Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Notícias’ Category

Caros leitores do MFC,

Primeiramente peço desculpas pela falta de postagens nos últimos dias. A correria está grande, mas é um por um ótimo motivo. No último domingo (08/08), as cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro foram premiadas com o lançamento do jornal diário Marca Campeão! (veja abaixo as informações sobre o periódico).

Por fazer parte da equipe do jornal, este blogueiro só tem a dizer que o mercado ganhou uma ótima opção, com material de alta qualidade, muita infografia e, principalmente, muitas informações para os leitores amantes dos esportes. Conto com o apoio de todos! Para conhecer o Marca Campeão! basta ir até a banca mais próxima e adquirir o exemplar. Além disso, acessem o portal do jornal: www.marcacampeao.com.br

EJESA LANÇA MARCA CAMPEÃO!

Resultado da aliança com o diário esportivo espanhol Marca, o jornal Campeão, editado pela Ejesa – Empresa Jornalística Econômico S.A – incorpora o título e passa a se chamar Marca Campeão!. O reposicionamento da publicação origina a nova versão carioca do jornal e o lançamento do título em São Paulo, com perspectiva para futura atuação nacional. Alterações editoriais e de operação tornam o veículo a plataforma de esportes para todos os títulos da editora, entre eles O Dia, Brasil Econômico e Meia Hora.

O Marca Campeão! circula diariamente no formato Novo Berliner, fullcolor, com pelo menos 32 páginas por dia. Vendido em bancas, o periódico custa R$ 1,00. Para a nova publicação paulista foi montada uma estrutura completa com uma equipe de mais de 20 profissionais, lideradas por Alexandre Freeland, diretor de redação, e Paulo Julio Clement, editor. Henrique Freitas, superintendente de Negócios Digitais, atua no Rio de Janeiro e São Paulo e também assumiu um papel decisivo na implantação da versão paulista do Marca Campeão!

Esta parceria com o diário espanhol resulta diretamente no conteúdo do Marca Campeão! Agora o título leva ao leitor notícias internacionais exclusivas, entrevistas com atletas e jogadores, dirigentes de clubes entre outras informações. Os torcedores brasileiros terão à mão novos mecanismos para acompanhar as jogadas, passo a passo, com infografias no impresso e na web. Com a reformulação do site, assinada por Aline Freire, editora do online, e André Falcão, coordenador de design do online, o público também poderá conferir vídeos exclusivos.

O Marca Campeão! é, hoje, um dos jornais mais bem desenhados do Brasil. Uma equipe de editores, incluindo arte e fotografia, passou uma temporada na Espanha, dentro do Marca, para se aprofundar e trazer ao Brasil um modelo internacional de operações, com um nível altíssimo de qualidade e inovação. Modalidades como automobilismo vão ganhar destaque.

CAMPANHA

Para marcar o lançamento do Marca Campeão!, a house da Editora O Dia preparou uma campanha completa, com uma estratégia que a divide em três pilares: cobertura junto ao público, cobertura geográfica e freqüência. Com o slogan “O mundo dos esportes na sua mão”, ela é veiculada em dois momentos, de lançamento e sustentação.

Com atuação nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, a campanha conta com rádio, televisão e mídia exterior. No Rio de Janeiro será incrementada a ação de mídia móvel, um ônibus envelopado, que circulará seis dias por semana, oito horas por dia. Em pontos de venda haverá móbile, expositor e banner.

A promoção “Juntou, trocou, ganhou”, lançada no primeiro dia do Marca Campeão! São Paulo, dará aos leitores o mascote do time do Corinthians. Para participar, basta juntar 15 selos que estarão na capa do jornal e trocar em banca credenciada.

FONTE: Adnews (http://www.adnews.com.br/negocios/107164.html)

Anúncios

Read Full Post »

O novo treinador da Seleção Brasileira, Mano Menezes, foi apresentado oficialmente hoje no Rio de Janeiro e logo de cara já fez sua primeira convocação, visando o jogo contra os Estados Unidos, no próximo dia 10 de agosto, em Nova Jersey. Como era esperado, o técnico reciclou completamente a equipe, abriu espaços para os jovens e deixou de lado a maioria dos jogadores que disputaram a última Copa do Mundo.

