Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Alessandro’

O sonho de conquistar a Copa Libertadores da América de 2010 acabou para o Corinthians. Depois de se planejar desde 2009 para alcançar o sonho no ano do centenário, o Timão venceu o Flamengo por 2 a 1, no Pacaembu, mas não foi suficiente para avançar na competição.

A partida teve dois tempos distintos. Na primeira etapa, o Corinthians mandou no jogo, se impôs e buscou o resultado. Mesmo não mostrando um futebol brilhante, os alvinegros foram eficientes e prenderam o Flamengo no campo de defesa. Isso era evidente, tanto que o Mengão chegou ao campo adversário apenas duas vezes na primeira etapa, ambas sem perigo.

O Timão precisava do resultado e com o apoio da torcida foi para cima. As primeiras tentativas corintianas pararam nas defesas do goleiro Bruno. Porém, aos 27 minutos, depois de muito pressionar, o gol saiu. Danilo cruzou a bola para a área, o zagueiro David tentou cortar e mandou a bola para a rede. O Pacaembu explodiu em festa. O resultado momentâneo levava a decisão para os pênaltis. Mas o Corinthians queria mais.

Roberto Carlos quase marcou o segundo em cobrança de falta, mas Bruno fez outra boa defesa. Se Jorge Henrique pouco produzia por um lado do campo, do outro Dentinho partia para cima com dribles insinuantes e, em uma dessas investidas, o jovem atacante cruzou para a área e a bola foi na cabeça de Ronaldo, que marcou o segundo tento alvinegro.  Era uma vitória merecida. Dois gols no primeiro tempo contra um Flamengo tímido e recuado. Faltavam apenas 45 minutos para o Corinthians conquistar o objetivo e seguir forte rumo ao título.

Mas o técnico Rogério Lourenço, sabedor da qualidade do time da Gávea, tratou de cobrá-los no intervalo e até promoveu uma alteração. Tirou Vinicius Pacheco e colocou Kleberson em campo. Os 15 minutos de descanso foram positivos para o Flamengo, pois o time voltou totalmente diferente para a segunda etapa. Saiu de trás e começou a se arriscar mais. Logo aos quatro minutos, Kleberson deu um precioso passe para Vagner Love marcar o gol rubro-negro. O gol fora de casa dava a classificação para os cariocas.

Alheio a vantagem obtida logo no começo, o Flamengo pôs a bola no chão e dominou o adversário. Com uma postura completamente diferente da primeira etapa, o Mengão melhorou seu setor defensivo e usava seus rápidos laterais para puxar os contragolpes. Vagner Love era o melhor jogador da partida. Além de voltar para ajudar na marcação, o atacante conduzia a bola e cadenciava o jogo. O Corinthians sentiu o baque do gol.

Enquanto o Timão tentava se organizar novamente, o Flamengo chegava com perigo constantemente. Teve, ao menos, umas quatro chances para empatar o jogo e selar de vez a classificação. Kleberson perdeu gol incrível. Adriano fez o mesmo. O tempo foi passando e o Corinthians não conseguia levar perigo. Mano Menezes promoveu três alterações na segunda etapa. Sacou o apagado Jorge Henrique e deu lugar para Iarley que também pouco pegou na bola. Tirou o bom volante Elias, estranhamente, diga-se de passagem, e colocou Jucilei. A outra substituição foi a saída de Alessandro e a entrada do novato Paulinho. Tudo em vão. O Corinthians parecia não ter forças para retomar o controle do jogo.

Nos minutos finais a equipe alvinegra ensaiou uma pressão e partiu para o tudo ou nada. A única chance real aconteceu somente aos 47 minutos, quando Chicão cobrou com maestria uma falta e o goleiro Bruno fez uma defesa espetacular, evitando o gol e consolidando de vez a classificação flamenguista.

O jogo foi muito bom, teve bastante movimentação e luta das duas partes. O Corinthians venceu, mas quem se classificou foi o Flamengo. O primeiro colocado geral na primeira fase da Libertadores foi eliminado pelo último, coisas que acontecem no futebol. A torcida corintiana reconheceu o empenho do time e aplaudiu ao final do jogo. É óbvio que a eliminação precoce foi um grande baque, tendo em vista todo o projeto realizado pela diretoria, as contratações de peso e a grande esperança do torcedor. Mas o futebol é assim mesmo. O Flamengo foi melhor hoje e conseguiu a classificação. Não é o fim do mundo ser eliminado da competição sul-americana.

O Rubro Negro aguarda o confronto entre Universidad do Chile e Alianza Lima para conhecer o adversário das quartas-de-final. No jogo de ida, os chilenos venceram o duelo fora de casa por 1 a 0.

CRUZEIRO E ESTUDIANTES AVANÇAM
As duas equipes que disputaram o título da Libertadores no ano passado continuam firmes no torneio em 2010. O Cruzeiro foi até Montevidéu, não tomou conhecimento do Nacional e venceu por 3 a 0 com gols Thiago Ribeiro, Diego Renan e Gilberto. Com a vitória, os mineiros vão enfrentar o São Paulo nas quartas-de-final, repetindo o confronto do ano passado.

