Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Cruzeiro’

A semana do futebol começou muito movimentada. Não se fala de outra coisa que não seja a convocação da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo de 2010, já que amanhã Dunga convocará os 23 jogadores que irão à África do Sul em busca do sexto título mundial para o Brasil.

Enquanto isso, todo mundo vai tentando adivinhar quem serão os selecionáveis. Uns crêem no tradicional esquadrão já apelidado de ‘amigos do Dunga’, que são aqueles que estiveram com o treinador em toda a caminhada. Alguns acreditam que o técnico surpreenderá e atendará os pedidos do povo brasileiro pelos jogadores do Santos e até por Ronaldinho Gaúcho.

De fato, o que se sabe é que as dúvidas só serão descobertas amanhã mesmo. Portanto, o MFC apresenta a lista ideal deste blogueiro:

Goleiros: Júlio César (Internazionale), Victor (Grêmio) e Fábio (Cruzeiro)
Laterais: Maicon (Internazionale), Daniel Alves (Barcelona), Kléber (Internacional) e Michel Bastos (Lyon)
Zagueiros: Lúcio (Internazionale), Juan (Roma), Luisão (Benfica) e Thiago Silva (Milan)
Volantes: Gilberto Silva (Panathinaikos), Elano (Galatasaray), Ramires (Benfica) e Hernanes (São Paulo)
Meias: Kaká (Real Madrid), Júlio Baptista (Roma), Ronaldinho (Milan) e Paulo Henrique Ganso (Santos)
Atacantes: Luís Fabiano (Sevilla), Robinho (Santos), Adriano (Flamengo) e Nilmar (Villareal)

Pelo teimosia tradicional de Dunga, é fácil deduzir que essa não será a lista e teremos que nos contentar com jogadores como o goleiro Doni (terceiro reserva em seu clube), Gilberto na lateral esquerda (no Cruzeiro ele joga na meia), além de Felipe Melo e Josué.

De qualquer forma, deixe um comentário com a sua seleção ideal para esquentar o clima da convocação. Quais jogadores você levaria para a Copa do Mundo?

NOTA: A convocação da Seleção Brasileira será amanhã (11/05), às 13h, no Rio de Janeiro. Globo, Bandeirantes, SporTV e ESPN Brasil transmitem ao vivo.

Read Full Post »

Depois de inúmeras tentativas frustradas, enfim, o São Paulo conseguiu contratar o meia-atacante Fernandão. Grande sonho da diretoria são paulina, o jogador vem para suprir o ponto mais preocupante da equipe: o ataque. Washington, Dagoberto, Fernandinho e até o jovem Henrique não conseguem se destacar e formar uma dupla ofensiva de qualidade. Fernandão será a salvação? Vamos por partes.

Desunião do grupo e falta de esquema tático são os principais problemas do atual São Paulo. Isso tem grande parcela de culpa do treinador Ricardo Gomes, que além de não ter pulso firme para comandar o time, não consegue melhorar o rendimento de um grupo qualificado e numeroso. Se a ideologia do comandante continuar a mesma, Fernandão não mudará nada.

Neste aspecto citado acima, é necessário que o técnico e os jogadores comecem a pensar de forma diferente. No Tricolor atual, um jogo na reserva já é motivo para reclamações públicas e desavenças. Se Washington sai para dar lugar a outro atacante, é motivo para cobrar sua titularidade em público. Cicinho faz o mesmo, assim como Júnior César e Marcelinho Paraíba. E Ricardo Gomes o que faz? Vê tudo e continua calado. Isso tende a tornar o São Paulo cada vez mais desunido e sem comando, coisa que Fernandão ou qualquer outro jogador não conseguirá resolver. Os problemas internos devem ser tratados no vestiário.

Por outro lado, se a diretoria fizer como vem prometendo e punir os falastrões e insatisfeitos, as coisas mudam. O clima será mais ameno e Fernandão pode ter um papel interessante no elenco. Ele é um jogador que tem a liderança no sangue. Demonstrou isso no Internacional, quando venceu a Copa Libertadores e o Mundial. O São Paulo não pode depender só da liderança de Rogério Ceni, precisa de novos líderes dentro de campo, de jogadores que joguem com raça e determinação e que, quando forem substituídos ou preteridos do time titular, não façam biquinho ou coloquem lenha na fogueira.