Acatando ordens da CBF e, principalmente, do torcedor brasileiro que clamava por mudança, Mano Menezes fez o que dele se esperava. A média de idade da atual Seleção Brasileira é de 23,1 anos, bastante inferior a da equipe que disputou o último Mundial, que era de 29,3 anos. O MFC considerou a lista positiva (veja abaixo uma análise dos selecionados) e agora é a hora dos jovens mostrarem serviço com a camisa brasileira. Os únicos remanescentes do fracasso brasileiro na África do Sul são os também jovens Ramires, Thiago Silva, Daniel Alves e Robinho.

Para o gol, o treinador convocou Victor, do Grêmio, Jefferson, do Botafogo, e Renan, do Avaí. Três boas escolhas. O goleiro gremista vem se destacando há um bom tempo e deveria ter ido à Copa do Mundo. Mesmo aos 27 anos, essa é uma idade madura para um goleiro. Jefferson e Renan foram as surpresas. Através do goleiro, o Botafogo conseguiu colocar um jogador no selecionado brasileiro após 12 anos, já que os últimos que jogaram pela Seleção e atuavam com a camisa do alvinegro foram o atacante Bebeto e o zagueiro Gonçalves, em 1998. Renan, o mais jovem dos três, vem apresentando muita qualidade no Campeonato Brasileiro e, mesmo ainda tendo muito a aprender, já demonstra ser um goleiro seguro e com um bom futuro pela frente.

Nas laterais, os escolhidos foram Daniel Alves, do Barcelona, Rafael, do Manchester United, André Santos, do Fenerbahçe, e Marcelo, do Real Madrid. Na direita, boas escolhas. Maicon é sem dúvidas o melhor lateral-direito do mundo, mas é importante testar outras peças. Daniel Alves é titular do Barcelona, já demonstrou potencial e deve ser o titular no amistoso. Rafael, por sua vez, tem apenas 20 anos, saiu do Fluminense muito cedo e, aos poucos, vem ganhando confiança na Inglaterra.

Marcelo fez o mesmo caminho. Saiu das Laranjeiras, tem 22 anos, e é titular do Real Madrid. Além disso, poderia ter ido à Copa como titular, não fosse a teimosia de Dunga. O caso de André Santos é um pouco mais complicado. Antes homem de confiança de Dunga, o lateral se envolveu em um escândalo sexual na Turquia e perdeu seu espaço. Entretanto, Mano Menezes o conhece bem dos tempos de Corinthians e lhe deu uma nova chance.

No setor defensivo, os selecionados foram os zagueiros Henrique, do Racing Santander, Thiago Silva, do Milan, Réver, do Atlético-MG, e David Luís, do Benfica. Henrique foi muito bem pelo Coritiba, chegou ao Palmeiras e também fez bons jogos, até que foi vendido ao Barcelona, que o emprestou ao Racing Santander. Zagueiro clássico e seguro que pode ajudar o Brasil. Thiago Silva dispensa apresentações, esteve na Copa do Mundo como reserva, mas já é titular do Milan e parece ser nosso melhor defensor da lista.

O zagueiro Réver é uma incógnita. Após fazer boas temporadas pelo Grêmio, o jogador foi vendido ao Wolfsburg, da Alemanha, mas não disputou um jogo sequer com a camisa do clube alemão, até ser cedido ao Atlético-MG, clube pelo qual o defensor se apresentará esta semana. Mano confia nele e o conhece desde a época do Grêmio, mas existem outros atletas no mercado mais qualificados que ele.  Desconhecido da grande maioria dos brasileiros, o zagueiro David Luís também foi lembrado. Jovem jogador do Benfica, o atleta começou a carreira no Vitória, da Bahia, e também passou pelas divisões de base da Seleção Brasileira. Uma boa aposta.

