Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Atlético de Madrid’

PAÍS: África do Sul
NOME DA CONFEDERAÇÃO: South African Football Association
ANO DE FUNDAÇÃO: 1991
APELIDO: Bafana Bafana
PARTICIPAÇÕES EM COPAS DO MUNDO:
2 (1998 e 2002)
RESULTADOS: Nos dois mundiais disputados, os sul-africanos foram eliminados na fase grupos.
COMO SE CLASSIFICOU PARA 2010: Por ser o país-sede, a África do Sul se classificou automaticamente, sem disputar as eliminatórias africanas.
DESTAQUE DO TIME: Steven Pienaar (meio-campo do Everton, da Inglaterra)
TREINADOR ATUAL: Carlos Alberto Parreira (Brasil)
PERSPECTIVAS PARA O MUNDIAL:

– Mesmo com toda a empolgação da torcida, a África do Sul caiu em uma chave difícil. Somando isso com a inexperiência da equipe, as chances de avançar às oitavas-de-final são mínimas.

———————————————————————————————————————————————————————————


PAÍS: França
NOME DA CONFEDERAÇÃO: Fédération Française de Football
ANO DE FUNDAÇÃO: 1919
APELIDO: Les Bleus
PARTICIPAÇÕES EM COPAS DO MUNDO: 12 (1930, 1934, 1938, 1954, 1958, 1966, 1978, 1982, 1986, 1998, 2002 e 2006)
RESULTADOS: Campeã em 1998, vice-campeã em 2006, quarta colocada em 1982 e terceira colocada em 1986.
COMO SE CLASSIFICOU PARA  2010: Só conseguiu a vaga na repescagem da Europa, após vencer a Irlanda.
DESTAQUE DO TIME: Franck Ribéry (meio-campo do Bayern de Munique, da Alemanha)
TREINADOR ATUAL: Raymond Domenech (França)
PERSPECTIVAS PARA O MUNDIAL:

– Com um elenco altamente qualificado, a França ainda vive uma sindrome da dependência de seu maior jogador na história, Zinedine Zidane. Após a aposentadoria do craque, a equipe ainda não conseguiu  encontrar um jogador que comande o time dentro de campo e que faça a diferença. Pode ser uma boa chance de Franck Ribéry mostrar seu valor. As chances de chegar às semifinais são grandes.

———————————————————————————————————————————————————————————

PAÍS: México
NOME DA CONFEDERAÇÃO: Federación Mexicana de Fútbol Asociación
ANO DE FUNDAÇÃO: 1927
APELIDO: El Tricolor
PARTICIPAÇÕES EM COPAS DO MUNDO: 13 (1930, 1950, 1954, 1958, 1962, 1966, 1970, 1978, 1986, 1994, 1998, 2002 e 2006)
RESULTADOS: Atingiu a sua melhor posição em duas oportunidades (1970 e 1986), quando jogando em casa, chegou às quartas-de-finais. Em outras quatro oportunidades (1994, 1998, 2002 e 2006) avançou até às oitavas-de-final.
COMO SE CLASSIFICOU PARA 2010: Não fez boa campanha nas eliminatórias da CONCACAF, mas conseguiu a classificação pois teve saldo de gols maior que a Jamaica.
DESTAQUE DO TIME: Cuauhtémoc Blanco (atacante do Veracruz, do México)
TREINADOR ATUAL: Javier Aguirre (México)
PERSPECTIVAS PARA O MUNDIAL:

– Depois de quatro Copas consecutivas, a Seleção Mexicana passou por uma reformulação e alguns jovens talentos surgiram, como por exemplo o meia Giovanni dos Santos, que atualmente defende o Galatasaray, da Turquia. Com a base formada por jovens e complementada pela experiência dos veteranos Rafael Márquez e Blanco, o México brigará com o Uruguai por uma vaga no Grupo A. Se avançar, pode até aspirar uma vaga nas quartas-de-final.

