Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Boca Juniors’

México 0 X 1 Uruguai

A seriedade com que mexicanos e uruguaios tratariam o jogo decisivo foi colocada em dúvida, já que o empate beneficiaria as duas equipes. Porém, o que se viu em campo foi totalmente o oposto ao possível ‘jogo de compadres’. O México foi com tudo para cima do Uruguai desde o começo, mas esbarrou na forte retranca celeste. No contra-ataque, os uruguaios ainda conseguiram ser eficientes e marcaram o gol que deu a vitória por 1 a 0 e a classificação para as oitavas-de-final.

O primeiro lance de perigo do jogo foi criado pelo Uruguai. Aos cinco minutos, o atacante Luís Suarez se aproveitou do vacilo da zaga mexicana, avançou pela direita e chutou forte na saída do goleiro Óscar Perez, mas a bola saiu pela linha de fundo. Depois de quatro minutos, outra chance desperdiçada. Forlán cobrou escanteio e o zagueiro Victorino, sozinho, cabeceou por cima da baliza. A partir daí, o México se recompôs passou a mandar no meio de campo. Aos 21, Guardado recebeu a bola e, do meio da rua, mandou uma bomba, que explodiu na trave do goleiro Muslera.

Com amplo domínio, os mexicanos corriam atrás do gol, mas a zaga do Uruguai não dava espaços. Vale lembrar que até agora, nos três primeiros jogos disputados, a zaga uruguaia ainda não foi vazada. Como a equipe de Javier Aguirre se lançava totalmente à frente, o setor defensivo ficava desguarnecido. E essa foi a grande sacada do Uruguai. Forlán, o jogador mais lúcido em campo, pegou a bola no meio de campo e tocou para Cavani na direita. O atacante avançou e cruzou na cabeça de Luís Suarez, que só teve o trabalho de testar para o fundo do gol.

A postura tática da equipe sul-americana foi o diferencial. Bem postada atrás e insinuante nos contra-ataques, o Uruguai aproveitou uma das únicas chances que teve e foi para o intervalo com a vantagem. O resultado não era bom para o México, que com a derrota, corria riscos de ficar de fora das oitavas de final.

Mas o Uruguai voltou querendo mais e quase ampliou aos oito minutos da segunda etapa. Forlán cruzou a bola na área e o zagueiro Diego Lugano mandou de cabeça, obrigando o goleiro mexicano a fazer uma defesa incrível. Aos 19 foi a vez do México perder um gol feito. O zagueiro Maza recebeu um cruzamento na medida e, sozinho, cabeceou para fora. Esses foram os principais lances de perigo na etapa final.

Com o resultado final, os jogadores da ‘Celeste Olímpica‘ comemoraram muito a classificação para a segunda fase da Copa do Mundo, algo que não acontecia desde 1990, na Itália. Os mexicanos ficaram em campo aguardando o término da partida entre África do Sul e França e o resultado final foi favorável. A ‘El Tri‘ conquistou a vaga pelo saldo de gols: um positivo contra dois negativos dos sul-africanos.

Assim, o Uruguai terminou o grupo A na liderança com sete pontos (duas vitórias e um empate) e por esse motivo vai enfrentar a segunda colocada do grupo B, a Coreia do Sul, nas oitavas de final. O jogo entre uruguaios e sul-coreanos será disputado no próximo dia 26 (sábado), às 11h, em Porto Elizabeth. O México, segundo colocado do grupo A, jogará contra a Argentina, líder do grupo B, nas oitavas de final. A partida acontecerá no dia 27 (domingo), às 15h30, em Joanesburgo.

França 1 X 2 África do Sul

O jogo dos desesperados do grupo A foi vencido pelos sul-africanos por 2 a 1, numa partida onde alguns fatores foram evidenciados novamente. A equipe de Carlos Alberto Parreira, bem ao seu estilo retranqueiro, teve um jogador a mais durante 65 minutos dos 90 disputados e, em nenhum momento, o treinador fez alguma substituição a fim de dar mais velocidade ou até tirar um volante e colocar um atleta mais ofensivo. Por esse motivo, a vitória não valeu de nada, já que os ‘Bafana Bafana’ precisavam ter saldo de quatro gols positivos para obter a vaga. Além disso, a França continua a mesma zona. Raymond Domenech trocou cinco jogadores em relação ao time titular que perdeu para o México na segunda rodada, mas de nada adiantou, já que os jogadores continuam completamente desunidos e sem força de vontade.