Porém, há outro problema que só o tempo poderá responder. Fernandão foi um jogador nos tempos de Internacional e de 2006 para cá, pouco fez. Sua passagem pelo Qatar e pelo Goiás foram apagadas. Pode ser a grande chance de o jogador voltar a ter um rendimento bom e ser importante dentro de campo novamente.

Vejo a contratação com bons olhos, mas as mudanças de atitude do elenco Tricolor devem acontecer rapidamente. O São Paulo não conseguiu jogar bem em um jogo sequer na atual temporada. Em grande parte das partidas se arrastou em campo e foi beneficiado muitas vezes pela falta de potencial dos adversários. Isso foi visto de forma contundente na última terça-feira, quando não conseguiu fazer ao menos um gol no fraco time do Universitário e por pouco não foi eliminado vexatoriamente da Libertadores.

Na próxima quarta-feira a equipe paulista terá uma encrenca pela frente: o forte time do Cruzeiro. A Raposa tem um grupo montado e com jogadores eficientes, principalmente no ataque. A parada será dura e o espírito são paulino terá que ser outro. Caso contrário, será eliminado novamente nas quartas-de-final da competição pelo mesmo rival.

Fernandão e São Paulo podem fazer uma parceria de sucesso, mas é pouco provável que isso aconteça já nas próximas duas semanas. Por enquanto, Fernandão chega como mais uma aposta para um ataque que fez apenas nove gols em oito jogos no torneio sul-americano. É ver para crer!

NOTA: Esse texto foi publicado no blog Jornalismo Esportivo: http://esportejornalismo.blogspot.com/2010/05/fernandao-e-salvacao-do-sao-paulo.html

Read Full Post »

O sonho de conquistar a Copa Libertadores da América de 2010 acabou para o Corinthians. Depois de se planejar desde 2009 para alcançar o sonho no ano do centenário, o Timão venceu o Flamengo por 2 a 1, no Pacaembu, mas não foi suficiente para avançar na competição.

A partida teve dois tempos distintos. Na primeira etapa, o Corinthians mandou no jogo, se impôs e buscou o resultado. Mesmo não mostrando um futebol brilhante, os alvinegros foram eficientes e prenderam o Flamengo no campo de defesa. Isso era evidente, tanto que o Mengão chegou ao campo adversário apenas duas vezes na primeira etapa, ambas sem perigo.

O Timão precisava do resultado e com o apoio da torcida foi para cima. As primeiras tentativas corintianas pararam nas defesas do goleiro Bruno. Porém, aos 27 minutos, depois de muito pressionar, o gol saiu. Danilo cruzou a bola para a área, o zagueiro David tentou cortar e mandou a bola para a rede. O Pacaembu explodiu em festa. O resultado momentâneo levava a decisão para os pênaltis. Mas o Corinthians queria mais.

Roberto Carlos quase marcou o segundo em cobrança de falta, mas Bruno fez outra boa defesa. Se Jorge Henrique pouco produzia por um lado do campo, do outro Dentinho partia para cima com dribles insinuantes e, em uma dessas investidas, o jovem atacante cruzou para a área e a bola foi na cabeça de Ronaldo, que marcou o segundo tento alvinegro.  Era uma vitória merecida. Dois gols no primeiro tempo contra um Flamengo tímido e recuado. Faltavam apenas 45 minutos para o Corinthians conquistar o objetivo e seguir forte rumo ao título.

Mas o técnico Rogério Lourenço, sabedor da qualidade do time da Gávea, tratou de cobrá-los no intervalo e até promoveu uma alteração. Tirou Vinicius Pacheco e colocou Kleberson em campo. Os 15 minutos de descanso foram positivos para o Flamengo, pois o time voltou totalmente diferente para a segunda etapa. Saiu de trás e começou a se arriscar mais. Logo aos quatro minutos, Kleberson deu um precioso passe para Vagner Love marcar o gol rubro-negro. O gol fora de casa dava a classificação para os cariocas.