———————————————————————————————————————————————————————————

PAÍS: Uruguai
NOME DA CONFEDERAÇÃO: Asociación Uruguaya de Fútbol
ANO DE FUNDAÇÃO: 1923
APELIDO: La Celeste Olímpica
PARTICIPAÇÕES EM COPAS DO MUNDO: 10 (1930, 1950, 1954, 1962, 1966, 1970, 1974, 1986, 1990 e 2002)
RESULTADOS: Bicampeã mundial (1930 e 1950), a Seleção Uruguaia conquistou o quarto lugar em duas oportunidades (1954 e 1970), chegou às quartas-de-final em 1966 e duas vezes às oitavas (1986 e 1990).
COMO SE CLASSIFICOU PARA 2010: Só conquistou a vaga no mundial na repescagem, quando venceu o confronto com a Costa Rica.
DESTAQUE DO TIME: Diego Forlán (atacante do Atlético de Madrid, da Espanha)
TREINADOR ATUAL: Oscar Tabárez (Uruguai)
PERSPECTIVAS PARA O MUNDIAL:

– A Celeste não consegue emplacar uma campanha razoável desde a Copa de 90. De lá para cá muita coisa mudou e hoje o elenco está mais qualificado, mas nada que possa fazer frente para grandes potências do futebol. O capitão e zagueiro Diego Lugano é um dos pilares da equipe, além de demonstrar a famosa raça uruguaia, algo que pode servir como diferencial no mundial. Tem chances de se classificar no Grupo A (lutará com o México) e dependendo do adversário das oitavas-de-final (caso chegue lá), pode até sonhar com as quartas-de-final.

Anúncios

Read Full Post »

Oswaldo Giroldo Júnior.

37 anos. 17 anos de futebol profissional.

Depois de tantos anos de futebol, Juninho Paulista se despediu do esporte como atleta na noite desta quarta-feira. Revelado pelo Ituano, Telê Santana viu talento no garoto e o levou para o São Paulo no início dos anos 90. Pelo Tricolor, o jogador brilhou e começou a trilhar uma carreira vitoriosa. Nos tempos de São Paulo foram vários títulos como Libertadores da América, Supercopa, Mundial, Copa Conmebol, entre outros. Com o sucesso no Brasil, Juninho foi vendido para o inglês Middlesbrough, clube que defendeu por duas temporadas e conquistou a Copa da Liga Inglesa.

Pelo Atlético de Madrid, o jogador viveu seu período mais difícil, sofrendo uma grave lesão que o tirou da Copa do Mundo de 1998. Chegava a hora de Juninho voltar para o futebol brasileiro e brilhar no Rio de Janeiro. Primeiro com a camisa do Vasco, conquistando a Copa João Havelange de 2000 (Campeonato Brasileiro daquele ano) e a Copa Mercosul, após vitória épica contra o Palmeiras em pleno Palestra Itália. Juninho também jogou pelo Flamengo em duas oportunidades (entre elas o meio-campo atuou pelo irlandês Celtic e pelo Palmeiras), e na segunda passagem pela Gávea, Juninho sagrou-se campeão Carioca em 2007. Além disso, o jogador teve discreta passagem pelo Sydney FC, da Austrália, antes de retornar ao Ituano, em 2009. Pelo clube que o revelou, Juninho tornou-se também o presidente da equipe com o intuito de reestruturar o clube interiorano, saldar as dívidas e formar uma equipe vencedora.

Pela Seleção Brasileira, Juninho Paulista conquistou talvez seu maior título como atleta profissional, a Copa do Mundo de 2002. Na ocasião, o meio-campo era titular da equipe de Luis Felipe Scolari, mas ao longo da competição perdeu a posição para Kléberson. Nada que tire o mérito da conquista para este bom jogador.

Hoje, em partida decisiva contra a Portuguesa, no Canindé, Juninho Paulista se despediu do futebol. E diferentemente dos clubes em que atuou na carreira, dessa vez o meio-campo lutava contra o rebaixamento no Campeonato Paulista. Algo que o entristeceria como jogador e, principalmente, como dirigente. Porém, depois de estar perdendo por 2 a 0, Juninho marcou um bonito gol, o Ituano conseguiu empatar e, de forma heróica, virou o jogo com um gol de outro pentacampeão, Roque Júnior. A vitória salvou o Ituano do rebaixamento e fez Juninho terminar sua carreira em ‘grande’ estilo. Grande pela realidade atual do jogador. Grande pelas circunstâncias.

Grande por sua idade e por sua carreira no futebol. Ao final da partida, Juninho Paulista chorou copiosamente e foi abraçado por companheiros ainda no gramado. Uma cena marcante e que emocionou todos os amantes do futebol.

Juninho Paulista encerrou sua carreira em grande estilo, sim! E agora voltará todas as suas atenções para reerguer o clube do interior. Boa sorte para ele nessa nova empreitada e que tenha sucesso e dignidade como teve dentro de campo.

Read Full Post »