A África do Sul se lançou à frente desde o início. Aos 20 minutos veio a primeira chance e Khumalo não desperdiçou, concluindo o cruzamento de Tshabalala e se aproveitando da falha do goleiro Lloris. O gol animou a torcida sul-africana, que ainda confiava na classificação. As esperanças aumentaram ainda mais aos 26, quando o meia francês Gourcuff deu uma cotovelada em Subaya e foi expulso pelo árbitro. Com 1 a 0 no placar e a superioridade numérica, a equipe africana tinha chances até de golear a França, não fosse a teimosia tática de Parreira.

Mesmo assim, a empolgação dos jogadores falou mais alto que as coordenadas vindas do banco de reservas. Aos 37 minutos, a zaga francesa falhou e deixou a bola nos pé de Masilela, que bateu cruzado e encontrou Mphela. O atacante apenas completou para o gol vazio e ampliou o placar. Faltavam apenas mais dois gols. A euforia tomava conta de torcida e atletas.

No início do segundo tempo, quase veio o terceiro gol. Tshabalala, o melhor sul-africano em campo, enfiou com açúcar para Mphela, que chutou na trave e perdeu a chance. O próprio Mphela perdeu outro gol, dessa vez aos 17. O jogo foi ficando mais morno e a entrada de Henry fez a equipe francesa melhorar. Só Domenech crê que o atacante do Barcelona não tenha lugar nessa equipe. Com o último algoz brasileiro em Copas do Mundo em campo, a França descontou aos 25 minutos. Sagna lançou para Ribéry, que ganhou na velocidade e rolou a bola para o meio da área, encontrando Malouda sozinho e sem goleiro para diminuir.

O jogo terminou e a África do Sul, mesmo tendo muitas dificuldades técnicas e táticas, fez o que a torcida queria. Honrou o nome do país, venceu ao menos um jogo no Mundial disputado em casa e foi aplaudida de pé pelos torcedores, que reconheceram o empenho dos jogadores. Já a França… o que dizer? Uma melancólica eliminação, um técnico bizarro no banco de reservas e uma equipe totalmente rachada em campo. Em três jogos, duas derrotas e um empate, com apenas um gol marcado. Parece que os ‘deuses do futebol’, de fato, existem. Depois do conhecido gol irregular que deu a vaga aos franceses nesta Copa, os ‘Bleus‘ fizeram um verdadeiro papelão e envergonharam seus torcedores.

Nigéria 2 X 2 Coreia do Sul

A campanha nigeriana na Copa do Mundo foi decepcionante. A seleção que já conquistou medalha de ouro nas Olimpíadas de 1996, em Atlanta e que nos últimos anos revelou bons talentos, não se encontrou nos gramados de seu continente. Depois de duas derrotas, ainda assim a Nigéria chegou à última rodada com boas chances de se classificar. Bastava vencer o adversário por placar mínimo, mas os jogadores abusaram de perder gols, só empataram com a Coreia do Sul em 2 a 2 e estão eliminados do Mundial. Os sul-coreanos comemoraram a classificação às oitavas de final pela primeira vez fora de seu continente. A única participação dos asiáticos nesta fase do torneio aconteceu em 2002, quando atuaram em casa e avançaram até as semifinais.

No primeiro lance perigoso da partida, os nigerianos conseguiram abrir o placar. Aos 12 minutos, Odiah fez boa jogada pela direita e cruzou para a área. O meia Uche se antecipou ao adversário e fez o gol. Melhor em campo, a Nigéria teve outra ótima oportunidade aos 36. Uche chutou de fora da área e a bola explodiu na trave do goleiro Sung Ryong. Porém, no minuto seguinte, os sul-coreanos empataram o jogo com Jung-Soo, que surpreendeu a defesa nigeriana.