Alheio a vantagem obtida logo no começo, o Flamengo pôs a bola no chão e dominou o adversário. Com uma postura completamente diferente da primeira etapa, o Mengão melhorou seu setor defensivo e usava seus rápidos laterais para puxar os contragolpes. Vagner Love era o melhor jogador da partida. Além de voltar para ajudar na marcação, o atacante conduzia a bola e cadenciava o jogo. O Corinthians sentiu o baque do gol.

Enquanto o Timão tentava se organizar novamente, o Flamengo chegava com perigo constantemente. Teve, ao menos, umas quatro chances para empatar o jogo e selar de vez a classificação. Kleberson perdeu gol incrível. Adriano fez o mesmo. O tempo foi passando e o Corinthians não conseguia levar perigo. Mano Menezes promoveu três alterações na segunda etapa. Sacou o apagado Jorge Henrique e deu lugar para Iarley que também pouco pegou na bola. Tirou o bom volante Elias, estranhamente, diga-se de passagem, e colocou Jucilei. A outra substituição foi a saída de Alessandro e a entrada do novato Paulinho. Tudo em vão. O Corinthians parecia não ter forças para retomar o controle do jogo.

Nos minutos finais a equipe alvinegra ensaiou uma pressão e partiu para o tudo ou nada. A única chance real aconteceu somente aos 47 minutos, quando Chicão cobrou com maestria uma falta e o goleiro Bruno fez uma defesa espetacular, evitando o gol e consolidando de vez a classificação flamenguista.

O jogo foi muito bom, teve bastante movimentação e luta das duas partes. O Corinthians venceu, mas quem se classificou foi o Flamengo. O primeiro colocado geral na primeira fase da Libertadores foi eliminado pelo último, coisas que acontecem no futebol. A torcida corintiana reconheceu o empenho do time e aplaudiu ao final do jogo. É óbvio que a eliminação precoce foi um grande baque, tendo em vista todo o projeto realizado pela diretoria, as contratações de peso e a grande esperança do torcedor. Mas o futebol é assim mesmo. O Flamengo foi melhor hoje e conseguiu a classificação. Não é o fim do mundo ser eliminado da competição sul-americana.

O Rubro Negro aguarda o confronto entre Universidad do Chile e Alianza Lima para conhecer o adversário das quartas-de-final. No jogo de ida, os chilenos venceram o duelo fora de casa por 1 a 0.

CRUZEIRO E ESTUDIANTES AVANÇAM
As duas equipes que disputaram o título da Libertadores no ano passado continuam firmes no torneio em 2010. O Cruzeiro foi até Montevidéu, não tomou conhecimento do Nacional e venceu por 3 a 0 com gols Thiago Ribeiro, Diego Renan e Gilberto. Com a vitória, os mineiros vão enfrentar o São Paulo nas quartas-de-final, repetindo o confronto do ano passado.

O Estudiantes, atual campeão, venceu o fraco San Luís por 3 a 1 e também carimbou vaga nas quartas-de-final. Os argentinos encaram na próxima fase o vencedor do confronto entre Internacional e Banfield. Os gols do jogo foram anotados por González e Benitez (2) para o Estudiantes, enquanto De La Torre descontou para os mexicanos.

Read Full Post »

Quando a fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2010 terminou, muitos apontaram que o São Paulo teria o confronto mais fácil de todos os oito jogos do mata-mata. E os que pensaram dessa forma tinham razão. Afinal, o Universitário, do Peru, não fez nada de exuberante na competição. Nos seis jogos disputados no grupo 4, os peruanos somaram dez pontos, com duas vitórias e quatro empates. Mas quem assistiu ao menos um desses jogos, sabia perfeitamente que o Universitário é um time fraco.

