Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Campeonato Gaúcho’

A Confederação Brasileira de Futebol, por meio de seu eterno presidente, Ricardo Teixeira, anunciou Muricy Ramalho como o novo treinador da Seleção Brasileira. Dessa forma, o técnico está reunido com a diretoria do Fluminense neste momento para acertar sua rescisão de contrato e, a partir de seguinda-feira, iniciar seu mais desafiador trabalho na carreira.

Enquanto todos acreditavam que Mano Menezes seria o eleito, Muricy Ramalho correu por fora e foi o escolhido. Aliás, escolhido com todos os méritos. Amante do futebol, Muricy tem fama de trabalhador e é o treinador mais vitorioso no cenário nacional nos últimos anos.

Com o bordão “Aqui é trabalho, meu filho”, Muricy iniciou sua carreira como treinador do Puebla, do México, em 1993. Depois, virou discípulo do mestre Telê Santana e trabalhou no São Paulo entre 1994 e 1996. Após rodar por Guarani, Shenhua (China), Ituano, Botafogo-SP e Santa Cruz, em 2002, Muricy chegou ao Náutico, foi bicampeão pernambucano e se tornou ídolo da torcida, sendo até sócio do clube.

A guinada na carreira de Muricy Ramalho aconteceu no Internacional. Em 2003, o técnico levou o troféu do campeonato gaúcho pelo Colorado. Saiu e foi para o São Caetano, conseguindo levar o Azulão ao único título de sua história, o Campeonato Paulista de 2004. Voltou para o Inter, conquistou novamente o título gaúcho e levou a equipe ao vice-campeonato nacional, em 2005.

Os bons resultados fizeram Muricy desembarcar novamente no São Paulo, clube pelo qual ele foi um talentoso meio-campista nos anos 70 e no qual havia trabalho no início dos anos 90. A história de Muricy Ramalho com o Tricolor não poderia ser melhor. O treinador levou o clube paulista ao tricampeonato brasileiro (2006, 2007 e 2008) e colocou seu nome na história. Após tanto tempo, Muricy deixou o São Paulo e foi para o rival Palmeiras, único clube onde o técnico não conseguiu ter sucesso nos últimos tempos.

Neste ano, Muricy foi contratado pelo Fluminense e, mesmo em pouco tempo, o técnico obteve sucesso. Muricy deixa as Laranjeiras pela porta da frente, deixando o time na liderança do Brasileirão-10 e segue para o maior desafio de um treinador de futebol.

A escolha do técnico foi surpreendente, mas positiva. Muricy Ramalho tem contra ele a fama de ser rabugento e enfrentar mais do que o necessário a imprensa. Entretanto, o paulistano parece estar mudado e tem sido mais maleável desde a época em que estava no Palmeiras.

Após o insucesso da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, muito se criticou o Dunga pela inexperiência e, com Muricy no comando, o cenário é completamente oposto. O novo treinador tem um currículo invejável, já trabalho nos principais clubes do Brasil e ainda conseguiu inúmeros títulos. 

De fato, o nome de Muricy Ramalho parece ser o ideal para a renovação pretendida pelo torcedor brasileiro. Muricy é um alucinado por futebol, acompanha todos os tipos de campeonatos e sabe muito bem quem têm e quem não têm condições de vestir a camisa mais tradicional do mundo. Mesmo criticado pela força defensiva de seus elencos e pela insistência com o tal ‘chuveirinho’, Muricy Ramalho é um ótimo trabalhador, não foge da pressão, não faz média com ninguém e, o principal, é honesto.

Por fim, um bom nome e que, ao que tudo indica, terá sucesso à frente da Seleção Brasileira. “A torcida paga ingresso para ver o time vencer. Quem quiser ver espetáculo que vá ao Teatro Municipal”, afinal “a bola pune, meu filho”.

E você torcedor, o que achou da escolha da CBF? Muricy Ramalho é um bom nome? Acredita no sucesso do treinador à frente da Seleção Brasileira? Opine!

Read Full Post »

Os campeonatos estaduais estão pegando fogo. As decisões em grande parte do país começaram neste final de semana e terminarão no próximo domingo. Santos (leia a análise do jogo no próximo post), Grêmio, Atlético-MG, Atlético-GO, Avaí, Vitória e Fortaleza saíram na frente nas disputas regionais. Porém, o único vencedor concreto foi o ABC de Natal, que conquistou o título potiguar.