Na segunda etapa, os nigerianos continuaram melhores, mas também continuavam perdendo chances de gol. E quem não faz, toma. A virada da Coreia do Sul veio aos quatro minutos. Chu-Young cobrou falta da entrada da área, com efeito, e acertou o canto do arqueiro Enyeama. Ai que a Nigéria foi de vez com tudo para cima. Aos 21 minutos aconteceu um lance incrível, para não dizer outra coisa. Yussuf avançou e, quase na linha de fundo, cruzou rasteiro para o meio da área. Debaixo da trave e, sem goleiro, Yakubu conseguiu a proeza de chutar para fora. Menos mal que três minutos ele se redimiu. Obasi sofreu pênalti e Yakubu converteu a cobrança. Obafemi Martins, que entrou no lugar do veterano Kanu, jogou fora a chance de classificação aos 36 minutos. O jogador recebeu a bola livre e, de frente com o goleiro, tocou por cima pela linha de fundo.

Grécia 0 X 2 Argentina

Os argentinos sofreram mais do que imaginavam para bater a Grécia por 2 a 0 e fechar sua participação na primeira fase do Mundial com três vitórias em três jogos disputados. Muito disso aconteceu por Maradona ter mandado a campo um time com apenas quatro titulares e muitos jogadores desentrosados. Os gregos, por sua vez, não levaram perigo aos rivais e com a derrota, estão eliminados do torneio.

O primeiro tempo foi muito fraco e sem emoção, tanto que o único lance perigoso aconteceu no último minuto, aos 45. Maxi Rodriguez mandou uma bomba para o gol e Tzorvas fez ótima defesa. No rebote, Messi avançou pela direita e obrigou o goleiro grego a operar outro milagre. Para o segundo tempo, a Grécia teria que se expor mais em busca do resultado positivo e isso seria bom para as pretensões argentinas.

O jogo melhorou um pouco, muito pela ofensividade da equipe sul-americana. Aos 32, enfim, saiu o gol da Argentina. Em um bate-rebate dentro da pequena área, a bola bateu em Milito e sobrou livre para o zagueiro Demichelis, que encheu o pé e abriu o placar. Dez minutos saiu o segundo gol. Em belíssima jogada de Messi, o goleiro Tzorvas fez outra boa defesa e a bola sobrou no pé de Palermo, que havia entrado poucos minutos antes. O atacante do Boca Juniors chutou de primeira e deu números finais ao placar.

Com a vitória e a boa campanha na primeira fase, a Argentina segue em frente na competição. O adversário nas oitavas de final será o México, assim como acontecera em 2006. Na ocasião, os ‘hermanos’ tiveram muitas dificuldades e venceram o duelo apenas na prorrogação, com gol salvador de Maxi Rodriguez.

Read Full Post »

– Adriano Gabiru é um caso a parte na história do Internacional. Mesmo tendo feito o gol mais importante nos 100 anos colorados na final do Mundial de Clubes contra o Barcelona, em dezembro de 2006, o meia não era unanimidade entre a torcida e a diretoria do Inter. Após rodar em alguns clubes, Gabiru está de volta. E pasmem. O jogador é o principal reforço do Guarani para a disputa do Campeonato Brasileiro da série B, onde o Bugre já é líder com três vitórias em três jogos.

– O lateral esquerdo Leandro foi bem no Palmeiras no ano passado e mesmo assim, foi negociado com o Fluminense. Sem boas atuações nas Laranjeiras, o jogador está de clube novo. Depois de atuar entre 1999 e 2002 no Vitória, Leandro acertou seu retorno ao Barradão até o final do ano. O atleta foi apresentado nesta terça-feira e informou que ainda precisa de pelo menos quinze dias para ficar a disposição do técnico Paulo César Carpegiani.

– Depois da precoce eliminação na Taça Libertadores da América, o treinador Carlos Ischia foi demitido pela diretoria do Boca Juniors na tarde desta terça-feira. Em situação delicada, na 17ª posição no Campeonato Argentino, o provável substituto de Ischia no comando da equipe é o velho conhecido e vitorioso Carlos Bianchi.

– Por muito pouco o zagueiro Fabiano Eller não foi parar no São Paulo na semana passada. O atleta até deixou o treinamento a pedido do técnico Vagner Mancini para negociar com o Tricolor. Mas a negociação não evoluiu e Eller foi reintegrado ao elenco santista. A diretoria do Santos informou que está perto de renovar o contrato do jogador em mais um ano e meio. O zagueiro estará à disposição para o clássico contra o Corinthians, no próximo domingo, na Vila Belmiro.

