Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Equador’

Por: Erik Rodrigues*

A grande Final da UEFA Champions League aconteceu no dia 22 de maio. Mais uma vez, foi uma festa belíssima e uma lição de marketing para os organizadores do futebol nacional e latino-americano.

Pra começar, durante a semana, mini-eventos com ex-jogadores aconteceram em Madri. Em um deles, simplesmente Zinedine Zidane esteve presente, ministrando aulas para crianças. Uma coisa simples que já atrai a atenção da mídia e do público para o local do jogo.

No dia da partida, o Santiago Bernabéu estava lotado, com 75.000 pessoas.  Uma cerimônia de abertura, com música típica e dançarinas espanholas, embelezou ainda mais o gramado. Outra coisa que me chamou a atenção foi a quantidade de produtos destinados à final, como cachecóis e camisas com a data da partida.

O que pretendo mostrar aqui é como o marketing esportivo pode ir além do patrocínio nas camisas dos times. Quando uma entidade pensa no benefício do evento e dos clubes, pode transformar um jogo importante em um evento altamente diferenciado.

A grande virada na UEFA Champions League aconteceu em 1992, quando o formato da competição mudou e a final passou a ser em jogo único. Com isso, cada ano uma cidade diferente sedia a partida, criando enorme expectativa nos clubes participantes. O famoso hino da Champions também surgiu neste ano e se tornou um símbolo do mais importante campeonato de clubes do mundo. Quem não se arrepia ao ouvir aquela ópera antes do jogo, hein?

É claro que este formato de final única não funcionaria na América Latina, até porque as torcidas não têm condições de se locomover do Brasil até o Equador, por exemplo. No entanto, ficam as lições de como é possível aproveitar um momento especial de um campeonato para torná-lo inesquecível para torcedores e amantes do futebol. E ainda lucrar um bom dinheiro com isso. Nesse caso, o jogo de futebol é apenas mais um atrativo.

* Erik Rodrigues é jornalista e são-paulino.

Read Full Post »

A Copa Libertadores da América de 2010 vai chegando ao final da primeira fase. Com os jogos desta noite, todos os 32 times já jogaram cinco partidas. Faltando apenas uma rodada em cada grupo, a situação de cada equipe vai ficando mais clara e os confrontos das oitavas de final já podem ser imaginados.

Os cinco clubes brasileiros ainda estão vivos na competição. O Corinthians venceu mais um jogo, dessa vez contra o Racing, no Uruguai, chegou aos 13 pontos no grupo 1 e terá o fraco Independiente de Medellín como último adversário na semana que vem, no Pacaembu. Já classificado e como possivelmente vencerá o confronto, o Timão chegará aos 16 pontos e terá a melhor classificação da primeira fase, tendo a vantagem de decidir todos os confrontos do mata-mata em casa.

Cruzeiro e São Paulo fizeram campanha idêntica até o momento. Nos cinco jogos disputados, ambos venceram três, empataram uma e perderam outra. O primeiro quesito de desempate é o saldo de gols e até nisso os dois se equivalem: seis gols de saldo para cada equipe. Mineiros e paulistas estão muito próximo de obterem vagas na próxima fase. O Cruzeiro jogará fora de casa, nesta quinta-feira, contra o Colo-Colo, no Chile. Para avançar, um empate basta. Se perder, dependerá de outros resultados.

A situação do São Paulo é bem parecida. O que joga a favor do Tricolor é que a decisão contra o Once Caldas, na semana que vem, será em casa, no Morumbi. Se vencer, terminará como primeiro colocado e com uma boa colocação geral. Se empatar também se classifica. E em caso de derrota, terá que torcer por outros resultados para jogar as oitavas de final.

Outro brasileiro na competição é o Internacional, que hoje empatou com o Emelec, no Equador. O Colorado tem nove pontos e está na segunda colocação do grupo 5, atrás do Deportivo Quito, adversário direto dos gaúchos na próxima semana, no Beira-Rio. Ao Internacional, só a vitória interessa. Empate e derrota podem eliminar a equipe, já que o terceiro colocado do grupo é o Cerro, do Uruguai, com sete pontos. Os uruguaios jogarão em casa contra o último colocado Emelec. Se o Inter não conseguir o resultado e o Cerro vencer, o time gaúcho pode ser eliminado.