No Campeonato Gaúcho, o Grêmio encarou o estádio Beira-Rio com 40 mil torcedores e não tomou conhecimento do rival Internacional. Com uma vitória por 2 a 0, o Tricolor deu um enorme passo para mais um título gaúcho e também para quebrar uma sequência de dois títulos do Colorado nos últimos anos. Os gols da partida foram anotados por ex-são paulinos. O zagueiro Rodrigo marcou de cabeça aos 22 minutos e, vinte minutos mais tarde, foi a vez de Borges testar para o fundo da rede. O jogo de volta da decisão do Gauchão-10 acontece no próximo domingo no estádio Olímpico. O Grêmio pode conquistar seu 36º título estadual.

Nas Minas Gerais o Atlético-MG está muito próximo do troféu do Campeonato Mineiro de 2010. Jogando fora de casa, em Ipatinga, contra o rival local, o Galo saiu perdendo e conseguiu virar o jogo para 3 a 2, vitória essa que aumentou a vantagem já existente. Na próxima semana, no Mineirão, a equipe pode perder por até um gol de diferença que ainda assim levantará o 40º título mineiro. O Ipatinga marcou com Joabe e Luizinho. O Atlético-MG virou através dos gols de Diego Tardelli e Muriqui (2 vezes).

Pelo Campeonato Goiano, o Atlético-GO praticamente encerrou a competição no primeiro jogo da série decisiva. A equipe comandada por Geninho não tomou conhecimento do Santa Helena e aplicou uma goleada de 4 a 0, no estádio Serra Dourada, em Goiânia. Os gols marcados por Juninho, Evandro (gol contra), Elias e Marcão colocam o time a um passo de seu 11º título goiano. A partida de volta está marcada para o próximo domingo no estádio Pedro Romualdo Cabral, casa do Santa Helena.

O Avaí está com uma mão e meia no troféu do Campeonato Catarinense. Jogando fora de casa contra o Joinville, o Leão venceu por 3 a 1 e poderá perder por até dois gols de diferença o jogo de volta, na Ressacada, que ainda assim conquistará o 15º título estadual de sua história. Os gols da partida foram marcados por Davi, Rudnei e Roberto (para o Avaí) e Ricardinho descontou para o Joinville.

Na Bahia de todos os santos, o Vitória saiu na frente do rival Bahia em busca do título do Campeonato Baiano de 2010. Jogando fora de casa, no Estádio Pituaçu, o Rubro-Negro venceu por 1 a 0 (gol de Júnior) e se aproximou do tetracampeonato baiano. No jogo da volta, no Barradão, o Vitória pode perder por até um gol de diferença para comemorar o título.

Ainda no Nordeste brasileiro,  o Fortalelza venceu o Ceará por 1 a 0 no jogo de ida da decisão do Campeonato Cearense de 2010 e jogará a segunda partida com a vantagem de poder empatar para conquistar o título. Com um regulamento um pouco diferente do que o usual, a competição estadual não dá vantagem para gols marcados, portanto, se o Ceará vencer o jogo por qualquer placar na volta, a decisão irá para os pênaltis. O gol do Fortaleza foi marcado por Paulo Isidoro.

A única torcida do Brasil que comemorou uma conquista neste domingo foi a do ABC de Natal. Mesmo perdendo o jogo por 2 a 1 para o Corinthians-RN, o ABC sagrou-se campeão potiguar por ter vencido o primeiro confronto por 5 a 1. O time do Rio Grande do Norte é o maior vencedor de competições estaduais do Brasil, agora com 51 conquistas.

Read Full Post »

Os campeonatos estaduais por todo o Brasil vão chegando ao final. Como cada competição tem um regulamento diferente, fruto da desorganização das entidades estaduais e, claro, da entidade-mor, a CBF, enquanto alguns torneios já conheceram os campeões hoje, outros se desenrolarão por mais duas semanas.

No Nordeste, dois dos principais campeonatos já têm os finalistas definidos. No Ceará, o Fortaleza já havia sido campeão do primeiro turno quando derrotou o Guarany, de Sobral. Hoje, a equipe do Ceará também ganhou do mesmo Guarany, faturou o segundo turno e adquiriu a vaga na decisão. A decisão do título cearense entre Ceará e Fortaleza acontecerá nos próximos dois finais de semana (25/04 e 02/05).