– O Brasiliense anunciou a contratação do atacante Abuda para a sequência da do Campeonato Brasileiro da série B. Com 23 anos, Abuda foi revelado pelo Corinthians e mesmo jovem, já atuou por diversas equipes como Wolfsburg-ALE, Vasco, Paraná, Avaí e por último no Marília.

– Aos 34 anos e com uma maravilhosa história no Lyon, da França, o meia Juninho Pernambucano anunciou hoje o fim de um romance que rendeu sete títulos nacionais, três Supercopas da França e uma Copa da França ao clube. Eternizado pela torcida, Juninho deixa o Lyon como maior ídolo do clube e agora será disputado por diversas equipes. Com a notícia, clubes brasileiros como Vasco e São Paulo já demonstraram publicamente a intenção de repatriar o atleta. Nas próximas semanas o futuro de Juninho deverá ser conhecido por todos.

– O atacante Ronaldo foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva na tarde desta terça-feira, por ter puxado o cabelo do botafoguense Fahel, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro, no último dia 17. Mesmo sem ter sido expulso pelo árbitro, o STJD usou o recurso da televisão e suspendeu o Fenômeno por um jogo, enquadrando-o no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, por ato desleal. Ronaldo deverá cumprir a punição na próxima partida contra o Santos, no domingo. Como está lesionado, o atacante não jogaria mesmo e, portanto, não acarretará maiores danos ao técnico Mano Menezes.

– A torcida palmeirense está confiante em sua equipe. O Palestra Itália deve estar lotado na importante partida da próxima quinta-feira contra o Nacional-URU, pelas quartas-de-final da Taça Libertadores da América. A diretoria do Verdão anunciou que 20 mil ingressos já foram vendidos de forma antecipada e dessa forma, o torcedor que ainda não garantiu sua entrada deve correr.

Read Full Post »

Taça Libertadores da América

A Taça Libertadores da América 2009 entra em mais uma etapa decisiva, com os quatro jogos de ida das quartas-de-final nesta semana. Vamos a uma breve análise e algumas previsões dos confrontos:

Caracas X Grêmio – Olímpico de Caracas, quarta-feira (27/05), às 21h50
O Grêmio, por ter feito a melhor campanha da primeira fase, tem a vantagem de decidir a vaga no Estádio Olímpico, dia 17 de junho. O Tricolor Gaúcho confirmou o favoritismo nas oitavas-de-final e passou com certa tranquilidade, vencendo as duas partidas contra o peruano San Martín. O Caracas encarou o Deportivo Cuenca, perdeu na ida no Equador e depois se recuperou em casa, vencendo por 4X0. Acredito que o Grêmio avance para as semifinais, mas no confronto dessa semana, os comandados de Paulo Autuori não terão vida fácil na casa do adversário. A vaga deve ser decidida em Porto Alegre. Palpite: Grêmio

Cruzeiro X São Paulo – Mineirão, quarta-feira (27/05), às 21h50
É o único confronto que envolve duas equipes do mesmo país nesta fase do mata-mata. Muita história, rivalidade e tradição em campo. O São Paulo é o clube brasileiro que mais venceu a Libertadores, com três títulos (92, 93 e 05). O Cruzeiro não fica atrás. A equipe mineira é bicampeã (76 e 97) da competição e montou um bom time para esta edição da Libertadores. As duas equipes chegam às quartas-de-final em situações opostas. O Cruzeiro venceu os dois confrontos contra o Universidad do Chile, assegurou a vaga e é apontado como favorito ao título. O São Paulo chega para o confronto um pouco desacreditado e avançou sem entrar em campo, já que o Chivas Guadalajara foi excluído da competição. Cruzeiro e São Paulo nunca se enfrentaram pela Libertadores e com certeza farão dois jogos emocionantes, sem favoritismo. Palpite: São Paulo