A pior situação de um brasileiro na Libertadores é a do Flamengo. Fora de casa, o rubro negro perdeu hoje para o Universidad Católica e estacionou nos sete pontos, deixando os chilenos encostarem com seis. O líder do grupo é outro chileno, a Universidad do Chile, com 11 pontos. A próxima partida do Flamengo será no Maracanã contra o já eliminado Caracas, na semana que vem. É vencer ou vencer para não depender do que acontecerá no clássico chileno. E mesmo vencendo, a equipe carioca não conseguirá alcançar a liderança do grupo, se classificará como um dos melhores segundos colocados. O Mengão não pode nem pensar em empatar e muito menos em perder. Além disso, um saldo de gols alto contra o Caracas pode ser importante.

Já foi muito divulgado, mas não custa lembrar que excepcionalmente nesta edição do torneio sul-americano, apenas os seis melhores segundos colocados avançam às oitavas de final. Isso porque duas equipes mexicanas (Chivas Guadalajara e San Luís), que se classificaram para o mata-mata na edição passada, não puderam disputar os jogos pelo surto de gripe suína que abalou o México. O Chivas entrará nas oitavas como 13º colocado, ou seja, como quinto melhor segundo colocado. O San Luís, por sua vez, será o 14º colocado, o sexto melhor segundo.

Tudo pode acontecer, mas os brasileiros seguem firme rumo ao ponto mais alto da América do Sul. Inclusive, a probabilidade de acontecer um confronto ‘caseiro’ já nas oitavas de final é grande. Essa situação vem acontecendo algumas vezes nos últimos anos. Em 2009, Palmeiras e Sport se enfrentaram. Em 2007 foi a vez de o confronto ser entre Grêmio e São Paulo. Palmeiras e São Paulo também se enfrentaram nessa fase da Libertadores em 2006 e 2005.

Se a Copa Libertadores terminasse hoje, os confrontos das oitavas seriam os seguintes:

Corinthians (1º) X (16º) Banfield/ARG
Alianza Lima/PER (2º) X (15º) Internacional
Universidad do Chile/CHI (3º) X (14º) San Luís/MEX
Once Caldas/COL (4º) X (13º) Chivas Guadalajara/MEX
Cruzeiro (5º) X (12º) Universitário/PER
Deportivo Quito/EQU (6º) X (11º) Vélez Sarsfield/ARG
Libertad/PAR (7º) X (10º) Estudiantes/ARG
Nacional/URU (8º) X (9º) São Paulo

Read Full Post »

Taça Libertadores da América

A Taça Libertadores da América 2009 entra em mais uma etapa decisiva, com os quatro jogos de ida das quartas-de-final nesta semana. Vamos a uma breve análise e algumas previsões dos confrontos:

Caracas X Grêmio – Olímpico de Caracas, quarta-feira (27/05), às 21h50
O Grêmio, por ter feito a melhor campanha da primeira fase, tem a vantagem de decidir a vaga no Estádio Olímpico, dia 17 de junho. O Tricolor Gaúcho confirmou o favoritismo nas oitavas-de-final e passou com certa tranquilidade, vencendo as duas partidas contra o peruano San Martín. O Caracas encarou o Deportivo Cuenca, perdeu na ida no Equador e depois se recuperou em casa, vencendo por 4X0. Acredito que o Grêmio avance para as semifinais, mas no confronto dessa semana, os comandados de Paulo Autuori não terão vida fácil na casa do adversário. A vaga deve ser decidida em Porto Alegre. Palpite: Grêmio

Cruzeiro X São Paulo – Mineirão, quarta-feira (27/05), às 21h50
É o único confronto que envolve duas equipes do mesmo país nesta fase do mata-mata. Muita história, rivalidade e tradição em campo. O São Paulo é o clube brasileiro que mais venceu a Libertadores, com três títulos (92, 93 e 05). O Cruzeiro não fica atrás. A equipe mineira é bicampeã (76 e 97) da competição e montou um bom time para esta edição da Libertadores. As duas equipes chegam às quartas-de-final em situações opostas. O Cruzeiro venceu os dois confrontos contra o Universidad do Chile, assegurou a vaga e é apontado como favorito ao título. O São Paulo chega para o confronto um pouco desacreditado e avançou sem entrar em campo, já que o Chivas Guadalajara foi excluído da competição. Cruzeiro e São Paulo nunca se enfrentaram pela Libertadores e com certeza farão dois jogos emocionantes, sem favoritismo. Palpite: São Paulo