Na Bahia a final terá o tradicional clássico Ba-Vi. O rubro negro baiano chegou à decisão após eliminar o Camaçari, enquanto o tricolor, comandando por Renato Gaúcho, empatou com o Bahia de Feira de Santana e se garantiu na decisão. O Vitória jogará por dois empates na decisão, pois teve a melhor campanha na primeira fase.

No Centro-Oeste do país, o destaque foi o Atlético-GO, equipe que disputará a primeira divisão do Campeonato Brasileiro neste ano e que hoje eliminou o rival Goiás na semifinal, garantindo assim um lugar na decisão do Campeonato Goiano contra o Santa Helena. A equipe do interior jogará por dois resultados iguais.

Nas Minas Gerais, ontem o Atlético-MG empatou com o Democrata e avançou às finais por ter vencido o primeiro confronto. Hoje era a vez de o Cruzeiro confirmar o favoritismo e disputar mais uma decisão contra o maior rival. Porém, a equipe celeste decepcionou e, em pleno Mineirão, perdeu de 3 a 1 para o Ipatinga, resultado que levou a equipe interiorana à decisão. Atlético-MG e Ipatinga disputam o primeiro confronto já no próximo final de semana.

O Campeonato Paranaense, por sua vez, já tem campeão. O Coritiba venceu o rival Atlético-PR por 2 a 0 e, com uma rodada de antecedência conquistou o título pela 34ª vez na história. Com gols de Marcos Aurélio e do angolano Geraldo, o Coxa chegou aos 20 pontos no octogonal final do torneio e não pode mais ser alcançado pelos rivais.

Em Santa Catarina a decisão será entre Avaí e Joinville. O Avaí empatou com o Figueirense nesta tarde e conquistou o segundo turno do Campeonato Catarinense. Por ter feito melhor campanha, a equipe da capital decidirá o título jogando a segunda partida em casa, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. O primeiro jogo da final acontece no próximo final de semana, em Joinville.

Por fim, a decisão do Campeonato Gaúcho será entre o Internacional e o Grêmio. O Tricolor já havia conquistado o primeiro turno e agora foi a vez do Colorado garantir vaga na decisão, através da vitória por 3 a 2 contra o Pelotas, conquistando o título do segundo turno. O primeiro jogo será disputado no Beira-Rio, no próximo domingo. Um dos clássicos mais tradicionais do Brasil, o Gre-Nal, volta a ser a decisão do Campeonato Gaúcho, algo que não acontecia desde 2006.

Read Full Post »

Luiz Felipe Scolari

Luiz Felipe Scolari tem 60 anos e uma carreira brilhante como treinador de futebol. Campeão da Copa do Brasil pelo modesto Criciúma, vencedor do Campeonato Gaúcho, da Copa do Brasil, do Campeonato Brasileiro e da Taça Libertadores da América com o Grêmio.  Comandante dos títulos da Copa do Brasil de 1998 e da Libertadores de 1999 pelo Palmeiras. E, talvez sua maior conquista na carreira tenha sido o título da Copa do Mundo pela Seleção Brasileira, em 2002, na Coréia e no Japão. Essas são apenas as principais conquistas no currículo vitorioso de Felipão.

Fora esses inúmeros títulos históricos, Felipão também fez história ao comandar por cinco anos a Seleção Portuguesa e levar os lusos à Copa do Mundo de 2002 e à final da Eurocopa, em 2004. Entrou de vez para o cenário internacional ao dirigir o Chelsea por sete meses na temporada 2008/2009. O que mais falta para um cidadão como Felipão? Fez sua vida com muito profissionalismo durante tantos anos no meio futebolístico, enriqueceu por méritos e sempre estará no hall dos maiores treinadores da história do futebol.

Felipão estava desempregado desde 9 de fevereiro desse ano, data de sua demissão do time inglês. Nesse período, o treinador teve algumas propostas, inclusive para retornar ao futebol brasileiro. Mas em todas as ocasiões, nada foi acertado. Até que hoje surge a notícia bombástica: Felipão é novo treinador do desconhecido Bunyodkor, do Uzbequistão. Muito estranho e difícil de acreditar, mas Luiz Felipe Scolari assinou contrato de 18 meses com a equipe uzbeque. Qual seria o principal motivo para isso? Talvez as não divulgadas cifras respondam.