Palmeiras X Nacional-URU – Palestra Itália, quinta-feira (28/05), às 22h
As duas equipes já se enfrentaram 11 vezes na história, com cinco vitórias para cada lado e um empate. Pela Libertadores, os uruguaios levam vantagem. Em quatro oportunidades, o Nacional venceu o Palmeiras em duas (ambas em 1971, no Pacaembu por 3X0 e no Centenário por 3X1), houve uma vitória alviverde em 1973 e um empate no mesmo ano. Os uruguaios passearam na primeira fase da Libertadores e terminaram no 3º lugar geral, tendo o ataque mais positivo com 12 gols. Porém, o Palmeiras pode ter vantagem no confronto, pois o Nacional avançou às quartas sem jogar, já que seu adversário nas oitavas-de-final, o San Luís-MEX, foi excluído da Libertadores pelo surto de gripe suína no México. Esse confronto é difícil de fazer algum prognóstico, já que além da tradição das duas equipes, estão em jogo quatro títulos da Libertadores, três do Nacional e um do Palmeiras. Palpite: Palmeiras

Defensor X Estudiantes – Luiz Franzini, quinta-feira (28/05), às 19h30
A equipe argentina, liderada pelo ídolo Verón, passou com facilidade sobre o Libertad nas oitavas-de-final. Venceu por 3X0 na Argentina e empatou em 0X0 no Paraguai. A equipe uruguaia chega às quartas-de-final em estado de êxtase. O Defensor conseguiu a façanha de eliminar o Boca Juniors dentro da Bombonera e além de contar com uma equipe jovem e de boa técnica, a confiança está nas alturas para o confronto contra uma equipe argentina de novo. O Defensor chega como franco atirador no meio de equipes que já conquistaram a Libertadores. O Estudiantes, tricampeão do torneio (68, 69 e 70), deposita todas as suas fichas no veterano Verón. Serão dois duelos equilibrados e vejo os uruguaios com mais chances. Palpite: Defensor

E você torcedor, quais são suas previsões? Opine!

Read Full Post »

Riquelme

O gigante está morto. O grande, temido e tradicional Boca Juniors está eliminado da Taça Libertadores da América 2009. Atuando na mítica Bombonera, os argentinos perderam para o Defensor, do Uruguai, por 1X0 e deram adeus ao sonho de conquistar pela sétima vez o título sul-americano. Mesmo focado no campeonato nacional, os uruguaios entraram determinados, fizeram uma ótima partida, entraram para a história e eliminaram o maior bicho-papão de títulos da América na última década.

Considerado o principal favorito para a conquista da Libertadores-09, o Boca Juniors entrou em campo com uma linda festa dos fanáticos torcedores na Bombonera. Do jeito que os Xeneizes gostam, jogando muita pressão no adversário, que normalmente treme ao ver o caldeirão ferver. Mas os uruguaios não se importaram com a pressão e nem com a ótima estatística da equipe Xeneize. Fizeram uma partida épica e venceram o Boca, que não perdia a 25 jogos em casa pela Libertadores, com um incrível aproveitamento de 92% nos últimos seis anos pela competição sul-americana. O último time que conseguiu a façanha de bater os temidos argentinos dentro da Bombonera foi o azarão Paysandu, em 2003.

A história se repetiu e mesmo que seja considerada zebra, o Defensor fez por merecer tamanha conquista. O grande êxito da equipe uruguaia foi conter o ímpeto dos argentinos e segurar a pressão nos 20 minutos iniciais. Isso aconteceu graças à brilhante atuação do goleiro Martín Silva, que fez pelo menos quatro boas defesas nesse período. Com a partida estabilizada, o Defensor armou um contra-ataque e abriu o placar. Aos 27 minutos da primeira etapa, o ala Pablo Pintos cruzou da direita, Diego de Souza antecipou a zaga e fuzilou o goleiro Abbondanzieri para abrir o marcador.

Mas o Boca, com toda sua experiência, não se abalou e partiu para cima de novo. O empate por 1X1 daria a classificação aos Xeneizes, já que na partida de ida na semana passada, no Uruguai, o jogo terminou empatado por 2X2. O primeiro tempo terminou com o Boca melhor em campo, mas em todas as finalizações dos argentinos, o goleiro Silva aparecia e defendia. O Defensor soube aproveitar sua única chance e foi para o intervalo com a vantagem.