Era o cenário ideal para o time paulista engrenar na Libertadores e até na temporada, já que o desempenho mostrado nos primeiros quatro meses de 2010 esteve muito aquém do esperado. Entretanto, o São Paulo começou a se complicar na partida de ida, quando empatou por 0 a 0 e teve diversas chances para vencer e sair classificado do Peru. De qualquer forma, a partida de volta poderia ser a hora da redenção, o momento certo para crescer num torneio como esse.

Pois bem. O Tricolor enfrentou o Universitário na noite desta terça-feira no Morumbi, com 44 mil torcedores, e o futebol apático continuou o mesmo. Ricardo Gomes surpreendeu e sacou Washington para colocar Fernandinho no ataque, apostando na velocidade e nos dribles do atacante.  Nada mudou. O São Paulo precisava do gol para se classificar, mas totalmente desorganizado dentro de campo, as jogadas de ataque em nada resultavam. Aliás, resultavam apenas na ira da torcida presente e dos outros tantos milhões que assistiam pela televisão.

A primeira chance real de gol saiu apenas aos 18 minutos do primeiro tempo, quando Hernanes cobrou escanteio e Rodrigo Souto, de cabeça, mandou a bola no travessão. A torcida impacientava-se pouco a pouco e parecia prever o sufoco que viria adiante. A falta de variação de jogadas levava o time brasileiro a fazer sempre a mesma coisa. Hernanes, no meio-campo, passava a bola para a direita, recebia de volta, passava para a esquerda, recebia de volta e nada. Esse time do São Paulo parece que não treina junto, não se conhece. Em campo não é demonstrada nenhuma jogada ensaiada, variações de esquemas táticos no andamento da partida e toques precisos. A bola parecia queimar no pé dos jogadores. Marlos, Fernandinho e Dagoberto tentavam resolver tudo sozinhos e nada conseguiam. Cicinho esteve perdido em campo, errando todos os passes, cruzamentos e desarmes, além de ser presa fácil para os atacantes adversários.

O jogo foi ficando perigoso e, mais uma vez, o Universitário dava mostras de ser um time realmente fraco. Defendia-se constantemente e raramente se aventura num contragolpe. Era um jogo de ataque contra defesa. A defesa se mostrava bem postada, nada mais que isso, enquanto ao ataque faltava criatividade, inspiração e até um pouco de garra.

No segundo tempo, Ricardo Gomes colocou Washington no lugar de Jorge Wagner, mudando o esquema para o 4-3-3. Um pouco melhor, aos sete minutos o Tricolor perdeu um gol feito através de Marlos que, na pequena área, conseguiu a proeza de desperdiçar a chance mais clara do jogo. A pressão se intensificou ainda mais, mas sem êxito algum.

O jogo se arrastou assim até o seu final. Um São Paulo burocrático e muito mal em campo, contra um Universitário pouco qualificado, mas aguerrido e cumpridor de seus objetivos, já que veio ao Morumbi para empatar e levar a decisão para os pênaltis. E, por incrível que pareça, eles conseguiram a façanha.

Nas penalidades, Rogério Ceni foi o herói. Começou assustando a perder o primeiro pênalti, mas prontamente se recuperou, defendeu duas cobranças e ainda viu outra ir para fora, enquanto Hernanes, Marcelinho Paraíba e Dagoberto converteram os pênaltis que levaram o São Paulo às quartas-de-final da Copa Libertadores.

Os mais otimistas dirão que a equipe ainda vai crescer e que, mesmo sem um futebol convincente, o Tricolor está entre os oito melhores da América. Porém, a realidade é outra. Se o São Paulo avançou de fase, muito disso deve-se ao desempenho do adversário, que nada produziu e jogou na retranca nas duas partidas.

