Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \31\UTC 2009

Ele tem 24 anos, um preparo físico invejável e uma habilidade rara no futebol atual. O atacante Nilmar, do Internacional, é mais uma das jóias raras nascidas no Brasil e que nos encantam a cada partida disputada.

Revelado no próprio Inter, Nilmar foi vendido em 2004 para o Lyon, da França, mas teve poucas chances e no ano seguinte acertou contrato com o Corinthians. Após duas graves contusões e alguns imbróglios judiciais, o atacante acertou seu retorno ao Inter em meados de 2007.

Todo esse histórico descrito acima tem um motivo. E que motivo. No último sábado, o Inter foi até Caxias do Sul e empatou em 3X3 com o Juventude, em partida válida pelo Gaúchão 2009. O resultado pouco importa. O segundo gol do Inter, feito por Nilmar, é uma pintura que enlouquece qualquer amante do futebol (veja o gol abaixo).

Nilmar

Dunga, na próxima lista de convocados da seleção brasileira, não se esqueça do Nilmar. O futebol agradece!

Veja a pintura feita por Nilmar:

Anúncios

Read Full Post »

O Campeonato Paulista que há anos não empolga o torcedor, os jogadores e principalmente os dirigentes, que sempre dão preferência no primeiro semestre a outras competições como a Copa do Brasil e a Taça Libertadores da América, está chegando ao final da primeira fase. Porém, a partir das semifinais, jogadores e cartolas deixam a falta de comprometimento de lado e colocam em campo toda a rivalidade.

O atual campeão paulista, o Palmeiras, chega ao final da 17ª rodada já classificado e em caso de vitória no próximo jogo conta o Oeste, em Itápolis, garante também a primeira colocação isolada com uma rodada de antecedência. Além disso, a equipe alviverde terá a vantagem de jogar pelo empate nas próximas fases e sempre jogando a segunda partida no Palestra Itália.

Segundo o matemático Tristão Garcia, o São Paulo, novo vice-líder, tem 99% de chances de classificação, dependendo apenas de um empate contra o Guaratinguetá na próxima quinta-feira, no Morumbi, para selar a vaga. A equipe de Muricy Ramalho chegou aos 36 pontos após a vitória por 1X0 no clássico contra o Palmeiras e contou com a ajuda do Corinthians, que não passou de um empate sem gols em Campinas, contra o Guarani.

O Corinthians, mesmo sendo o único time invicto do Paulistã0-09 – com nove vitórias e oito empates -, ainda corre pequenos riscos de deixar a classificação escapar. O matemático aponta que a equipe alvinegra tem 96% de chances de estar nas semifinais.

A Portuguesa tem 77% de chances de se somar aos outros três grandes da capital e disputar as semifinais novamente após 12 anos. Agora na quarta colocação, a Lusa abriu boa vantagem em relação ao Santos – que tem 18% de chances -, após a goleada de 4X1 sobre o Marília no domingo. Na próxima rodada, as duas equipes se enfrentam na Vila Belmiro e quem vencer colocará um pé na próxima fase.

O Santo André que faz ótima campanha no Paulistão-09, é o atual sexto colocado e ainda tem chances de disputar as semifinais. Segundo o matemático Tristão Garcia, o time do ABC tem apenas 10% de chances de conquistar uma das vagas.

Veja os confrontos da 18ª rodada do Paulistão-09:


Oeste X Palmeiras
Guarani X Mirassol
Paulista X São Caetano
Corinthians X Ituano
Mogi Mirim X Bragantino
São Paulo X Guaratinguetá
Santos X Portuguesa
Santo André X Grêmio Barueri
Marília X Noroeste
Botafogo X Ponte Preta

Read Full Post »

A seleção brasileira de futebol, na linguagem do futebol, tomou um ‘vareio’ na altitude de Quito e se não fosse o goleiro Julio César, poderia ter voltado para o Brasil com pelo menos uma dúzia de gols na bagagem. Quem não assistiu o jogo e depois viu apenas o placar de 1X1, pode achar exagero da parte desse que vos escreve e de toda a mídia brasileira, pois deve imaginar que um empate no Equador, contra uma seleção que esteve presente nas duas últimas Copas do Mundo e que melhorou muito em relação à outras seleções, jogando a 2.850 metros acima do nível do mar, pode ser considerado normal.

Ledo engano. A seleção brasileira foi massacrada e sufocada pelos rápidos equatorianos desde o início do jogo. Na ausência de Kaká, que está contundido, Dunga optou por iniciar a partida com Ronaldinho Gaúcho, completamente sem ritmo de jogo e reserva do próprio Kaká, no Milan. Dessa forma, o esquema passou a ser o 4-2-3-1, com Felipe Melo e Gilberto Silva de volantes e Elano, Ronaldinho e Robinho formando a linha de três, com Luis Fabiano sozinho no ataque. A partida poderia ter tomado outro rumo com a entrada do Anderson, porém, por opção do treinador, o jogador não foi relacionado para a partida e fez companhia a Thiago Silva e Kleber.

O primeiro tempo inteiro foi um jogo de ataque contra defesa, com os equatorianos chegando com certa facilidade à área brasileira e esbarrando na qualidade de Julio César e em outras vezes na própria falta de habilidade de Caicedo, Benítez e Castillo. Vez ou outra a seleção brasileira arriscava algum contra ataque, mas com pouca velocidade, a bola era rapidamente roubada.

O segundo tempo começou da mesma maneira como terminou a primeira etapa. Com o Equador buscando o gol e batendo de frente com a muralha brasileira. Aos 16 minutos, Dunga mandou Josué a campo no lugar do apagado Elano, com uma idéia de fechar o time e conter os fortes avanços equatorianos. Nada mudou. Aos 25 minutos, nem Dunga agüentou a monotonia de Ronaldinho e colocou o sempre iluminado Julio Baptista, que na primeira vez que tocou na bola, chutou forte e contou com a infelicidade de Cevallos e marcou o gol brasileiro. Incrível, após tomar um sufoco durante toda a partida, parecia que Dunga novamente ganharia sobrevida e teria alguns dias de paz com a vitória parcial.

Mas como no velho ditado popular – ‘água mole em pedra dura, tanto bate até que fura’ – e realmente furou. Aos 44 minutos, em mais uma bela jogada de Mendez, Caicedo ficou cara a cara com Julio César, que fez mais um de seus milagres, mas no rebote Noboa fez o gol da justiça, ou da injustiça, já que pelo futebol apresentado pelas duas equipes, o mais justo seria uma sonora goleada equatoriana. O Brasil não viu a cor da bola e perdeu duas posições na classificação das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010, já que Argentina e Chile venceram seus jogos, em casa e fora, respectivamente, e encostaram no, ainda líder, Paraguai.

Na próxima quarta-feira, a seleção brasileira volta a campo no Beira Rio, em Porto Alegre, contra o Peru, último colocado na tabela. Em tempos atuais, não se pode acreditar que os torcedores brasileiros no Beira Rio apoiarão a equipe, já que cada vez mais nosso selecionado é esquecido pelos torcedores, que estão cansados de tantas coisas ‘esquisitas’ e ‘inexplicável’.

Read Full Post »