Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Alex Silva’

O confronto brasileiro das quartas-de-final da Copa Libertadores da América 2010 teve seu primeiro capítulo na semana passada. Mesmo com amplo favoritismo e com um futebol convincente, o Cruzeiro não fez a lição de casa e foi surpreendido pelo São Paulo em pleno Mineirão, sendo derrotado por 2 a 0. O resultado da partida de ida foi fundamental e ontem, jogando diante de 53 mil torcedores no estádio do Morumbi, o São Paulo repetiu o placar do jogo de ida e eliminou os mineiros da competição sul-americana.

A missão do Cruzeiro não seria nada fácil. Era pouco provável que a Raposa conseguisse reverter o resultado e repetir o feito do ano passado, quando nesta mesma fase do torneio eliminou o Tricolor em pleno Morumbi. Se a situação já era complicada, as coisas pioraram ainda mais no primeiro minuto do jogo, quando o atacante Kléber, famoso por sua raça e também por suas cotoveladas, disputou a bola com Richarlyson e deu um tapa na cara do são paulino. O árbitro Jorge Larrionda não hesitou em expulsar o jogador e deixar o caminho ainda mais livre para a classificação dos paulistas. A decisão acertada do juiz foi determinante para o jogo.

O São Paulo tomou conta da partida e partiu em busca do gol para sacramentar a vaga nas semifinais. Enquanto o Cruzeiro, atordoado com um jogador a menos, assistia o adversário, os comandados de Ricardo Gomes pressionavam. Aos cinco e aos sete minutos, o goleiro Fábio fez grandes defesas em investidas de Marlos e Fernandão, respectivamente. Mas de tanto insistir, o Tricolor conseguiu abrir o placar. Numa jogada que parecia perdida pelo lado esquerdo do campo, o lateral Júnior César prendeu a bola entre dois adversários, colocou entre as pernas de Henrique, avançou e rolou para trás. Hernanes chegou sozinho e mandou uma bomba de esquerda para abrir o placar, aos 23 minutos.

O jogo estava consolidado. O São Paulo trabalhava muito bem a bola com Marlos, Rodrigo Souto e Hernanes. Quando o Cruzeiro tentava partir para o ataque, Miranda, Alex Silva, Richarlyson e Júnior César ganhavam todas e livravam o perigo. Vale lembrar que o Tricolor tem a melhor defesa da competição, tendo sofrido apenas dois gols em dez jogos no certame. A equipe paulista ainda teve algumas chances para ampliar o placar na primeira etapa, mas Fábio segurava tudo lá atrás.

Logo no começo da segunda etapa o Tricolor liquidou a fatura. Júnior César lançou a bola, Fernandão desviou de cabeça para Dagoberto, que tranquilamente dominou no peito e tocou por cobertura na saída do goleiro. 2 a 0 no placar, 4 a 0 no resultado agregado. A vaga para as semifinais pela nona vez na história estava consolidada e daí por diante o São Paulo segurou o jogo, trabalhou a bola e acabou com as esperanças celestes.

O sonho do tetracampeonato está cada vez mais vivo e o adversário da próxima etapa será conhecido amanhã, no confronto entre Estudiantes e Internacional. Os jogos das semifinais acontecerão somente depois da Copa do Mundo, nos dias 28 de julho e 4 de agosto, com a segunda partida sendo disputada no Morumbi, independente do adversário.

Depois de começar o ano muito mal, com um futebol apático e sem brio, o São Paulo começa a crescer na hora decisiva. As únicas duas partidas que o Tricolor mostrou bom futebol, marcação implacável e ousadia foram contra o Cruzeiro. Na hora que mais precisou o grupo se uniu e voltou a ter força. A pausa para a Copa do Mundo pode ser negativa, já que depois de vencer dois jogos cruciais contra um adversário forte e favorito ao título, o ideal seria jogar já nas próximas semanas para manter o embalo. A postura são paulina mudou nas últimas duas semanas e o resultado positivo é fruto disso.

Você acredita que o São Paulo é um forte candidato ao título da Libertadores? Se não, em quem você aposta? Opine!

Anúncios

Read Full Post »

O clássico ‘Majestoso’ entre Corinthians e São Paulo era muito importante para as aspirações das equipes no campeonato estadual. Ambos vinham de derrota no meio da semana e só a vitória interessava para os alvinegros, enquanto os são paulinos precisavam vencer para praticamente garantir uma vaga entre os semifinalistas. Em um jogo eletrizante, marcado por erros dos goleiros, o Corinthians venceu por 4 a 3 com um gol nos acréscimos e continua com chances no Paulistão.