No meio de campo, os nomes agradaram. O volante Lucas, do Liverpool, tem bom desempenho na Europa e também pela Seleção, já que participou dos Jogos Olímpicos, em 2008. Ramires continuou na equipe brasileira, já que foi um dos poucos que se destacou no Mundial e vem jogando bem pelo Benfica. Carlos Eduardo, do Hoffenheim, da Alemanha, também foi lembrado. O jogador atuou sob o comando de Mano Menezes no Grêmio e já fez três boas temporadas pelo clube alemão. Paulo Henrique Ganso, do Santos, dispensa comentários e, novamente, não fosse a teimosia do antigo treinador, era nome certo no time que foi à África do Sul. Sandro, do Internacional, e Hernanes, do São Paulo, já demonstram há um bom tempo serem jogadores maduros e que, ao que tudo indica, terão lugar cativo na Seleção Brasileira daqui pra frente.

Outro ‘desconhecido’ do povo brasileiro é o meia Ederson, do Lyon. O paulista começou sua carreira no Rio Grande do Sul, com passagens pelo RS Futebol, Internacional e Juventude, indo depois para o time francês. Titular absoluto e camisa 10 do Lyon, o jogador mereceu a chance muito pela boa campanha na Liga dos Campeões. Talvez o único nome pouco entendido foi o de Jucilei, do Corinthians. Mesmo sendo um bom jogador e versátil nos mais variados esquemas, o corintiano é reserva na equipe que Mano Menezes comandou até ontem, portanto, o mais sensato seria convocar o volante Elias, que se destaca há um bom tempo e que é o titular da posição no ex-clube do atual treinador do Brasil.

No ataque, ótimas apostas. O trio do Santos (Neymar, André e Robinho) fez um primeiro semestre incrível e virou manchete em todo o mundo. Robinho, mesmo jovem, já é bastante experiente. Já se demonstrou mais maduro durante a Copa do Mundo e, daqui para frente, será um dos líderes desta equipe. Neymar é outro que dispensa comentários e também deveria ter ido ao Mundial. André, companheiro dos dois no alvinegro praiano, pode ser considerado uma surpresa, mas o seu faro de gol e oportunismo já fez com que o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, apostasse em seu talento e levasse mais uma joia do futebol brasileiro para o Velho Continente.

Aos 20 anos, Alexandre Pato, do Milan, é outro que despontou muito cedo no futebol, foi vendido ao Milan e atualmente é titular do time italiano. O mais velho dos atacantes é Diego Tardelli, do Atlético-MG, que há muitas temporadas demonstra ser um artilheiro nato e que chegou a ficar na lista de espera de Dunga para a Copa do Mundo.

Num modo geral, a convocação de Mano Menezes foi satisfatória. Dos 24 jogadores convocados, apenas cinco têm idade superior a 25 anos, o que é algo importante. Além disso, outros sete atletas possuem idade olímpica, outro adendo importante, já que daqui a dois anos acontecerá as Olimpíadas de Londres. O trabalho será árduo, mas com tantos talentos, basta Mano Menezes ser sensato, chamar quem realmente merece ir e que não convoque este ou aquele por afinidade ou lealdade, como vimos recentemente.

E você torcedor, o que achou da lista? Quem você colocaria? Quem tiraria? A convocação foi justa? Opine!

Read Full Post »

O MFC e a imprensa do mundo inteiro noticiaram no início da tarde desta sexta-feira que Muricy Ramalho era o novo treinador da Seleção Brasileira. Entretanto, algumas horas depois, o caso teve uma reviravolta incrível, a diretoria do Fluminense não liberou o treinador e, de quebra, aumentou seu salário e renovou seu contrato até 2012.

A CBF, famosa por sua desorganização e falta de planejamento, mais uma vez fez papel ridículo.  Convidou Muricy Ramalho para ocupar o cargo sem nem ter consultado Roberto Horcades,  presidente do Fluminense. Quando a notícia se espalhou, Horcades e Celso Barros, presidente da patrocinadora do clube carioca, trataram de conceder entrevista coletiva contrariando a vontade da CBF e decretando que Muricy continuará nas Laranjeiras.

Outro erro do manda-chuva Ricardo Teixeira. Eterno no cargo, Teixeira coleciona falcatruas, arrogância contra tudo e contra todos, além é claro das inúmeras investigações que envolvem seu nome. Agora, o cartola precisará contratar um treinador ainda neste final de semana, já que na segunda-feira, por ordens da Fifa, a Seleção Brasileira precisa ser convocada para o amistoso do próximo dia 10 de agosto, contra os Estados Unidos, em Nova Jersey.

