Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Bosco’

Denis

O São Paulo vive dias nebulosos e ainda não jogou um futebol digno do hexa campeão brasileiro nesta temporada. Alguma novidade? Não.

Imprensa, torcedores e até mesmo os dirigentes sabem que grande parte dessa sequência ruim se deve a grave lesão que afastará o ídolo e capitão Rogério Ceni dos campos por pelo menos quatro meses. Até mesmo Muricy Ramalho, que foi severamente criticado e teve seu trabalho em risco nas últimas três temporadas, mas no final de 2006, 2007 e 2008 terminou sorridente e nos braços da torcida, sabe que não ter o seu homem de confiança em campo é agravante para explicar esse princípio de crise.

O substituto imediato de Rogério Ceni era o goleiro Bosco, no São Paulo desde 2005 e famoso por ser um grande companheiro do grupo. Bosco foi titular da equipe nas últimas cinco partidas e sofreu oito gols. Nenhum problema, afinal a fase da equipe do Morumbi não é das melhores. Mas no último domingo, Bosco sofreu uma contusão no jogo contra o Atlético-PR e ficará de fora – pelo menos – dos próximos dois jogos do São Paulo.

Pronto. Chegamos ao foco principal. Com os dois principais goleiros contundidos, surgiu a oportunidade do jovem Denis, terceiro goleiro do elenco, atuar em dois jogos importantíssimos para o futuro do Tricolor. No próximo domingo contra o Palmeiras, pelo Campeonato Brasileiro e na próxima quarta-feira contra o Cruzeiro, pela Libertadores.

É a chance de ouro que qualquer atleta aos 22 anos espera receber na carreira. Ainda mais se tratando de São Paulo e na posição específica de goleiro, onde o maior ídolo da história do clube reina soberano há 13 anos (RC tem 18 anos no clube, mas só virou titular em 1997). Essa afirmação é correta, certo? Imagino que sim, já que Denis é muito elogiado por seus companheiros e pela comissão técnica do Tricolor e é fato que ele também acredite que é a grande chance de sua carreira.

Em partes, Muricy Ramalho também pensa assim. O treinador do São Paulo proibiu que o jovem arqueiro conceda entrevistas nos próximos dias, alegando que nesse momento o mais importante para Denis é pensar em jogar futebol e não em conversar com a imprensa. O termo ‘blindar’ virou moda no futebol atual. Não acho que seja errado, mas em casos como esses, vejo como certo exagero do comandante Tricolor. Como se não bastasse a imensa pressão que está sendo depositada sobre o jovem goleiro, uma hora ou outra ele terá que se acostumar que para sobreviver no futebol é preciso saber contornar adversidades e lidar com a pressão a todo momento.

Caso Denis pudesse conversar com a imprensa nesses dias que antecedem os jogos importantes, quem sabe a pressão seria diminuída e o goleiro atuasse com mais calma e melhor focado nas partidas. Vale lembrar que na posição de goleiro a falha é mais visível que em qualquer outro setor de um campo de futebol. Se Denis atuar bem fazendo duas ou três defesas importantes será sempre lembrado e terá o total apoio do torcedor são paulino. Em caso contrário, uma falha pode complicar a carreira inteira de um talentoso jovem. É de se pensar.

Você, amante do futebol, o que acha? Muricy Ramalho está certo ou errado? Opine!

Anúncios

Read Full Post »

– Na noite de segunda-feira, o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) julgou o meia palmeirense Diego Souza e suspendeu o atleta por 8 jogos, que só serão cumpridos no Campeonato Paulista de 2010, caso Diego ainda atue em alguma equipe do Estado. A punição é referente a briga de  jogador com o zagueiro Domingos, do Santos, na segunda partida da semifinal do Paulistão-09. Na ocasião, o camisa 7 do Palmeiras foi expulso por agredir o defensor santista. Domingos, por sua vez, também foi julgado e punido em apenas dois jogos.

– Outra baixa no São Paulo. Dando sequência na onda de azar e contusões, o mais novo integrante do departamento médico Tricolor é o goleiro Bosco, substituto de Rogério Ceni. Na partida do último domingo contra o Atlético-PR, o arqueiro sofreu um entorse no joelho esquerdo que foi detectado após uma ressonância magnética realizada pelos médicos do clube. A única boa notícia é que Bosco não precisará se submeter a nenhuma cirurgia, mas por outro lado, Muricy Ramalho não poderá contar com o goleiro por pelo menos uma semana. No clássico do próximo domingo contra o Palmeiras, o goleiro do São Paulo será o jovem Denis, terceiro goleiro do elenco.