O Estudiantes, atual campeão, venceu o fraco San Luís por 3 a 1 e também carimbou vaga nas quartas-de-final. Os argentinos encaram na próxima fase o vencedor do confronto entre Internacional e Banfield. Os gols do jogo foram anotados por González e Benitez (2) para o Estudiantes, enquanto De La Torre descontou para os mexicanos.

Read Full Post »

Corinthians é tricampeão da Copa do Brasil

No primeiro dia do segundo semestre de 2009, o Corinthians já alcançou seu principal objetivo na temporada. Depois do título invicto no Campeonato Paulista, o Timão é o campeão da Copa do Brasil 2009 e está garantido na Taça Libertadores da América de 2010, ano do centenário alvinegro.

Mais uma vez o Corinthians demonstrou o tamanho de sua grandeza e de sua história. Sem se intimidar com a pressão do caldeirão colorado com mais de 50 mil torcedores, o alvinegro fez o que o Internacional mais temia. Antes dos 30 minutos do primeiro tempo já vencia o jogo por 2X0, em pleno Beira-Rio. Mesmo placar feito na partida de ida, no Pacaembu. O Colorado ainda conseguiu empatar o jogo, mas não foi suficiente. O Corinthians merecidamente conquistou mais uma vez o título da Copa do Brasil, assim como em 1995 e 2002.

A boa vantagem conquistada no primeiro jogo deu segurança para Mano Menezes e seus comandados nos últimos dias. O Inter não se abalou com a derrota em São Paulo e depositou todas as suas fichas na força da torcida colorada e, principalmente, nos retornos de seus principais jogadores (Nilmar e D’Alessandro). Mas como já havia dito e é evidente, o Corinthians conseguiu fazer uma coisa difícil no futebol atual. Montou um grupo e não apenas um time. A força do conjunto alvinegro superou as estrelas e o ótimo time gaúcho.

O Inter começou o jogo pressionando o Corinthians. A posse de bola era totalmente colorada, mas a equipe gaúcha não conseguiu abrir o placar nos minutos iniciais como desejava. E o grande diferencial do Timão nessa edição da Copa do Brasil foi fazer gols fora de casa e isso aconteceu novamente. Aos 20 minutos, o selecionável André Santos cruzou na área e Jorge Henrique subiu mais que o zagueiro Danny Morais para abrir o placar e calar o Gigante da Beira-Rio. Era tudo que Mano Menezes queria. Era tudo que Tite não queria.

E oito minutos depois o Corinthians fez o gol do título. André Santos avançou pela esquerda, saiu na cara de Lauro e encheu o pé para ampliar o placar. A segunda maior torcida do Brasil se emocionou em todos os cantos do país. O Inter desmoronou. A torcida sentiu o baque. A missão de fazer cinco gols e não tomar nenhum era praticamente impossível. E realmente foi. Mas o Colorado não deixou de lutar. Conseguiu se encontrar ainda no primeiro tempo e esbarrou novamente no paredão chamado Felipe. Aos 33 minutos, Nilmar teve a principal chance do Inter no primeiro tempo, mas Felipe operou outro milagre.

Para o segundo tempo o Inter voltou modificado. Alecsandro entrou no lugar de Glaydson e expressou o sentimento da torcida colorada. Disse que ao menos tentaria empatar o jogo, já que o título era improvável. E Alecsandro cumpriu com a sua palavra. Aos 25 e aos 29 minutos o atacante marcou dois gols, empatou o jogo e deu novo ânimo em busca de uma histórica vitória. Isso não aconteceu, mas o Inter perdeu de cabeça erguida e lutou até o final. Mas do outro lado o adversário fez a sua parte muito bem feita e impediu a reação colorada. Os tumultos, expulsões e os  muitos cartões amarelos que aconteceram na partida não valem ser ressaltados. Isso é uma coisa normal em uma final de campeonato entre duas equipes altamente capacitadas. A única coisa que vale lembrar é que não houve violência e o Inter não perdeu a cabeça. Para o bem do futebol e do espetáculo.

Felipe, Alessandro, Chicão, William, André Santos, Cristian, Elias, Douglas, Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho formaram um grande time e fizeram do Corinthians um grande campeão. Tudo sob a batuta do técnico Mano Menezes. Felipe, que foi contestado no pior momento da história corintiana, foi o jogador mais importante dessa conquista. Suas defesas e seus milagres salvaram o Timão em várias partidas e deram a segurança necessária para a equipe conseguir as vitórias. André Santos e Ronaldo também se destacaram um pouco mais que os outros.

A vaga na Libertadores no ano do centenário era o grande desejo de todos os corintianos. E agora o planejamento será totalmente focado na competição sul-americana. Andrés Sanches terá muito trabalho para segurar seus jogadores, em especial o goleiro Felipe, o lateral esquerdo André Santos, os volantes Elias e Cristian e o atacante Dentinho. Os clubes europeus já estão de olho nos campeões da Copa do Brasil.

O Corinthians merece ser parabenizado. Pela conquista, pelos jogadores, pelo grupo e pelo retorno fulminante à elite do futebol nacional. O Timão realmente é fenomenal em 2009. E como a torcida entoa nas arquibancadas, definitivamente ‘o Coringão voltou’.

E você torcedor, concorda que o Corinthians é o melhor time do Brasil no momento? Quem foi o melhor jogador na campanha? Mano Menezes realmente teve um papel importante na conquista? Opine! 

Read Full Post »

CORITIBA: O Coxa já tinha praticamente garantido a vaga nas quartas-de-final da Copa do Brasil na semana passada, quando venceu o ASA-AL, em Maceió, por 4X0. Hoje, atuando no Couto Pereira, a equipe do técnico Rene Simões bateu os alagoanos por 3X0 e agora enfrentará a Ponte Preta na próxima fase. Os gols da partida foram marcados por Marcelinho Paraíba, Ramon e Ariel.

FLAMENGO: O tricampeão carioca não teve total facilidade para chegar às quartas-de-final da Copa do Brasil. Na semana passada, jogando em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, o Mengão empatou em 0X0 com o Fortaleza. Hoje, atuando no estádio Castelão, na capital cearense, o Flamengo terminou o primeiro tempo com o placar zerado e não conseguia dominar a partida. Mas na segunda etapa, as coisas mudaram e a equipe dirigida por Cuca fez 3X0 (Kléberson, Juan e Emerson), garantiu vaga na próxima fase e enfrentará o Inter.  

INTER: O Colorado é outro que já estava nas quartas. Com a fácil vitória no jogo de ida por 3X0, nos Aflitos, no Recife, o centenário Internacional recebeu o Náutico hoje no Beira-Rio, em Porto Alegre e ganhou por 2X0. Os gols da partida foram marcados por Taison e D’Alessandro. A equipe de Tite duelará na próxima fase com o Flamengo.

VASCO: A dificuldade da partida de ida em São Januário, na semana passada, quando o Vasco empatou por 1X1 com o Icasa-CE, foi totalmente um fato isolado mesmo. Hoje, jogando a partida de volta em Juazeiro do Norte, os vascaínos venceram facilmente os cearenses por 4X1 e estão classificados para as quartas-de-final da competição nacional. O próximo adversário é o Vitória. Os gols do Time da Colina foram marcados por Léo Lima (2), Vilson e Elton. O Icasa descontou com Leozinho.  

VITÓRIA: Os tricampeões baianos tiveram a classificação mais suada entre todos os jogos das oitavas-de-final. Com a boa vitória por 3X0 ante ao Atlético-MG, na semana passada, em Salvador, hoje os rubro-negros perderam pelo mesmo placar (gols de Renan, Welton Felipe e Alessandro) atuando no Mineirão e a decisão da vaga foi decidida nos pênaltis. Na última cobrança, o capitão Luciano Almeida perdeu o pênalti e os baianos venceram a disputa por 5X4. O próximo adversário do Vitória são os cariocas do Vasco.

NOTA: As datas e locais das partidas das quartas-de-final da Copa do Brasil serão definidas na sexta-feira pela CBF.

Read Full Post »

Federação Paulista de Futebol

Na noite dessa segunda-feira, a Federação Paulista de Futebol promoveu a festa de encerramento do Campeonato Paulista de 2009 numa casa noturna de São Paulo. Como era de se esperar, o campeão Corinthians dominou a lista de premiações com sete atletas entre os 11 melhores da competição.

A eleição é feita pelo jornal “Diário de São Paulo”, que em cada rodada do campeonato, elegeu os 11 melhores e hoje divulgou os vencedores.

Ronaldo foi eleito o craque do Paulistão-09. Neymar venceu a categoria revelação. O goleiro Fábio, da Portuguesa, foi o menos vazado, com média de 0,76 gols sofridos por partida. O jovem atacante Danilo Neco, da Ponte Preta, foi eleito o destaque do interior. Já o volante Jean, do São Paulo, venceu o prêmio de jogador mais disciplinado do Campeonato Paulista. O troféu de artilheiro da competição ficou com o atacante Pedrão, do Barueri, autor de 16 gols nessa edição do torneio. 

A seleção dos melhores jogadores do torneio foi dominada pelos quatro grandes clubes do Estado. O Corinthians, campeão invicto do Paulistão-09, teve sete atletas na lista e mais o técnico Mano Menezes. O vice-campeão Santos teve um atleta premiado. O Palmeiras teve um representante na eleição e o São Paulo teve dois jogadores indicados.

Veja a lista da Seleção do Paulistão-09:

– Goleiro: Felipe (Corinthians)
– Lateral direito: Alessandro (Corinthians)
– Zagueiros: André Dias (São Paulo) e Chicão (Corinthians)
– Lateral esquerdo: André Santos (Corinthians)
– Volantes: Cristian e Elias (Corinthians)
– Meio-campistas: Mádson (Santos) e Diego Souza (Palmeiras)
– Atacantes: Ronaldo (Corinthians) e Washington (São Paulo)
– Técnico: Mano Menezes (Corinthians)

Read Full Post »