Faltam empenho e qualidade tática para esse time. Falta comando e também dedicação por parte dos jogadores. O próximo adversário será conhecido amanhã no confronto entre Nacional-URU e Cruzeiro. Possivelmente os mineiros conquistaram a vaga e o confronto decisivo nas quartas-de-final será o mesmo do ano passado. Sem perspectivas de melhora, o enredo final pode ser o mesmo. Quiçá até pior do que em 2009. Com esse amontoado de jogadores sem padrão em campo, o reflexo pode ser a eliminação do torneio. Há algo muito errado neste São Paulo, mas se nem Ricardo Gomes sabe explicar, quem diremos nós…

CHIVAS PERDE, MAS SE CLASSIFICA
Outro time que conquistou vaga nas quartas-de-final da Copa Libertadores nesta terça-feira foi o Chivas Guadalajara. Depois de vencer por 3 a 0 o Vélez Sarsfield na partida de ida, os mexicanos foram até a Argentina e perderam por 2 a 0 para os rivais. Com o resultado, o Chivas aguarda a definição dos próximos jogos para saber quem será o adversário, que sairá do confronto entre Libertad e Once Caldas.

Read Full Post »

Foram 66 dias de ‘férias’. Pouco mais de dois meses depois de ser demitido pelo Palmeiras, Muricy Ramalho está de volta ao futebol. A diretoria do Fluminense confirmou a contratação do treinador neste domingo e, amanhã, será apresentado ao grupo e à imprensa.

Muricy Ramalho ganhou status de estrela depois de ter conseguido três títulos nacionais com o São Paulo, em 2006, 2007 e 2008. No Tricolor, o treinador foi muito contestado por nunca ter conseguido vencer competições de mata-mata, sofrendo três eliminações seguidas na Copa Libertadores da América. A derrota para o Cruzeiro nas quartas-de-final do torneio sul-americano de 2009 foi a gota d’água para sua demissão.

Depois foi a vez de partir para o Palmeiras com o objetivo de tirar o alviverde da fila de títulos e somar seu quarto troféu consecutivo. Não deu certo e o Verdão conseguiu perder um campeonato praticamente ganho para o Flamengo. Com um início pífio no Campeonato Paulista de 2010, a diretoria resolveu mudar a comissão técnica.

Esse período de dois meses fora do futebol pode ter sido positivo para o técnico. Convivendo com muita pressão em dois grandes clubes paulistas, Muricy Ramalho se estressou demais, brigou com repórteres constantemente e passou a ser visto com maus olhos pelos profissionais. Esse tempo de fora deve ter trazido mais calma e tranquilidade para o treinador. Outro fator importante foi sair do futebol paulista e procurar novos ares no Rio de Janeiro.

Muricy é, de fato, um grande comandante e com um grupo interessante nas mãos, possivelmente terá sucesso nas Laranjeiras. O Fluminense tem um bom elenco e a metodologia de trabalho exercida pelo técnico pode sanar os problemas existentes. Com Fred e Dário Conca (enfim, Muricy trabalhará com o meia argentino, algo que não conseguiu desde a época do São Paulo), o Fluminense tem boas chances de ir longe na Copa do Brasil e fazer uma campanha superior a do ano passado no Brasileiro, quando lutou contra o rebaixamento até a última rodada.

Por ser um dos principais treinadores do Brasil, Muricy Ramalho ganhará um gordo salário de aproximadamente R$500 mil mensais e o primeiro desafio do técnico será na próxima quinta-feira, pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, no jogo de ida contra o Grêmio, no Maracanã.

Read Full Post »

A primeira fase da Copa Libertadores da América terminou na noite de ontem. Com todos os jogos disputados, 14 equipes avançaram às oitavas-de-final do principal torneio do continente, já que os mexicanos Chivas Guadalajara e San Luís entraram automaticamente nesta fase.

Sem surpresas, os principais clubes que disputam esta edição do torneio, confirmaram o favoritismo e garantiram as vagas. Todos os brasileiros que iniciaram o torneio disputarão os mata-matas. E o primeiro confronto brasileiro será disputado pelos clubes com maiores torcidas do país: Corinthians X Flamengo. Daqui para frente, as emoções realmente começarão. A menos de dois meses da Copa do Mundo, as fases de oitavas e quartas-de-final serão disputadas antes do mundial, depois haverá uma paralisação de aproximadamente 40 dias e, a partir de julho, acontecerão às semifinais e finais.