O técnico Carlos Ischia partiu para o tudo ou nada no começo do segundo tempo. Tirou o lateral esquerdo Morel Rodríguez, o volante Battaglia e o meia Chávez e mandou para o campo um trio mais ofensivo e descansado, formado pelos meias Gaitán e Gracián e pelo atacante Figueroa. Com as substituições, o Boca cresceu no jogo e espremeu o Defensor em seu campo de defesa, mesmo com o trio Riquelme, Palermo e Palacio em noite pouco inspirada. Enquanto o goleiro Silva salvava lá atrás, o Defensor com seu ótimo toque de bola armava alguns contra-ataques perigosos e por muito pouco não aumentou a vantagem. Essa foi a tônica do segundo tempo, uma equipe totalmente ofensiva e desesperada atrás do gol de empate contra um Defensor tranquilo, perfeito nos desarmes e que ainda se arriscava ao ataque com perigo.

O Boca ainda teve a chance de empatar a partida e seguir na Libertadores. No final do jogo, aos 41 minutos, após boa triangulação pela direita, a bola foi alçada para a área e Gracián mandou de voleio para o gol. Mas o dia era mesmo do goleiro Martín Silva, que defendeu mais uma e colocou o Defensor nas quartas-de-final da Libertadores. Não precisa de muito para afirmar que foi a partida mais importante da história do clube uruguaio. Eliminar o Boca Juniors dentro de La Bombonera na Libertadores é coisa para poucos, bem poucos times. O Defensor segue em busca do seu primeiro título na competição e na próxima fase enfrentará outra equipe argentina, dessa vez o Estudiantes de La Plata.

Read Full Post »

Hoje aconteceram outras três partidas das oitavas-de-final da Taça Libertadores da América. Com isso, Cruzeiro e Estudiantes de La Plata garantiram vagas nas quartas-de-final e na outra partida, Defensor-URU e Boca Juniors se enfrentaram pela primeira vez e decidirão o classificado na próxima semana.

Na semana passada, o Cruzeiro foi até o Santiago e conseguiu ótimo resultado ao vencer a Universidad de Chile por 2X1. Com essa vantagem, os mineiros receberam os chilenos na noite desta quinta-feira no Mineirão, apenas administraram a partida e mesmo assim conseguiram outra vitória, dessa vez por 1X0, gol de Kléber. Com a classificação da equipe Celeste, os mineiros enfrentarão o São Paulo nas quartas-de-final da competição sul-americana.

O Estudiantes fez o melhor resultado na partida de ida entre os 16 clubes, quando venceu o Libertad na semana passada por 3X0, atuando em La Plata, na Argentina. Com uma missão praticamente impossível, os paraguaios não conseguiram sair do zero no jogo de volta e estão eliminados da competição. O Estudiantes, tricampeão da Libertadores, espera o vencedor do confronto entre Defensor e Boca Juniors. Dessa forma, possivelmente teremos um clássico argentino na próxima fase.

No Uruguai, Defensor e Boca Juniors fizeram a partida de ida das oitavas-de-final e o jogo terminou empatado por 2X2. Os gols foram marcados por Palermo e Palacio para os argentinos e Gagliano e Mora fizeram para os uruguaios. No próximo dia 21, quinta-feira, as duas equipes se enfrentarão em La Bombonera, em Buenos Aires. O Boca conquistará a vaga com a vitória ou com empates por 0X0 e 1X1. Os uruguaios avançam na Libertadores em caso de vitória ou empate com mais de dois gols.

Read Full Post »

– Após o título do Campeonato Carioca 2009, o zagueiro e capitão do Flamengo, Fábio Luciano, confirmou o que previamente tinha informado e encerrou sua carreira. O jogador de 34 anos recebeu inúmeros pedidos dos torcedores e dos próprios companheiros para continuar jogando pelo menos até o final dessa temporada, mas o atleta manteve sua palavra e confirmou a aposentadoria. Fábio Luciano foi revelado pela Ponte Preta, jogou no Corinthians, Internacional, Fenerhahce e Colônia, além de ter vestido a camisa da seleção brasileira.  