– Após o jogo de domingo contra o Botafogo, no Rio de Janeiro, os jogadores corintianos Felipe, Chicão e Cristian, concederam entrevistas polêmicas apontando que o Corinthians só não venceu a partida por individualismo do lateral esquerdo André Santos, que não tocou a bola para Ronaldo na chance mais clara de gol da partida. Com o eminente perigo de racha no elenco, Mano Menezes deu uma de ‘paizão’ e ontem durante o treinamento do Timão em General Severiano, visando o confronto contra o Fluminense na próxima quarta-feira pela Copa do Brasil, o treinador conversou com todos os jogadores do elenco por quase uma hora e colocou panos quentes na situação.

– O atacante Adriano treinou ontem pela primeira vez com a camisa rubro-negra desde o seu retorno ao Flamengo. O Imperador reconheceu que ainda não está na sua melhor forma física e que será preciso muito esforço nas próximas semanas até o dia da estreia, que está prevista para o próximo dia 30 de maio, quando o Flamengo enfrentará o Atlético-PR no Maracanã.

– Os jogadores do Barcelona vivem uma ótima fase dentro dos gramados. Mas não é só em campo que eles estão rindo à toa. O clube catalão pagará a pequena bagatela de R$110 milhões para jogadores e comissão técnica como premiação pela tríplice coroa (Campeonato Espanhol, Copa do Rei e Champions League). Para que Messi, Henry, Xavi, Iniesta, Eto’o e companhia ganhem essa grande bolada, resta apenas a equipe conquistar o título da Champions League contra o Manchester United, no próximo dia 27, já que o título nacional e a Copa do Rei já foram conquistados.

– O zagueiro Fábio Cannavaro, campeão do mundo com a Itália em 2006 e eleito o melhor jogador desse ano pela FIFA, acertou ontem o retorno à sua terra natal. O experiente zagueiro jogou nas últimas três temporadas pelo Real Madrid e a partir do dia 1° de julho, voltará a vestir a camisa da Juventus, seu antigo clube.

– O atacante brasileiro Cacau conseguiu se naturalizar alemão no começo desse ano e ontem recebeu a notícia que tanto esperava. O técnico da seleção alemã, Joachim Löw, convocou o jogador para os amistosos contra a China e os Emirados Árabes Unidos, dia 29 de maio e 2 de junho, respectivamente. O atleta de 28 anos já atua na Alemanha há nove anos e atualmente é ídolo do Stuttgart. Cacau é o terceiro brasileiro que veste a camisa da seleção alemã, já que Paulo Rink e Kevin Kuranyi também já jogaram pela seleção nacional.

————
OBS: Peço desculpas aos leitores do Macedo Futebol Clube pela demora nas atualizações com as novidades do mundo do futebol. Ontem e hoje tive problemas com o Speedy e não consegui acessar a Internet. Conto com a compreensão de todos.

Read Full Post »

São Paulo

A séria contusão de Rogério Ceni no começo de abril continua causando efeitos negativos na equipe do São Paulo. Sem a presença do líder e capitão em campo, o Tricolor já foi eliminado nas semifinais do Paulistão-09, sofreu na Taça Libertadores da América e ainda não se encontrou no Campeonato Brasileiro. Hoje, atuando no Morumbi, o São Paulo mostrou mais uma vez um futebol apático e apenas empatou com o Atlético-PR por 2X2, somando o primeiro ponto em seis disputados na competição nacional.

Com a onda de lesões que vem afetando diversos jogadores do elenco, Muricy Ramalho tem dificuldades para escalar a equipe e continua improvisando atletas em todos os setores. Hoje não foi diferente e com as lesões de Rodrigo, André Dias e Aislan, o treinador formou a defesa com Miranda e os improvisados Zé Luis e Richarlyson. Com o setor defensivo defasado, o São Paulo sofreu perigo durante toda a partida.

Em um erro na saída de bola, Richarlyson quase entregou o primeiro gol para o Furacão, mas Rafael Moura cara a cara com Bosco, acertou a trave. A apatia da equipe não era só na defesa. Os alas Arouca e Jorge Wagner não cumpriam suas funções e deixavam muitos espaços livres para os contra-ataques do Atlético-PR.  Hernanes e Hugo estavam perdidos no jogo. O que estava ruim, piorou. No último minuto do primeiro tempo, a zaga do São Paulo falhou feio de novo e o zagueiro Rafael Santos abriu o placar para os paranaenses.

Os pouco mais de 11 mil torcedores que foram ao Morumbi perderam a paciência e começaram a vaiar a equipe. Mas Borges, sempre ele, fez a torcida sorrir novamente. Logo aos dois minutos da segunda etapa, o atacante chutou forte e empatou a partida. O São Paulo saiu mais para o jogo e mesmo jogando mal, perdeu inúmeras chances de virar a partida. Como diz o famoso bordão do futebol, ‘quem não faz toma’, e o Tricolor tomou mais um gol. Aos 30 minutos, após cobrança de escanteio, Rafael Santos subiu livre no meio da zaga e de cabeça fez o seu segundo gol no jogo.

Muricy Ramalho parecia não acreditar no que via e com poucas opções no banco de reservas, colocou André Lima no lugar de Borges. E mesmo sendo o jogador mais criticado do elenco são-paulino, André salvou o São Paulo. Aos 43 minutos, em posição de impedimento, o atacante fez o segundo gol do Tricolor e empatou o jogo.

Como desgraça pouca é bobagem, após o término da partida, o departamento médico do São Paulo ficou ainda mais populoso. Além de Rogério Ceni, Aislan, André Dias, Jean, Rodrigo e Dagoberto, quatro jogadores saíram de campo contundidos no jogo de hoje (Bosco, Borges, Jorge Wagner e Arouca). Com quase um time inteiro lesionado, o São Paulo tentará juntar os cacos para voltar a vencer, já que nos últimos seis jogos, o Tricolor perdeu quatro, empatou um e venceu apenas uma partida. O próximo desafio é o Palmeiras no próximo domingo, no Palestra Itália.

Read Full Post »

Dagoberto

 

O técnico Muricy Ramalho terá muito trabalho nas próximas duas semanas. Ainda de ressaca após a eliminação no Campeonato Paulista contra o Corinthians no último final de semana, o São Paulo entrou em campo na noite dessa quarta-feira para enfrentar o eliminado América de Cali pela Taça Libertadores da América para garantir a primeira colocação no grupo 4 e assim, melhorar sua posição na classificação geral.

 

Através dos números da equipe colombiana, parecia que a missão do Tricolor seria fácil. Ledo engano. Muricy repetiu a escalação da última partida e colocou Dagoberto na equipe titular para abafar o América e impedir os avanços pelo lado esquerdo dos colombianos. Num primeiro momento, o São Paulo mostrou a mesma apatia do último domingo e Hernanes e Jorge Wagner, principais jogadores do meio-campo são paulino, não acertavam os passes e complicavam a vida do time.

 

O castigo para o começo sonolento veio rapidamente. Em um rápido contra-ataque, Chara lançou a bola entre dois defensores são paulinos e encontrou Parra, que na saída de Bosco, fez o primeiro gol do América. Os pouco mais de 23 mil torcedores perceberam que a equipe sentiu o gol e apoiaram ainda mais. Mas os erros sucessivos continuavam e as oportunidades eram desperdiçadas uma atrás da outra.

 

Com o time reserva, os colombianos se defendiam lá atrás e ainda chegavam com perigo nas investidas ao ataque. O atacante Dagoberto, improvisado em sua nova posição, foi o maior destaque do primeiro tempo e lutava muito pelo lado direito do campo. Assim como na partida contra o Corinthians, Dagoberto infernizava os marcadores do América e a vontade era tanta, que às vezes chegava até mais fortes nas divididas.

 

No intervalo da partida, os são paulinos pediam ‘raça’ à equipe, confiando na mudança de postura para o segundo tempo. E a crença valeu à pena. Desde o início da segunda etapa, o Tricolor apertou a marcação e dava mostras que faria de tudo pela vitória. Até que aos 13 minutos, o volante Jean mostrou a velha raça são paulina na Libertadores e após muita luta contra os zagueiros colombianos, conseguiu chegar a linha de fundo e cruzou rasteiro para a área. Dagoberto, o mais merecedor em campo, apareceu no meio da zaga e tocou para o fundo das redes de Mesa, empatando o jogo no Morumbi.