Os jogos decisivos já serão disputados a partir da semana que vem. Veja os confrontos:

Corinthians (1º) X (16º) Flamengo
São Paulo (2º) X (15º) Universitário/PER
Estudiantes/ARG (3º) X (14º) San Luís/MEX
Vélez Sarsfield/ARG (4º) X (13º) Chivas Guadalajara/MEX
Libertad/PAR (5º) X (12º) Once Caldas/COL
Internacional (6º) X (11º) Banfield/ARG
Nacional/URU (7º) X (10º) Cruzeiro
Universidad do Chile/CHI (8º) X (9º) Alianza Lima/PER

NOTA: Todos os times da primeira coluna (os oito primeiros classificados) disputam o segundo jogo em casa.

NOTA 2: O infográfico com o chaveamento das oitavas-de-final da Copa Libertadores da América 2010 foi retirado do blog do Daniel Perrone: http://colunas.globoesporte.com/danielperrone/

Read Full Post »

Os campeonatos estaduais por todo o Brasil vão chegando ao final. Como cada competição tem um regulamento diferente, fruto da desorganização das entidades estaduais e, claro, da entidade-mor, a CBF, enquanto alguns torneios já conheceram os campeões hoje, outros se desenrolarão por mais duas semanas.

No Nordeste, dois dos principais campeonatos já têm os finalistas definidos. No Ceará, o Fortaleza já havia sido campeão do primeiro turno quando derrotou o Guarany, de Sobral. Hoje, a equipe do Ceará também ganhou do mesmo Guarany, faturou o segundo turno e adquiriu a vaga na decisão. A decisão do título cearense entre Ceará e Fortaleza acontecerá nos próximos dois finais de semana (25/04 e 02/05).

Na Bahia a final terá o tradicional clássico Ba-Vi. O rubro negro baiano chegou à decisão após eliminar o Camaçari, enquanto o tricolor, comandando por Renato Gaúcho, empatou com o Bahia de Feira de Santana e se garantiu na decisão. O Vitória jogará por dois empates na decisão, pois teve a melhor campanha na primeira fase.

No Centro-Oeste do país, o destaque foi o Atlético-GO, equipe que disputará a primeira divisão do Campeonato Brasileiro neste ano e que hoje eliminou o rival Goiás na semifinal, garantindo assim um lugar na decisão do Campeonato Goiano contra o Santa Helena. A equipe do interior jogará por dois resultados iguais.

Nas Minas Gerais, ontem o Atlético-MG empatou com o Democrata e avançou às finais por ter vencido o primeiro confronto. Hoje era a vez de o Cruzeiro confirmar o favoritismo e disputar mais uma decisão contra o maior rival. Porém, a equipe celeste decepcionou e, em pleno Mineirão, perdeu de 3 a 1 para o Ipatinga, resultado que levou a equipe interiorana à decisão. Atlético-MG e Ipatinga disputam o primeiro confronto já no próximo final de semana.

O Campeonato Paranaense, por sua vez, já tem campeão. O Coritiba venceu o rival Atlético-PR por 2 a 0 e, com uma rodada de antecedência conquistou o título pela 34ª vez na história. Com gols de Marcos Aurélio e do angolano Geraldo, o Coxa chegou aos 20 pontos no octogonal final do torneio e não pode mais ser alcançado pelos rivais.

Em Santa Catarina a decisão será entre Avaí e Joinville. O Avaí empatou com o Figueirense nesta tarde e conquistou o segundo turno do Campeonato Catarinense. Por ter feito melhor campanha, a equipe da capital decidirá o título jogando a segunda partida em casa, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. O primeiro jogo da final acontece no próximo final de semana, em Joinville.

Por fim, a decisão do Campeonato Gaúcho será entre o Internacional e o Grêmio. O Tricolor já havia conquistado o primeiro turno e agora foi a vez do Colorado garantir vaga na decisão, através da vitória por 3 a 2 contra o Pelotas, conquistando o título do segundo turno. O primeiro jogo será disputado no Beira-Rio, no próximo domingo. Um dos clássicos mais tradicionais do Brasil, o Gre-Nal, volta a ser a decisão do Campeonato Gaúcho, algo que não acontecia desde 2006.

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »