez tenho menos prazer em ver jogos do meu próprio time. Sou obrigado a torcer contra os outros diante da mediocridade que tomou conta do Palestra Itália; de dirigentes retrógrados e oportunistas: se estou no poder e faço coisas erradas é culpa dos outros, se for oposição, não tenho culpa de nada, são eles que comandam o clube. Um time com conselheiros que enchem as numeradas para xingar os próprios jogadores do seu time, mas dentro do clube são cordeiros e instrumento barato para baixar a cabeça nas reuniões que poderiam mudar os rumos da nossa situação.

Um time sem expressão, sem raça e vontade de jogar. Jogadores com medo, preocupados com a Europa e em ganhar ‘trofeuzinho’ da televisão. Um lugar onde cargos são mais importantes que títulos, a modernidade passa longe e o futebol vem depois de conquistas pessoais. Um ambiente carregado por disputas de poder, de fofocas e gente fazendo campanha para ser o próximo presidente sem se dar conta que não adianta mudar as pessoas se não houver mudança na maneira de pensar do clube como um todo.

Aos ídolos que se foram por falta de pagamento, de paciência e negociações obscuras; a mim, a meus amigos, aos verdadeiros palmeirenses que pagam ingresso e não aqueles que ganham a entrada para depois bater palma ou vaiar conforme a dança das cadeiras, só nos resta torcer por dias melhores. Quando eles virão? Não sei, fica a pergunta para alguém lá de cima responder: até quando Palmeiras?

* Igor Souza é palmeirense fanático e vive há alguns anos na cidade de Round Rock, no estado norte-americano do Texas. Como leitor do MFC, Igor enviou esta carta ‘desabafo’ e o blogueiro, por achar interessante e condizente com o momento do Palmeiras, resolveu publicá-la com autorização do leitor.

Read Full Post »

Older Posts »