 

Muricy Ramalho tem muitas frases de efeito em suas entrevistas coletivas e uma delas pode ser muito bem aproveitada no jogo de hoje. “A bola pune”, já dizia o treinador em outras ocasiões. E puniu mesmo. O goleiro Mesa, que passou o primeiro tempo inteiro enrolando na reposição de bola e retardando a partida, mal esperava ser punido pelos deuses do futebol. Aos 22 minutos, após recuo de bola, Mesa tentou dar um chutão para frente, mas encontrou as costas do iluminado Dagoberto. A bola caprichosamente entrou na meta colombiana e era a virada do São Paulo, enlouquecendo os torcedores.

 

O futebol do Tricolor continuava feio e sem muitas alternativas. Mas a vontade dos jogadores compensava. Depois do segundo gol, o São Paulo passou a jogar com mais tranqüilidade e Dagoberto continuava apertando os zagueiros do América. Pode soar como exagero, mas essa foi uma das melhores partidas de Dagoberto com a camisa são paulina.

 

O jogo terminou e o São Paulo garantiu a primeira colocação, chegando aos 13 pontos no fim da primeira fase, com quatro vitórias, um empate e uma derrota. Na pior das hipóteses, a equipe de Muricy terminará com a quinta melhor posição entre as 16 equipes qualificadas para as oitavas-de-final da Libertadores. O adversário na próxima fase ainda não está definido, já que algumas equipes ainda não realizaram todas as partidas. Muricy terá muito trabalho, mas o São Paulo continua como um dos favoritos ao título.  

 

NOTA: O Defensor também está classificado para as oitavas-de-final da Libertadores. A equipe uruguaia garantiu a 2ª colocação no grupo após vencer o Independiente de Medellín por 4X3, no Uruguai.

Read Full Post »

André Lima

Em consenso entre a diretoria e a comissão técnica, Muricy Ramalho decidiu levar apenas 16 atletas para Medellín para enfrentar o Independiente. Com apenas dois titulares (Jean e Rodrigo), o Tricolor conheceu sua primeira derrota nessa edição da Taça Libertadores da América, 2X1.

 

Os titulares ficaram em São Paulo se preparando para o jogo contra o Corinthians no próximo domingo e assim, possibilitaram que jogadores que vem atuando pouco, pudessem ter chances na equipe. Mas o Independiente que nas quatro primeiras rodadas do grupo 4, empatou todos os jogos e precisava vencer para manter chances de classificação, sufocou o São Paulo.

 

Com isso, a equipe colombiana partiu para cima e logo no começo do jogo, aos 15 minutos, após falha da zaga, Cabrera ficou cara a cara com Bosco – que substituirá Rogério Ceni pelo menos nos próximos quatro meses – e abriu o placar. O Independiente passou a gostar do jogo e ampliou a vantagem. Aos 27 minutos, após cruzamento na área, Castillo emendou para o gol e contou com desvio de Rodrigo para fazer o segundo.

 

Parecia que seria uma goleada colombiana, já que os brasileiros estavam perdidos em campo. Até que o criticado atacante André Lima chutou de fora da área e fez um bonito gol, diminuindo para o São Paulo.

 

Com poucas opções no banco de reservas, Muricy Ramalho tirou o ala Wagner Diniz e colocou o jovem Wellington para tentar empatar o jogo. A equipe paulista melhorou e buscou mais o gol de empate, mas Dagoberto e Hugo não acertavam os passes e desperdiçavam as jogadas de ataque. André Lima por sua vez, até que se esforçou mais do que o normal, mas mesmo assim é o mais fraco atacante do elenco e perdeu alguns gols.

 

Quando André Lima acertou e fez o segundo dele e do São Paulo no jogo, o auxiliar ergueu a bandeira equivocadamente e anulou o gol de empate do Tricolor. No final do jogo, Muricy tirou o volante Eduardo Costa e colocou a maior promessa do time do Morumbi, o meia Oscar. Mas o jogo terminou com a vitória do Independiente, que chegou aos sete pontos e tem chances de se classificar. O São Paulo continua na primeira colocação com dez pontos, mas perdeu a chance de melhorar sua pontuação para ter vantagens nas próximas fases da Libertadores.

Read Full Post »