Assim, conforme o MFC havia publicado no último dia 21 (https://macedofutebolclube.wordpress.com/2010/07/21/novo-tecnico/), o nome de Mano Menezes ganhou força de novo e, ao que tudo indica, o atual treinador corintiano aceitará o convite e assumirá o comando do futebol brasileiro. Aliás, Mano Menezes concederá entrevista coletiva na manhã deste sábado para anunciar sua saída do Timão.

Read Full Post »

Ricardo Gomes é treinador do São Paulo desde o dia 20 de junho de 2009. Chegou ao Tricolor para apagar um incêndio e, mesmo contestado, vem seguindo no cargo. Porém, após uma série de três resultados negativos, o “francês”, como é conhecido, se tornou um dilema para a diretoria do São Paulo. Às vésperas da semifinal da Copa Libertadores da América, que começa a ser decidida a partir da próxima quarta-feira, os cardeais são-paulinos não sabem o que fazer. Muitos querem a cabeça do técnico, outros defendem a permanência por falta de tempo hábil para outro comandante assumir o posto e, o presidente Juvenal Juvêncio, aparentemente faz vistas grossas e não se pronuncia.

O ex-zagueiro do Fluminense e da Seleção Brasileira assumiu o cargo em 2009 num momento caótico, após o Tricolor ter sido eliminado pelo Cruzeiro na Copa Libertadores da América e a diretoria ter rompido o contrato com Muricy Ramalho. Ricardo Gomes pegou a equipe do Morumbi lá embaixo na tabela do Brasileirão-09 e, por muito pouco, não conseguiu o heptacampeonato nacional. Fez uma boa campanha, é verdade, mas desde sempre foi muito criticado pela torcida e também pela imprensa paulista.

Neste ano, mesmo perdendo todos os clássicos que disputou, o treinador conseguiu levar o time às semifinais do Campeonato Paulista (o único grande clube da Capital à chegar nesta fase). Na Copa Libertadores da América, apesar de o São Paulo estar na semifinal, a equipe passou por maus bocados na primeira fase, quase foi eliminada pelo inexpressivo Universitário, do Peru, nas oitavas de final e, só apresentou um futebol convincente nas duas vitórias sobre o Cruzeiro, na fase de quartas de final. No torneio nacional, o São Paulo figura na modestíssima 13ª posição e vem de uma série de três resultados negativos após a parada para a Copa do Mundo.

Tais resultados geraram muita reclamação da torcida são-paulina e também nos corredores do Morumbi, de gente influente que comanda o clube. Que o técnico não é unanimidade não é novidade, mas o caso que acontece desde ontem é muito curioso. Após o frustrante empate contra o Grêmio Prudente, na noite de quarta-feira, alguns membros da diretoria do Tricolor se reuniram e decidiram demitir o treinador. Porém, a divergência de opiniões se arrastou por toda a quinta-feira.

“Eu não tenho nenhuma definição. Pode acontecer uma mudança, uma transformação, mas longe do que estão dizendo”, disse Carlos Augusto de Barros Silva, vice-presidente de futebol e mais conhecido como Leco. Por outro lado, o diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes continuou bancando o treinador: “Eu posso lhe garantir que nada mudará. Conversei pela manhã com o presidente Juvenal Juvêncio, que não está em São Paulo (está em Brasília) e o seguimos dando total respaldo ao trabalho do Ricardo. Estou lhe garantindo que ele comanda o time no próximo domingo, contra o Santos”.

Avesso as manifestações, Ricardo Gomes cumpriu suas obrigações, apareceu logo cedo no CT da Barra Funda e durante a tarde comandou o treino de seus jogadores. Foi embora sem dar entrevistas e, no início da noite, as especulações voltaram com tudo. O repórter da rádio Jovem Pan, Marcello Lima, que havia confirmado durante a tarde que o treinador Ricardo Gomes seria demitido, continuou defendendo sua notícia e ainda colocou mais um adendo. Segundo as fontes do jornalista, Dunga, o ex-técnico da Seleção Brasileira, já está contratado pelo São Paulo e se apresentará na próxima segunda-feira, dois dias antes da decisão com o Internacional. O comentarista Flávio Prado, também da Jovem Pan, confirmou a informação do colega e deu como certa a vinda do novo técnico.

Porém, um pouco depois, o São Paulo, por meio de João Paulo de Jesus Lopes, tratou de desmentir as informações e foi categórico em entrevista concedida ao repórter Alex Müller, da rádio Bandeirantes. “Existem pessoas querendo instaurar crise no clube. O Ricardo está garantido no cargo ao menos até o jogo de volta contra o Inter (dia 5 de agosto, pela Libertadores). O Dunga não tem o perfil do São Paulo. A entidade o respeita por ele ter um perfil vencedor como jogador, mas não tem o perfil para ser treinador do São Paulo”.

Diversos jornais e sites pelo Brasil afora dão como certa a contratação de Dunga e, principalmente, a demissão de Ricardo Gomes num momento crucial da temporada. Independente do que aconteça, o certo é que a diretoria do São Paulo, tão famosa pela organização e planejamento, está pisando na bola. Ricardo Gomes foi contratado às pressas. Já chegou ao clube com a fama de inexperiente e pouco a pouco comprovou isso. Não foi capaz de dar um padrão para o time, mexeu na equipe quando não precisava e, quando era necessário, não o fez.

Entretanto, isso quem teria que ter percebido era o presidente Juvenal Juvêncio e sua trupe. Se fosse para demitir o técnico, isso deveria ter sido feito antes da parada para a Copa do Mundo, já que o novo comandante assumiria o elenco e teria tempo de sobra para treinar e implantar seu estilo. Agora, a cinco dias do jogo mais importante da temporada, a mudança seria péssima. Em todos os aspectos. Dunga ou qualquer outro treinador que venha a assumir o cargo, não terá tempo para fazer nada. Apenas vestirá o agasalho e sentará no banco de reservas. Não terá intimidade com os jogadores e não conseguirá nem decorar o nome de todos. Isso é ruim para os atletas também, que já estão acostumados com o jeito de Ricardo Gomes e não terão o mínimo de abertura com o novato.

Os muitos erros de todas as partes podem custar caro para o São Paulo. O Internacional, adversário da próxima semana, fez o que o Tricolor deveria ter feito. Mudou o comando antes do Mundial, deu tempo para Celso Roth trabalhar e os resultados já começam a aparecer. Em três jogos foram três vitórias. Independente do que aconteça nesta sexta-feira e nos próximos dias no São Paulo, a equipe paulista chegará fragilizada no confronto, enquanto os gaúchos chegarão confiantes e com a faca e o queijo na mão. Aguardemos os novos capítulos.

E você torcedor, o que pensa sobre o assunto? O São Paulo fará certo em demitir Ricardo Gomes? Dunga é um bom nome para substituí-lo? Deixe sua opinião!

Read Full Post »

Antigamente, a profissão de técnico de futebol não era nada valorizada. Enquanto uma pequena parte dos jogadores ganhava bons salários, os treinadores eram personagens secundários em suas equipes ou seleções. Dos anos 90 para cá, muita coisa mudou. Além dos já conhecidos salários exorbitantes recebidos pelos jogadores, os técnicos também passaram a ser mais valorizados. O salário aumentou, a procura pelo cargo também, além da responsabilidade, obviamente.

Enquanto uns gostam de ser tratados como ‘manager’, casos esses de Vanderlei Luxemburgo e José Mourinho, outros preferem a alcunha de operários, como o atual treinador do Fluminense, Muricy Ramalho. Independente da qualidade de cada um, os treinadores sofrem. Quando ganham um título no comando de determinada equipe, são ofuscados pelos jogadores decisivos. Se perderem um jogo ou uma competição, logo têm sua qualidade colocada à prova, são chamados de ‘burro’ e, muitas vezes, perdem seus empregos por fracassos de seus comandados no gramado.

Na Copa do Mundo, a história é a mesma. Eles são contestados antes mesmo de o torneio começar. Primeiro por não levar esse ou aquele jogador. Depois, se não conseguirem os resultados esperados pelos dirigentes, patrocinadores e, principalmente, pela torcida, também são crucificados. A pressão sobre o pobre homem que fica se esgoelando na lateral do campo é absurda. Não basta ser um bom entendedor de futebol para ser técnico, é preciso suportar pressão de todos os lados. Jogadores que não toleram a reserva, outros que não conseguem desenvolver o mesmo papel sempre, além é claro da cornetagem da imprensa e da torcida.

