Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Era Dunga’

A relação do treinador Dunga com a imprensa é cada vez pior. O técnico se sente perseguido desde a Copa de 1990, quando o Brasil foi muito mal e acabou sendo eliminado nas oitavas-de-final para a Argentina. Naquela época, jornalistas criticaram muito o método de trabalho do treinador e nomearam a geração de ‘Era Dunga’. Já se passaram 20 anos, mas o atual treinador da Seleção Brasileira ainda guarda muitas mágoas.

É óbvio que Dunga tem seus direitos e pode ficar para sempre chateado com a forma que foi tratado. Mas ele precisa pôr a mão na consciência e saber que os tempos são outros, hoje ele ocupa outro cargo e precisa ser respeitoso com os jornalistas que cobrem o dia-a-dia da seleção. Ninguém está criticando a posição dele de não querer que a concentração pré-copa seja a mesma bagunça de 2006. Ele pode continuar realizando treinos fechados, sem a presença de torcedores e da mídia. A zona ocorrida em Weggis, na Suíça, antes do mundial da Alemanha foi preponderante para o insucesso brasileiro e é óbvio, não deve ser repetido o mesmo erro. Nesse aspecto, é fácil concordar com Dunga.

Porém, o que ele faz constantemente nas entrevistas coletivas é inaceitável. É o único momento que os jornalistas têm para saber as novidades, tirar dúvidas e passar as informações sobre a equipe para o povo brasileiro. Em toda santa coletiva Dunga age da mesma maneira. Dá respostas atravessadas, abusa da irônia e desrespeita os profissionais que lá estão. Qualquer pergunta que se faça é ofensiva na concepção do técnico. O diálogo é impossível e cada vez mais ele consegue irritar as pessoas.

Ninguém mais o critica por não ter levado esse ou aquele jogador. Isso já passou. Agora é a hora que todos querem saber se o Kaká está recuperado, se o grupo está unido, quem está se destacando nos treinos, qual a provável escalação para a estreia. É isso que a imprensa quer saber para retransmitir para o povo. Mas Dunga não entende. Veja o que o treinador disse na entrevista desta quinta-feira, na África do Sul:  “Aqui há 300 jornalistas que torcem contra, estão esperando a gente perder para criticar e falar que estavam com a razão ou que tivemos sorte na Copa América e na Copa das Confederações”.

Quem está torcendo contra? Todos somos brasileiros e independente de quem for o técnico ou os jogadores, sempre torçeremos por nossa pátria. Dunga crê que 190 milhões de brasileiros estão contra ele. A favor, somente os jogadores e olhe lá. Não dá para aceitar um pensamento chulo como esse. Uma pena!

O que você pensa sobre o assunto? Opine!

Read Full Post »

Seleção Brasileira é tricampeã da Copa das Confederações

Realmente o trabalho de Dunga a frente da seleção brasileira é inquestionável. Grande parte da imprensa e milhões de torcedores não acreditaram na capacidade do treinador. Me incluo nesse grupo, mas contra fatos não há argumentos. Em quase três anos no comando da seleção, Dunga tem um incrível aproveitamento. Em 45 jogos foram 31 vitórias, 10 empates e apenas quatro derrotas.

Os objetivos estão sendo alcançados pouco a pouco. Até o momento o Brasil jogou duas competições com Dunga no banco de reservas e venceu as duas. A Copa América contra a Argentina, em 2007 e a Copa das Confederações ante aos EUA, no último domingo. Além disso, Dunga levou a seleção brasileira à liderança das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

Outro fator que merece destaque na ‘Era Dunga’ são suas convocações. Antes muito contestado, quando convocou atletas que jamais mereciam ter vestido a camisa mais tradicional do futebol mundial como Jônatas, Fernando, Jô, Bobô e Afonso Alves, o treinador ultimamente vem mantendo uma base e definindo o critério das listas com base nas atuações dos jogadores. Uma aposta foi Felipe Melo. Pouco conhecido pelo torcedor brasileiro, Dunga o convocou e o atleta vem demonstrando em campo que tem futebol para jogar com a camisa amarelinha.

Sem dúvidas a Copa das Confederações não é parâmetro para a Copa do Mundo. Mas alguns fatores podem ajudar Dunga para a competição que acontecerá daqui um ano na África do Sul. A base formada por Júlio César, Lúcio, Kaká e Luís Fabiano deverá ser a espinha dorsal da equipe no mundial. Júlio César é o melhor goleiro do mundo e não há contestações. Creio que pelas apresentações de Maicon e Daniel Alves, os dois atletas já garantiram suas vagas para a Copa do Mundo. E com razão. No momento são os dois melhores jogadores na posição e podem ser muito úteis para o time. Juan é o companheiro mais indicado para Lúcio na zaga, mas as constantes lesões vêm atrapalhando o atleta. De qualquer forma, gostaria de vê-lo em campo na África do Sul. A lateral esquerda ainda não é um problema resolvido. A insistência de Dunga com Kléber não tem explicações. André Santos entrou em seu lugar e se tornou titular nos últimos jogos, mas não creio que seja a melhor opção. Fábio Aurélio deveria ganhar uma chance e Marcelo já demonstrou que tem condições de atuar pelo lado esquerdo.

No meio, Felipe Melo está praticamente garantido na Copa do Mundo. Mas não confio e não gosto de ver Gilberto Silva ainda com a camisa amarela. Ele já foi importante, mas não soma nada na atual equipe. Muito lento na saída de bola, por vezes atrapalha o time. Kaká é insubstituível, mas a grande surpresa foi Ramires, que colocou Elano no banco e com toda certeza terá um futuro brilhante jogando pelo Brasil.

Luís Fabiano é o salvador da pátria e nos momentos que Dunga esteve mais ameaçado, o atacante salvou a pele do treinador com seus gols decisivos. Robinho é seu companheiro na frente. Por vezes fico muito irritado com a postura de Robinho. Que ele parece ser pouco profissional, isso não é novidade. Mas quando o jogo está difícil ele some em campo. Quando a seleção está vencendo, ele faz seus malabarismos que nada contribuem. Gostaria de ter visto mais o Nilmar em campo. Mas ainda há tempo de Dunga testá-lo.

Pato, Josué, Luisão, Miranda e Júlio Baptista não podem se acomodarem e acharem que já estão garantidos na Copa do Mundo. Muita água vai rolar nesse um ano que antecede o possível hexacampeonato da seleção brasileira. A esperança é que a preparação para essa Copa do Mundo seja a mais profissional possível, diferente de 2006.

E você torcedor, o que acha? Quem se destacou na Copa das Confederações? Quem não deveria ser convocado? Quem você gostaria de ver na seleção brasileiro? Opine!

Read Full Post »