Palmeiras X Nacional-URU – Palestra Itália, quinta-feira (28/05), às 22h
As duas equipes já se enfrentaram 11 vezes na história, com cinco vitórias para cada lado e um empate. Pela Libertadores, os uruguaios levam vantagem. Em quatro oportunidades, o Nacional venceu o Palmeiras em duas (ambas em 1971, no Pacaembu por 3X0 e no Centenário por 3X1), houve uma vitória alviverde em 1973 e um empate no mesmo ano. Os uruguaios passearam na primeira fase da Libertadores e terminaram no 3º lugar geral, tendo o ataque mais positivo com 12 gols. Porém, o Palmeiras pode ter vantagem no confronto, pois o Nacional avançou às quartas sem jogar, já que seu adversário nas oitavas-de-final, o San Luís-MEX, foi excluído da Libertadores pelo surto de gripe suína no México. Esse confronto é difícil de fazer algum prognóstico, já que além da tradição das duas equipes, estão em jogo quatro títulos da Libertadores, três do Nacional e um do Palmeiras. Palpite: Palmeiras

Defensor X Estudiantes – Luiz Franzini, quinta-feira (28/05), às 19h30
A equipe argentina, liderada pelo ídolo Verón, passou com facilidade sobre o Libertad nas oitavas-de-final. Venceu por 3X0 na Argentina e empatou em 0X0 no Paraguai. A equipe uruguaia chega às quartas-de-final em estado de êxtase. O Defensor conseguiu a façanha de eliminar o Boca Juniors dentro da Bombonera e além de contar com uma equipe jovem e de boa técnica, a confiança está nas alturas para o confronto contra uma equipe argentina de novo. O Defensor chega como franco atirador no meio de equipes que já conquistaram a Libertadores. O Estudiantes, tricampeão do torneio (68, 69 e 70), deposita todas as suas fichas no veterano Verón. Serão dois duelos equilibrados e vejo os uruguaios com mais chances. Palpite: Defensor

E você torcedor, quais são suas previsões? Opine!

Read Full Post »

Com o final da primeira fase da Taça Libertadores da América, os confrontos das oitavas-de-final estão definidos. Nessa fase de mata-mata, serão cinco equipes brasileiras, duas argentinas, duas uruguaias, duas mexicanas, uma peruana, uma paraguaia, uma venezuelana, uma chilena e uma equatoriana. Novamente, o Brasil domina a maior competição do continente e existe grande possibilidade de termos uma final brasileira, assim como em 2005 e 2006.

O Grêmio, melhor colocado entre os 16 classificados da primeira fase, jogará contra o pior segundo colocado, o San Martín, do Peru. O jogo de ida será na próxima quarta-feira no estádio Monumental de Lima, às 21h50. O trio de arbitragem para essa partida vem do Equador. Carlos Vera foi o árbitro escolhido e será auxiliado por Juan Cedeño e Carlos Herrera.

O Boca Juniors, especialista em Libertadores, enfrentará o Defensor, do Uruguai. Os uruguaios terminaram a primeira fase na segunda colocação do grupo 4, enquanto os argentinos confirmaram o favoritismo no grupo 2 e venceram cinco partidas das seis disputadas. O jogo de ida será na próxima quinta-feira (07/05), às 22h, no estádio Luiz Franzini, em Montevidéu.

O Nacional, do Uruguai, fez uma boa primeira fase e terminou no 3º lugar geral. Seu adversário nas oitavas-de-final será o mexicano San Luís, segundo colocado do grupo 8. Porém, o jogo de ida desse confronto ainda não tem local definido, já que o México foi proibido pela Conmebol de sediar jogos da Libertadores pela epidemia de gripe suína que afeta o país. Dessa forma, a primeira partida entre San Luís e Nacional, está agendada para o dia 13/05, sem local e horário definidos ainda.

O São Paulo, maior vencedor brasileiro da Libertadores, foi o primeiro colocado do grupo 4 e conquistou o 4º lugar na classificação geral. Seu adversário nas oitavas-de-final será o Chivas Guadalajara, do México. Assim como o compatriota San Luís, o Chivas não poderá jogar a partida de ida no estádio Jalisco e assim, a partida foi marcada para o dia 13 de maio pela Conmebol, que nos próximos dias definirá o local e o horário do jogo.