O jogo começou com o São Paulo bem postado e chegando ao ataque, mas em poucos minutos os donos da casa colocaram as coisas no lugar e passaram a dominar a partida. Esse domínio foi traduzido em gol, aliás, em gols. A primeira grande chance do Corinthians aconteceu aos 15 minutos. Em um lance incrível, Paulo André cabeceou na trave, no rebote Dentinho mandou no outro poste e na terceira tentativa Rogério Ceni fez grande defesa, salvando o Tricolor. Porém, três minutos depois, o Corinthians abriu o placar, após boa jogada de Danilo, passe de Ronaldo e conclusão de Elias. O jogo ficou quente e não demorou para o alvinegro ampliar a contagem. Miranda não conseguiu interceptar a bola dentro da área e o ex-são paulino Danilo, de direita, mandou uma bomba para marcar o segundo. Um minuto depois o clima esquentou. Washington e Dentinho dividiram a bola, o corintiano agrediu, tomou um empurrão do são paulino e agrediu novamente. O árbitro expulsou os dois e colocou panos quentes na situação.

O jogo parecia perdido para o São Paulo, quando Dagoberto fez boa jogada pela esquerda e rolou para trás, encontrando Jean livre para diminuir o placar. Um gol que renovou as esperanças do time do Morumbi. Na volta do intervalo, Ricardo Gomes tirou o apagado Léo Lima e colocou o atacante Fernandinho. Mas, aos sete minutos, o Corinthians ampliou novamente. Roberto Carlos cobrou falta de longe e Rogério Ceni aceitou. O Timão melhorou na partida de novo e poderia ter feito o quarto e até o quinto gol. Porém, o São Paulo que parecia morto, reviveu e buscou o empate. Primeiro, Hernanes cobrou falta, o goleiro Rafael bateu roupa e Rodrigo Souto aproveitou para marcar o segundo gol. Um pouco depois, Cicinho ergueu a bola na área e, em nova falha do arqueiro corintiano, o volante são paulino aproveitou de novo, marcou seu segundo gol e o terceiro do São Paulo. Com 3 a 3 no placar, Ricardo Gomes sentiu que poderia vencer o clássico e colocou Marlos em campo no lugar de Dagoberto. Mano Menezes, por sua vez, colocou Iarley para tentar a vitória. E o treinador corintiano foi mais feliz. Nos acréscimos, Iarley chutou forte para o meio da área e o zagueiro Alex Silva marcou contra.

O Corinthians mereceu a vitória por 4 a 3, pois foi superior em grande parte do jogo e teve mais raça para decidir. Porém, mesmo com um jogo aberto e bem disputado, as duas equipes ainda não mostraram tudo que se espera delas na temporada. Pelo lado corintiano, Danilo e Roberto Carlos fizeram ótima partida. Elias também jogou bem e, estranhamente, foi substituído no segundo tempo. O treinador errou ao tirá-lo de campo (depois que ele saiu o São Paulo marcou os dois gols que empataram o jogo), já que como de costume, Elias marcava com eficiência e se apresentava muito bem ao ataque. De qualquer forma, Mano Menezes contou com a sorte de ter lançado Iarley nos minutos finais e o atacante decidiu o jogo para os alvinegros.

Pelo lado do São Paulo, Ricardo Gomes parece não ter o controle do grupo. Um elenco qualificado que, em três meses, ainda não fez nenhuma grande partida, não tem sequência e joga um futebol burocrático. Muitos dizem que o atual time são paulino tem a cara do treinador, sem raça, sem vibração. E, de fato, isso está acontecendo mesmo. O São Paulo não vibra durante as partidas, parece estar sempre satisfeito, independente se esteja ganhando ou perdendo. Isso pode prejudicar ainda mais a equipe. Outro fator é a questão do Cicinho. Desde a época de Muricy Ramalho o elenco tricolor carece de um lateral direito de ofício. Por esse motivo, Muricy e Ricardo Gomes sempre improvisaram outros jogadores na posição. A diretoria do São Paulo lutou muito e conseguiu repatriar o Cicinho. Porém, após alguns jogos sem brilho, o lateral foi para a reserva e Jean voltou a ser improvisado. Ora, Cicinho só terá ritmo de jogo disputando as partidas. No banco isso não acontecerá. E perder um jogador no meio de campo como o Jean para colocá-lo numa função que não é a dele, é muito prejudicial para o São Paulo.

Com o resultado, o São Paulo caiu para a quarta colocação e o Corinthians está na cola, em quinto, com um ponto a menos que o rival. Faltando duas rodadas para o final da primeira fase, ambos ainda tem chances reais de avançar às semifinais do Campeonato Paulista.

Read Full Post »

Alex Silva 

O zagueiro Alex Silva, que atualmente joga no Hamburgo, na Alemanha, concedeu uma entrevista e revelou sua insatisfação no futebol europeu e seu desejo de voltar aos campos brasileiros.