O questionamento desse texto é se vale a pena ganhar um caminhão de dinheiro e treinar uma equipe sem brilho de um futebol praticamente amador? Para Felipão deva valer. É absolutamente certo dizer que um treinador desse gabarito caberia em qualquer equipe brasileira ou européia. Mas Felipão optou pelo desconhecido e será treinador de Rivaldo no Bunyodkor. É fato que o futebol asiático não tem nenhuma tradição, mas o dinheiro realmente tem poder.

E você, o que achou dessa nova empreitada na carreira de Felipão? Valerá a pena? Ele teria mercado em equipes do Brasil e da Europa? Opine!

Read Full Post »

Celso Roth

 

Pela terceira vez seguida, sob o comando do técnico Celso Roth, o Grêmio perdeu para seu maior rival, o Internacional, pelo placar de 2X1. A partida válida pelas quartas de final da Taça Fábio Koff (segundo turno do campeonato Gaúcho) foi disputada no Beira-Rio e foi o 376º Gre-Nal da história.

 

No comando do tricolor gaúcho desde fevereiro de 2008, o técnico Celso Roth já estava em uma situação delicada há algum tempo. A maioria da torcida gremista pedia a saída do treinador e com a derrota de hoje, a diretoria do Grêmio optou por demitir o técnico e evitar mais protestos.

 

Roth esteve no banco de reservas gremista em 78 partidas (45 vitórias / 17 empates / 16 derrotas), mas as eliminações do Gauchão em 2008 e 2009 e na Copa do Brasil do ano passado, além da segunda colocação no último campeonato brasileiro, custaram o cargo do treinador. Na próxima terça-feira o Grêmio volta a campo pela Taça Libertadores da América, contra o Aurora, e será comandado interinamente pelo auxiliar-técnico Marcelo Rospide.

Read Full Post »

Sport Club Internacional

Campeão de tudo!

 

Essa frase resume muito bem o que o Sport Club Internacional representa para o futebol nacional. No longínquo 04 de abril de 1909, três jovens paulistanos (Henrique Poppe, José Poppe e Luis Poppe), fundaram na capital gaúcha um clube voltado para a prática do futebol. 100 anos se passaram e ontem, na comemoração do centenário colorado, os torcedores, jogadores e dirigentes do clube se orgulham ao afirmar que o Inter é o único clube brasileiro que conquistou todos os títulos possíveis no futebol.

 

A história colorada realmente é digna de virar um grande filme. Afinal, foi construída por anônimos e famosos, que em algum momento desse século, deram suas contribuições para o clube estar entre os considerados ‘grandes’ do futebol nacional, com respeito e admiração até mesmo de torcedores rivais, que entendem que não é fácil manter um clube durante todo esse tempo, aumentando mês a mês a história e o prestígio.

 

O Inter realmente fez por merecer ser o ‘campeão de tudo’. Tantos craques passaram pelo Beira-Rio, fizeram história por lá e viraram ídolos imortais da torcida colorada. De Larry, Pirillo e Bodinho a Figueroa, Carpegiani e Falcão. De Claudiomiro e Dario a Dunga, Mauro Galvão e Taffarel. Quantos títulos, jogos épicos e orgulho esses jogadores deram à nação colorada.

 

A alcunha de ‘campeão de tudo’ aconteceu devido aos 38 títulos de campeão gaúcho, ao título da Copa do Brasil de 1992, aos três campeonatos brasileiros na década de 70 (1975, 1976 e 1979), sendo o último de forma invicta e até hoje a única equipe que alcançou esse feito. E os mais recentes títulos de campeão da Taça Libertadores da América e Campeão do Mundial de Clubes, em 2006, a Recopa Sul-Americana, em 2007 e a Copa Sul-Americana, em 2008. O colorado ainda conquistou tantos outros títulos nesses cem anos, que somados aos citados acima, enchem a completa galeria de troféus.

 

Parabéns Sport Club Internacional. Parabéns torcedores colorados. O ‘campeão de tudo’ é um dos maiores patrimônios do futebol brasileiro.

Read Full Post »