– Hoje, o Corinthians apresentou mais um reforço para a sequência da temporada. O meia Marcinho, ex-Noroeste, foi apresentado no Parque São Jorge e viveu uma cena inusitada. O jogador que, durante a entrevista coletiva, se mostrou deslumbrado com a oportunidade de atuar pelo alvinegro, desmaiou momentos depois na academia do clube. O departamento médico do Corinthians medicou o atleta e informou que foi apenas um susto.

– A derrota do Atlético-MG na final do Campeonato Mineiro 2009 para o rival Cruzeiro, custou o cargo do técnico Emerson Leão. A diretoria do Galo agiu rapidamente e confirmou que Celso Roth é o novo treinador do clube. Essa é a segunda passagem de Roth no comando do Atlético. Na primeira vez, em 2003, o técnico comandou a equipe em 40 jogos, com 22 vitórias, 11 empates e sete derrotas.

– O Goiás venceu o Atlético Goianiense na final do campeonato estadual e ficou com o título da competição. Mas o time esmeraldino pode perder a conquista no tapetão. O Atlético se queixa de que o rival escalou o volante Everton de forma irregular e a decisão do Campeonato Goiano será no Tribunal de Justiça Desportiva de Goiás.

– Hoje, a Federação Internacional de História e Estatística (IFFHS) divulgou uma nova lista dos melhores times do Mundo. O Manchester United está no topo, seguido por Barcelona, Chelsea e Boca Juniors. Os brasileiros com maior destaque são: São Paulo (9º lugar), Grêmio (16º), Sport (29º) e Internacional (35º).

– O São Paulo tem mais um desfalque para a Taça Libertadores. Depois da contusão de Rogério Ceni, o Tricolor também não poderá contar mais com o zagueiro Rodrigo. O atleta foi hospitalizado no último final de semana, apresentando um quadro de embolia pulmonar (problema causado por um coágulo sanguíneo em uma artéria do pulmão). Rodrigo continua internado e seu quadro é estável, mas a única certeza é que o jogador ficará longe dos gramados por pelo menos três meses.

– A Conmebol suspendeu de forma provisória o zagueiro mexicano Héctor Reynoso, do Chivas Guadalajara. Na semana passada, na partida entre Everton e Chivas, válida pela Taça Libertadores da América, o atleta ameaçou contagiar com a gripe suína o adversário Sebástian Penco. A punição é para o restante da competição sul-americana.

– A partida que aconteceria na próxima quinta-feira, no Uruguai, entre Defensor X Boca Juniors, válida pelo jogo de ida das oitavas-de-final da Libertadores, foi adiada em uma semana pela Conmebol.  A alegação do clube uruguaio é que o Estádio Centenário não poderia receber a partida nessa semana, já que haverá um show no local. Após a mudança, o jogo está marcado para o dia 14/05.

– Em ótima fase na Itália, o atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, está muito próximo de deixar a Internazionale e acertar sua transferência para o Real Madrid. O clube merengue já demonstra interesse no atleta há algum tempo e hoje o lateral Drenthe deixou escapar que a contratação já está selada.

– O ex-gremista Anderson está com muita moral na Inglaterra. O técnico Alex Ferguson rasgou elogios ao volante brasileiro e afirmou que Anderson será naturalmente o substituto do veterano Paul Scholes, que está próximo da aposentadoria. O talento, a velocidade e a força foram as principais qualidades listadas pelo treinador do Manchester United.

Read Full Post »

Com o final da primeira fase da Taça Libertadores da América, os confrontos das oitavas-de-final estão definidos. Nessa fase de mata-mata, serão cinco equipes brasileiras, duas argentinas, duas uruguaias, duas mexicanas, uma peruana, uma paraguaia, uma venezuelana, uma chilena e uma equatoriana. Novamente, o Brasil domina a maior competição do continente e existe grande possibilidade de termos uma final brasileira, assim como em 2005 e 2006.

O Grêmio, melhor colocado entre os 16 classificados da primeira fase, jogará contra o pior segundo colocado, o San Martín, do Peru. O jogo de ida será na próxima quarta-feira no estádio Monumental de Lima, às 21h50. O trio de arbitragem para essa partida vem do Equador. Carlos Vera foi o árbitro escolhido e será auxiliado por Juan Cedeño e Carlos Herrera.