 

O Pirulito, apelido da época de São Paulo, apontou os principais motivos para querer retornar ao Brasil. O primeiro é que o técnico holandês Martin Jol, não escala o jogador em sua posição correta. Não é sempre que Alex Silva atua como zagueiro, já que em algumas ocasiões, é escalado como volante e por isso, Alex Silva acredita essa seja a explicação de não ter sido lembrado nas últimas convocações da seleção brasileira. O outro fator decisivo para a escolha é o nascimento de seu filho no próximo mês de outubro.

 

Essa ‘decisão’ já foi comunicada para a comissão técnica e até para a diretoria do clube alemão. O problema de tentar uma transferência para algum clube brasileiro na abertura da próxima janela de transferências, em julho, é que o zagueiro tem contrato com o Hamburgo até 2013. A chance mais viável parece ser a de que alguma equipe tente sua liberação por empréstimo.

 

Alex Silva se destacou no São Paulo em 2007 e formou um histórico trio defensivo ao lado de Breno e Miranda, ajudando Rogério Ceni que ficou sem levar gols por 988 minutos no Campeonato Brasileiro daquele ano, o que foi um fator decisivo para o título Tricolor. Pirulito nunca escondeu seu carinho pelo clube e na sua saída em 2008, afirmou que um dia voltaria.

 

Mas ao que parece, essa volta pode acontecer muito antes do que todos imaginariam. Hoje mesmo, Alex Silva disse que caso o São Paulo se interesse novamente por seu futebol, a preferência é do Tricolor. Com as possíveis saídas de Miranda para o futebol europeu e Rodrigo para o Dínamo de Kiev, seria uma ótima contratação para o setor defensivo do São Paulo e uma grande oportunidade de Alex Silva retornar à seleção brasileira faltando praticamente um ano para a Copa do Mundo.

 

Vamos esperar até o meio do ano e ver se o Tricolor realmente tem interesse no seu antigo pupilo. O que você acha? O São Paulo deve repatriar Alex Silva? Você, São Paulino, gostaria de vê-lo atuando novamente no Morumbi? Opine!

Read Full Post »

Diego

As partidas de volta das quartas-de-final da Copa da UEFA aconteceram na tarde dessa quinta-feira. E a rodada teve grande destaque e influência de brasileiros que atuam no Velho Continente.

 

Na Inglaterra, o Manchester City enfrentou o Hamburgo e precisava vencer a partida por dois gols de diferença, já que no primeiro confronto na Alemanha, os donos da casa ganharam por 3X1. Mas a equipe de Elano e Robinho – em péssima fase e completamente apagado na partida -, não alcançou o objetivo mesmo vencendo a partida por 2X1, o que não foi suficiente. Os gols da partida foram marcados por Elano e Caicedo para o Manchester City e Guerrero descontou para o Hamburgo. O resultado classificou a equipe do zagueiro Alex Silva para as semifinais.

 

O maior destaque tupiniquim dessa quinta-feira foi o meia Diego, atleta do Werder Bremen. O time alemão empatou em 3X3 com a Udinese, em Udine, na Itália, e avançou às semifinais da Copa da UEFA graças à vitória na partida de ida, na Alemanha, por 3X1. Diego, futuro reforço da Juventus, fez bonito. Além de marcar dois gols no jogo e dar a assistência para o terceiro, o meia ainda desperdiçou um pênalti. O outro gol do Werder foi marcado pelo peruano Pizarro. Os italianos da Udinese marcaram através de Inler e Quagliarella (2).  

 

Após o empate em 0X0 na primeira partida das quartas-de-final no Parque dos Príncipes, em Paris, os franceses do PSG foram à Ucrânia e perderam por 3X0 para o Dínamo de Kiev. A equipe ucraniana chegou às semifinais da Copa da UEFA com gols de Bangoura, Landreau (contra) e Vukuojevic.

 

No duelo entre Shakhtar Donetsk e Olympique de Marselha, mais uma vez o futebol brasileiro foi decisivo. Jogando no estádio Velodrome, casa dos franceses, Fernandinho e Luiz Adriano anotaram os dois gols do Shakhtar e Ben Arfa descontou para o Olympique, garantindo a equipe ucraniana nas semifinais da competição. O primeiro jogo terminou em 2X0 para o Shakhtar, que ainda conta com os brasileiros Ilsinho, Willian e Jadson.

 

Com os resultados, os duelos das semifinais da Copa da UEFA serão disputados em clássicos locais, veja:

Hamburgo X Werder Bremen

Shakhtar Donetsk X Dínamo de Kiev 

Read Full Post »