Um número que evidencia bem essa afirmação vem da própria Copa do Mundo. Enquanto Uruguai, Holanda, Alemanha e Espanha ainda correm atrás do título, das outras 28 seleções que já foram eliminadas do torneio: 13 técnicos já foram demitidos, oito têm situação indefinida e, apenas sete devem continuar no cargo (veja abaixo a lista com a situação de cada treinador/seleção). Assim sendo, realmente é possível afirmar que ser técnico de futebol não é uma tarefa das fáceis, mesmo ganhando fortunas em alguns casos.

E você leitor, o que pensa sobre o assunto? Aliás, vale a pena ganhar tanto dinheiro e não ser reconhecido quase nunca? Opine!

TREINADORES DEMITIDOS
– Carlos Alberto Parreira (África do Sul)
– Javier Aguirre (México)
– Raymond Domenech (França)
– Huh Jung-Moo (Coreia do Sul)
– Otto Rehhagel (Grécia)
– Rabah Saadane (Argélia)
– Pim Verbeek (Austrália)
– Takeshi Okada (Japão)
– Paul Le Guen (Camarões)
– Marcello Lippi (Itália)
– Gerardo Martino (Paraguai)
– Dunga (Brasil)
– Sven-Göran Eriksson (Costa do Marfim)

TREINADORES COM SITUAÇÃO INDEFINIDA
– Lars Lagerbäck (Nigéria)
– Diego Maradona (Argentina)
– Bob Bradley (Estados Unidos)
– Milovan Rajevac (Gana)
– Ricki Herbert (Nova Zelândia)
– VladimíRr Weiss (Eslováquia)
– Marcelo Bielsa (Chile)
– Reinaldo Rueda (Honduras)

TREINADORES QUE CONTINUARÃO NO CARGO
– Fabio Capello (Inglaterra)
– Matjaz Kek (Eslovênia)
– Radomir Antic (Sérvia)
– Morten Olsen (Dinamarca)
– Kim Jong Hun (Coreia do Norte)
– Carlos Queiroz (Portugal)
– Ottmar Hitzfeld (Suíça)

Read Full Post »

As duas principais divisões do Campeonato Brasileiro tiveram seus últimos jogos antes da Copa do Mundo neste final de semana. Séries A e B tiveram sete rodadas e agora só terão os próximos jogos depois da decisão do mundial, dia 11 de julho.

Na série A, o Corinthians fez o que dele se esperava. Depois de ser eliminado da Copa Libertadores, principal objetivo da temporada, o Campeonato Brasileiro se tornou obrigação para o time do Parque São Jorge. Com cinco vitórias e dois empates, o Timão somou 17 pontos e ficará, pelo menos nos próximos 38 dias, na liderança da competição.

A grande surpresa do torneio até o momento vem do Nordeste. Recém-promovido à primeira divisão, o Ceará surpreendeu e fez a mesma campanha que o Corinthians, ficando na segunda posição apenas por ter um gol a menos de saldo. Mesmo que não consiga se manter entre os primeiros até dezembro, o Vovô tem grandes chances de fazer campanha intermediária e conquistar a vaga na Copa Sul-Americana no ano que vem, o que já será uma vitória.

Na terceira posição, outra surpresa. Muricy Ramalho chegou ao Fluminense num período ruim, foi eliminado da Copa do Brasil e as coisas pareciam rumar para o mesmo fim que 2009, quando o clube lutou até a última rodada para se manter na primeira divisão. Ledo engano. Em pouco tempo, o tricampeão brasileiro mudou a forma do time jogar, os atletas melhoraram o rendimento e a confiança fez com que o Tricolor terminasse essa primeira etapa do Brasileirão com quatro vitórias consecutivas e a terceira colocação assegurada. Até aqui foram cinco vitórias e duas derrotas.

O Santos, apontado como o principal favorito para o título, também não fez feio. Com três vitórias, três empates e somente uma derrota, o Peixe passará a Copa do Mundo na quarta colocação. Depois do mundial, o alvinegro disputará a decisão da Copa do Brasil contra o Vitória e ainda tentará o terceiro título nacional.