O Boca Juniors, especialista em Libertadores, enfrentará o Defensor, do Uruguai. Os uruguaios terminaram a primeira fase na segunda colocação do grupo 4, enquanto os argentinos confirmaram o favoritismo no grupo 2 e venceram cinco partidas das seis disputadas. O jogo de ida será na próxima quinta-feira (07/05), às 22h, no estádio Luiz Franzini, em Montevidéu.

O Nacional, do Uruguai, fez uma boa primeira fase e terminou no 3º lugar geral. Seu adversário nas oitavas-de-final será o mexicano San Luís, segundo colocado do grupo 8. Porém, o jogo de ida desse confronto ainda não tem local definido, já que o México foi proibido pela Conmebol de sediar jogos da Libertadores pela epidemia de gripe suína que afeta o país. Dessa forma, a primeira partida entre San Luís e Nacional, está agendada para o dia 13/05, sem local e horário definidos ainda.

O São Paulo, maior vencedor brasileiro da Libertadores, foi o primeiro colocado do grupo 4 e conquistou o 4º lugar na classificação geral. Seu adversário nas oitavas-de-final será o Chivas Guadalajara, do México. Assim como o compatriota San Luís, o Chivas não poderá jogar a partida de ida no estádio Jalisco e assim, a partida foi marcada para o dia 13 de maio pela Conmebol, que nos próximos dias definirá o local e o horário do jogo.

O Cruzeiro, bicampeão da Libertadores, enfrentará nas oitavas-de-final o Universidad de Chile, segundo colocado no grupo 7. Os mineiros disputarão a partida de ida no estádio Nacional, em Santiago, na próxima quinta-feira, às 22h.  O uruguaio Jorge Larrionda será o árbitro da partida, tendo Carlos Pastorino e Eduardo Ponce como assistentes.

O Sport terminou a primeira fase na 6ª colocação geral, sendo o primeiro do grupo 1 e o adversário será o Palmeiras, segundo colocado no mesmo grupo. Novamente, pernambucanos e paulistas se enfrentarão na Libertadores, fazendo o único confronto nacional das oitavas-de-final. O jogo de ida será na próxima terça-feira no Palestra Itália, em São Paulo, às 21h15. Para essa partida, a Conmebol escalou um trio de arbitragem argentino (Sérgio Pezzota, Francisco Rocchio e Horácio Herrero).

O único time paraguaio classificado para o mata-mata é o Libertad. Com a sétima colocação geral, os paraguaios enfrentarão o Estudiantes de La Plata, da Argentina. O primeiro jogo será disputado dia 7 de maio no estádio Mundialista, em La Plata, na Argentina, às 19h40.

O pior primeiro colocado da primeira fase foi o Caracas, vencedor do grupo 6. Os venezuelanos disputarão uma vaga para as quartas-de-final da Libertadores contra o Deportivo Cuenca, do Equador. A partida de ida será realizada na próxima quinta-feira no estádio Alejandro Aguilar, em Cuenca, no Equador, às 17h20.

Palpites: Assim como todo mundo, esse blogueiro também tem o direito de arriscar seus palpites para esses confrontos das oitavas-de-final. Na base do ‘achismo’ vejo o Grêmio já classificado para as quartas-de-final. Os gaúchos devem vencer facilmente os dois jogos contra o San Martín. O Boca que amedronta todo mundo quando se trata de Libertadores, deve passar do Defensor sem facilidade, em duas partidas duras. O tradicional Nacional, tricampeão da Libertadores, conseguirá a vaga contra o San Luís. O São Paulo deve se classificar contra o Chivas com certa dificuldade. O Cruzeiro provavelmente também estará nas quartas-de-final, pois deve ganhar do Universidad de Chile. Vejo o Palmeiras com mais chances de passar pelo Sport e conquistar a vaga. O Estudiantes deve garantir mais um clube argentino nas quartas-de-final e o Caracas deve vencer o Deportivo Cuenca. Vamos aguardar os jogos e ver se meu ‘achismo’ estará correto. Os confrontos serão emocionantes e a Taça Libertadores da América começa de verdade agora.

Read Full Post »

Older Posts »