O Cruzeiro, bicampeão da Libertadores, enfrentará nas oitavas-de-final o Universidad de Chile, segundo colocado no grupo 7. Os mineiros disputarão a partida de ida no estádio Nacional, em Santiago, na próxima quinta-feira, às 22h.  O uruguaio Jorge Larrionda será o árbitro da partida, tendo Carlos Pastorino e Eduardo Ponce como assistentes.

O Sport terminou a primeira fase na 6ª colocação geral, sendo o primeiro do grupo 1 e o adversário será o Palmeiras, segundo colocado no mesmo grupo. Novamente, pernambucanos e paulistas se enfrentarão na Libertadores, fazendo o único confronto nacional das oitavas-de-final. O jogo de ida será na próxima terça-feira no Palestra Itália, em São Paulo, às 21h15. Para essa partida, a Conmebol escalou um trio de arbitragem argentino (Sérgio Pezzota, Francisco Rocchio e Horácio Herrero).

O único time paraguaio classificado para o mata-mata é o Libertad. Com a sétima colocação geral, os paraguaios enfrentarão o Estudiantes de La Plata, da Argentina. O primeiro jogo será disputado dia 7 de maio no estádio Mundialista, em La Plata, na Argentina, às 19h40.

O pior primeiro colocado da primeira fase foi o Caracas, vencedor do grupo 6. Os venezuelanos disputarão uma vaga para as quartas-de-final da Libertadores contra o Deportivo Cuenca, do Equador. A partida de ida será realizada na próxima quinta-feira no estádio Alejandro Aguilar, em Cuenca, no Equador, às 17h20.

Palpites: Assim como todo mundo, esse blogueiro também tem o direito de arriscar seus palpites para esses confrontos das oitavas-de-final. Na base do ‘achismo’ vejo o Grêmio já classificado para as quartas-de-final. Os gaúchos devem vencer facilmente os dois jogos contra o San Martín. O Boca que amedronta todo mundo quando se trata de Libertadores, deve passar do Defensor sem facilidade, em duas partidas duras. O tradicional Nacional, tricampeão da Libertadores, conseguirá a vaga contra o San Luís. O São Paulo deve se classificar contra o Chivas com certa dificuldade. O Cruzeiro provavelmente também estará nas quartas-de-final, pois deve ganhar do Universidad de Chile. Vejo o Palmeiras com mais chances de passar pelo Sport e conquistar a vaga. O Estudiantes deve garantir mais um clube argentino nas quartas-de-final e o Caracas deve vencer o Deportivo Cuenca. Vamos aguardar os jogos e ver se meu ‘achismo’ estará correto. Os confrontos serão emocionantes e a Taça Libertadores da América começa de verdade agora.

Read Full Post »

Depois de Grêmio e São Paulo, outras duas equipes brasileiras também carimbaram o passaporte para a próxima fase da Taça Libertadores da América.

 

O Cruzeiro enfrentou o Deportivo Quito, no Mineirão, venceu por 2X0 e garantiu a primeira colocação no grupo 5. A partida de hoje foi a 100ª da equipe celeste na competição sul-americana e o sonho do tri-campeonato continua vivo. A equipe Adilson Batista foi melhor durante toda a partida e os gols do jogo foram marcados pelo zagueiro Léo Fortunato e pelo meia Wagner. Ainda pelo mesmo grupo, o Estudiantes foi até Sucre, na Bolívia, e garantiu a classificação após empatar em 0X0 com o Universitário. As atenções cruzeirenses na Libertadores serão suspensas nas próximas duas semanas, já que a equipe enfrenta seu maior rival, o Atlético Mineiro, nas finais do Campeonato Mineiro.

 

Na Ilha do Retiro, o Sport bateu o Colo Colo por 2X1 de virada e chegou pela primeira vez na história à fase de mata-mata da Libertadores. Os gols da partida foram marcados por Millar para os chilenos e Moacir e Vandinho para o Leão. Mesmo com a vitória, a equipe pernambucana ainda não está garantida na primeira posição do grupo, já que ainda pode ser ultrapassada pela equipe chilena e pelo Palmeiras. O Grupo 1, denominado como ‘grupo da morte’, faz jus a afirmação. A última rodada, na semana que vem, promete muita emoção. Enquanto o Sport vai até a altitude de Quito enfrentar a já eliminada LDU, o Verdão pega o Colo Colo, em Santiago, em um duelo de vida ou morte. Para os rubro-negros, o empate é o suficiente para confirmar a primeira posição. E no duelo no Chile, quem vencer passará à próxima fase.

Read Full Post »