Atrás do Santos aparece outra surpresa do campeonato, o Guarani. Também vindo da segunda divisão neste ano, o Bugre figura na quinta colocação, com 12 pontos e com o atacante Roger, artilheiro do certame com seis gols. Depois de tantos anos penando nas divisões inferiores, o Guarani tem grandes chances de se firmar na série A e manter o mesmo ritmo no segundo semestre.

Outros postulantes ao título também fazem campanha razoável como são os casos de São Paulo (), Flamengo () e Cruzeiro (11º). O Palmeiras (10º), em meio a tantas crises e polêmicas, até que não faz má campanha.

Os destaques negativos ficam por conta do Internacional (16º) que somou apenas sete pontos em sete jogos e depois do mundial, além de ter de se preocupar com a semifinal da Libertadores contra o São Paulo, terá que melhorar bastante seu rendimento para figurar nas primeiras posições da tabela. Além dos gáuchos, os três Atléticos passarão a Copa do Mundo na zona de rebaixamento do Brasileirão.

O Atlético-PR (17º), que nas últimas temporadas vêm colecionando fracassos e campanhas pífias, parece que fará o mesmo papel em 2010. Já o Atlético-MG (18º), que tem no banco de reservas um treinador todo confiante e que prometeu conquistar o título nacional para os mineiros, vai descendo ladeira abaixo. O Galo somou apenas seis pontos em sete rodadas, com duas vitórias e cinco derrotas.  Lá embaixo, na lanterna do torneio, figura o Atlético-GO (20º), que fez boa campanha na Copa do Brasil, perdeu a força e só venceu um jogo até aqui. No meio das três equipes atleticanas, aparece o Vasco (19º), que retornou à série A neste ano e, se não tomar jeito, voltará para a divisão inferior do Brasileirão.

SÉRIE B

O ‘Brasileirinho’ fechou a 7ª rodada sem nenhuma surpresa. O Paraná é líder com 15 pontos (5V e 2D), seguido por América-MG, Coritiba e Náutico, ambos com campanhas semelhantes (14 pts, 4V, 2E e 1D), separados apenas pelo saldo de gols.

Outras equipes que sonham em voltar à séria A precisam melhorar. Figueirense (), Portuguesa (), Bahia (), São Caetano (), Sport (14º), Santo André (15º) e Ponte Preta (16º) ainda fazem campanha irregular e têm a chance de melhorar durante a pausa para a Copa do Mundo.

Na zona do rebaixamento, figuram equipes medianas como América-RN (17º), Ipatinga (18º), Duque de Caxias (19º) e Vila Nova-GO (20º). No quesito artilharia, Eduardo, do São Caetano,  segue na frente, isolado, com seis gols anotados.

Agora, resta aos torcedores se prepararem para o início da Copa do Mundo e voltarem todas as energias positivas para a Seleção Brasileira. Aqueles não-patriotas, estarão ligados em sua seleção preferida. O Brasileirão e o Brasileirinho dão uma pausa, mas o futebol continuará acontecendo com altas doses de emoção nos gramados da África do Sul.

E aí torcedor, o que você achou dessas sete rodadas iniciais do Brasileirão e do Brasileirinho? Será que os que figuram na parte de cima da tabela se manterão lá até o final? E quem está embaixo, tem chances de melhorar? Opine!

Read Full Post »

Historicamente no período pré-Copa do Mundo, jogadores se contundem e precisam ser cortados de suas seleções. Em 2010, na África do Sul, essa escrita está mantida e o pior, o número de lesionados pode superar outros mundiais. Ontem e hoje, alguns jogadores que eram tidos como grandes apostas para o mundial, sofreram graves lesões (vejas as listas de cortados e possíveis desfalques abaixo) e deixaram as outras seleções em estado de alerta.

Um dos principais casos aconteceu no amistoso entre Japão e Costa do Marfim, disputado ontem em Sion, na Suíça, e vencido pelos africanos por 2 a 0. Aos 15 minutos da primeira etapa, o atacante Didier Drogba dividiu a bola com  o zagueiro nipo-brasileiro Marcus Túlio Tanaka, que bateu seu joelho no braço do marfinense.

O zagueiro brasileiro naturalizado japonês ficou chocado com a situação, mas foi absolvido pelos adversários. “Ele (Marcus Túlio Tanaka) não foi mal-intencionado ou estúpido. Ele não quis machucar ninguém, mas o futebol é um esporte de contato”, sentenciou o técnico da Costa do Marfim, o sueco Sven-Goran Eriksson.

Após o choque, Drogba ficou caído no gramado, aparentemente com muita dor, e depois de ser atendido pelos médicos, foi prontamente encaminhado para um hospital próximo ao estádio. Horas mais tarde, o jogador foi operado num hospital em Berna, na Suíça, e a cirurgia foi tranquila e teve êxito. A fratura detectada no osso cúbito (cotovelo) do braço direito pode ser recuperada em dez dias, antes da estreia dos marfinenses contra Portugal no mundial.

Além de ser a principal estrela da Costa do Marfim, Drogba é um jogador respeitado no futebol mundial, graças a números respeitáveis: marcou 29 gols em 32 partidas nesse ano.

Outro caso preocupante aconteceu hoje, no amistoso entre Holanda e Hungria, disputado em Amsterdam. A goleada por 6 a 1 dos holandeses foi ofuscada pela contusão do principal jogador da ‘Laranja Mecânica’, o meia-atacante Arjen Robben. O atleta do Bayern de Munique entrou no jogo no segundo tempo e, em menos de 45 minutos em campo, fez dois gols, deu uma assistência e quando tentou dar um passe de calcanhar, sentiu uma contusão e desabou no gramado.

O clima de euforia dos torcedores foi trocado por um silêncio e muita preocupação. Robben saiu mancando e amparado pelos médicos da seleção holandesa. Até o momento, nenhuma notícia foi divulgada informando o resultado dos exames. Caso seja grave o caso, o jogador certamente será cortado da equipe e deixará a Holanda com um desfalque e tanto na África do Sul.

Além desses dois casos, outros inúmeros jogadores já foram cortados de suas seleções por lesões. Por esse motivo, as equipes que ainda não tiveram nenhum corte, estão tomando o máximo de cuidado para não serem prejudicadas a seis dias do início da Copa do Mundo.

JOGADORES CORTADOS DA COPA DO MUNDO:
– René Adler (goleiro da Alemanha)
– Jose Bosingwa (lateral direito de Portugal)
– Rio Ferdinand (zagueiro da Inglaterra)
– Tae-Hwi (zagueiro da Coreia do Sul)
– Heiko Westermann (zagueiro da Alemanha)
– Jacques Zoua (zagueiro de Camarões)
– Rhys Willians (zagueiro da Austrália)
– Mourad Meghni (volante da Argélia)
– Lass Diarra (volante da França)
– Micahel Essien (volante de Gana)
– Simon Rolfes (volante da Alemanha)
– Michael Ballack (meia da Alemanha)
– David Beckham (meia da Inglaterra)
– Bosko Jankovic (meia da Sérvia)
– Miroslav Karhan (meia da Eslováquia)
– Obi Mikel (meia da Nigéria)
– Salvador Cabañas (atacante do Paraguai)
– Marco Streller (atacante da Suíça)
– Christian Träesch (atacante da Alemanha)
– Charlie Davies (atacante dos Estados Unidos)

LESIONADOS, QUE AINDA PODEM SER CORTADOS DO MUNDIAL:
– Martin Skrtel (zagueiro da Eslováquia)
– Yasuyuki Konno (zagueiro do Japão)
– Andrea Pirlo (meia da Itália)
– Mauro Camoranesi (meia da Itália)
– Tim Brown (meia da Nova Zelândia)
– Nani (atacante de Portugal)
– David Suazo (atacante de Honduras)
– Wilson Palacios (atacante de Honduras)
– Didier Drogba (atacante da Costa do Marfim)
– Humberto Suazo (atacante do Chile)
– Harry Kewell (atacante da Austrália)
– Lee Dong-Guk (atacante da Coreia do Sul)
– Arjen Robben (atacante da Holanda)

Read Full Post »

Older Posts »